Barulhos no céu e o enigmático nome do filho de Elon Musk


Bruno Codogno
Bruno Codogno

#Barulho no céu 

Muitos brasileiros acordaram nesta quarta-feira (6) e foram direto para as redes sociais relatar um barulho que teriam ouvido durante a madrugada. O assunto atingiu assuntos mais comentados no Brasil e teve a adesão de curiosos, críticos, memes e pessoas a lamentar (ou agradecer) por não terem ouvido nada. Foram compartilhados vídeos com os supostos “barulhos”, que, segundo os próprios internautas, eram semelhantes ao som de um avião ou caminhão. Não houve confirmação da veracidade dos vídeos, mas a 'internet' distribuiu diversas reações e teorias para o que teria causado os sons. Uma das reações foi medo, por parte dos que estavam dormindo e não ouviram nada. Outra, a curiosidade e investigação: como indagou um perfil, “em quais partes do Brasil aconteceu?”. Também houve quem criticasse o tópico: “vão procurar o que fazer”, postou uma alma revolta. 





Sobre as teorias, diversas pessoas postaram que talvez fosse a ligação entre a última live do DJ Alok e a manifestação do Pentágono sobre a veracidade dos registros de OVNIs: as luzes do show teriam atraído alienígenas.


Dj Alok
Dj Alok | Eduardo Anizelli /Folhapress
 



“O Alok foi mexer com quem tava quieto, agora dias depois eles responderam”, publicou um internauta. A adesão ao tópico gerou, ainda, diversos memes de que os sons fossem o anúncio de um “apocalipse”. Outros vídeos circularam, com montagens de músicas e sons engraçados como se fossem estes os sons misteriosos da madrugada. 


 

 

LEIA TAMBÉM:

- Calamidade pública | Londrina em Estado de exceção

- Corra para as colinas! Pandemia da Covid-19 causa fenômeno de migração urbana

- SERÁ O FIM DO MUNDO? - Pandemia reacende teorias da conspiração na web




# X Æ A-12 

O filho da cantora Grimes com o empresário Elon Musk nasceu na terça-feira (5) e chamou a atenção dos internautas por conta de seu nome: X Æ A-12 Musk. O assunto foi um dos mais comentados nas redes sociais, principalmente após a cantora explicar em uma publicação o nome do filho: "X é a variável desconhecida. Æ é a ortografia élfica de Ai (amor e inteligência artificial). A-12 = precursora da SR-17 (nossa aeronave favorita). Sem armas, sem defesas, apenas velocidade. Ótima em batalha, mas não violenta. A = Archangel, minha música favorita", explicou Grimes. Seguidores mais próximos do casal especulam que a pronúncia do nome seja Sasha Archangel Musk.


DJ Alok
DJ Alok | Angela Weiss /AFP
 


No Brasil, predominaram tweets de memes e relações do nome com robótica. Essas publicações de humor trataram de situações de paternidade comuns, mas que no caso poderiam soar como uma interação de uma pessoa com uma máquina: por exemplo, Elon Musk botando o filho para dormir e um som de encerramento do Windows a tocar. Outras referências foram, também, aos OVNIs. Publicações relacionavam o nome da nave com uma possível invasão.  Outras pessoas, ainda, criticaram a escolha do nome e manifestaram pena por situações que possam envolver o nome futuramente.





#Lima Duarte 

O ator Lima Duarte se manifestou sobre a carta deixada por Flávio Migliaccio em um vídeo, publicado na terça-feira (5), e gerou comoção nas redes sociais. “Eu te entendo, Migliaccio”, afirmou Lima Duarte no vídeo em que, emocionado, relembra como foi viver durante a ditadura militar e critica a minimização da pandemia que ameaça a população idosa.  As pessoas manifestaram pesar pela morte de Migliaccio e enalteceram a importância do discurso de Lima Duarte no contexto atual, com destaque para as frases “sentimos o hálito putrefato de 1964, o bafio terrível de 1968”, em confronto às recentes manifestações pró-intervenção militar e a favor de um novo AI-5. “É um manifesto em defesa da cultura popular e contra o colonialismo cultural”, classificou em postagem o historiador Jones Manoel. Outras publicações foram focadas na situação relatada por Lima Duarte sobre um depoimento no Departamento de Ordem Política e Social (DOPS), durante a ditadura. O ator, ainda, fecha o vídeo com a frase “os que lavam as mãos, o fazem em uma bacia de sangue”, em intertextualidade com a peça “Os Fuzis da Senhora Carrar” (1937).


 



 

#O SUS 

O ministro da Saúde, Nelson Teich, foi contestado por uma massa de internautas nesta quarta-feira (6). O assunto começou quando o ministro respondeu a uma crítica do ex-presidente Luís Inácio “Lula” da Silva, no Twitter, com ênfase em sua “carreira há 39 anos no SUS”. O Sistema Único de Saúde, por sua vez, foi criado constitucionalmente em 1988 e teve seu modelo funcional instituído em 1990 com a Lei Orgânica da Saúde e opera há 30 anos. 



Barulhos no céu e o enigmático nome do filho de Elon Musk
Wallace Martins/Futura Press/Folhapress
 


Os internautas confrontaram a postagem de Teich com críticas à própria mensagem do ministro, que argumentou em discurso anterior que “um dos pontos mais graves da Covid-19 é a propagação da desinformação”. Dentre as críticas diretas, destacaram-se respostas como “o senhor está confundindo com INPS onde só quem estava empregado tinha direito à saúde”, em referência à anterior responsabilidade não-universal do Instituto Nacional de Previdência Social, a partir do regime militar, sobre a saúde no Brasil. Outros internautas responderam com humor, como publicou um usuário do Twitter: “a máquina do tempo tá boa”. Teich respondeu em sua própria publicação que “quis dizer Sistema Público de Saúde de 1981, que evoluiu para o Sistema Único de Saúde (SUS) em 1988”.  O assunto, consequentemente, gerou discussão polarizada e memes na rede social e ficou entre os principais tópicos do dia. 


VEJA MAIS


- OVNIs no Pentágono e festa na Pugliesi

- Saga crepúsculo volta às prateleiras e que a Força esteja com você (em casa)

- Tudo o que você precisa saber sobre coronavírus




* supervisão Patrícia Maria Alves | editora

Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito

Tudo sobre:

Últimas notícias

Continue lendo