Mistério no Céu - Satélites visíveis e a união das torcidas rivais


Bruno Codogno
Bruno Codogno

 Provas do Enem 2019
Provas do Enem 2019 | Gina Mardones / 03-11-2019
 

#Enem 2020

As inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) começaram na segunda-feira (11) e foram um dos assuntos mais comentados nas redes sociais. As datas para as provas seguem o cronograma estabelecido pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep): provas presenciais programadas para os dias 1 e 8 de novembro; provas digitais estabelecidas para os dias 22 e 29 de novembro. A aplicação da prova digital é inédita e será disponibilizada aos primeiros 100 mil estudantes que optarem pela modalidade na inscrição online. A manutenção das datas e a nova modalidade foram questionadas pelos internautas e geraram debates nas redes.






"Muitos jovens estão sem acesso à internet e outros meios de estudo durante essa pandemia, é injusto com eles continuarem com isso!", publicou uma internauta. Diversas publicações pediram pelo adiamento do exame por conta dos impactos da pandemia nas economias familiares e da falta de garantia de acesso às pessoas desfavorecidas. "Não deixaremos que milhares de estudantes sejam prejudicados por um governo que ignora a realidade das famílias brasileiras", disse outra publicação. 





O vídeo oficial do Enem também foi alvo de críticas por conta do retrato socioeconômico dos estudantes na peça publicitária. Alguns equipamentos usados pelos jovens da propaganda foram identificados pelos internautas e o levantamento de preços dos produtos chegaram até o valor de 11 mil reais. Outros internautas, ainda, ressaltaram os impactos psicológicos da pandemia, dentre eles o luto e a reclusão social, que podem prejudicar os estudantes na realização da prova.


 


VEJA MAIS


- Barulhos no céu e o enigmático nome do filho de Elon Musk

- OVNIs no Pentágono e festa na Pugliesi

- Saga crepúsculo volta às prateleiras e que a Força esteja com você (em casa)

- Tudo o que você precisa saber sobre coronavírus



#Satélites Starlink

Mais uma vez o céu chamou a atenção das pessoas nas redes sociais, por um motivo menos místico e mais científico. Na noite de domingo (11), os satélites Starlink, da empresa estadunidense SpaceX, ficaram visíveis no céu brasileiro por volta das 18h30 em vários Estados. Ao todo, 422 satélites Starlink já estão em órbita e durante o trajeto ficam visíveis a olho nu. O que chamou a atenção das pessoas é o efeito enfileirado dos satélites, lançados em lotes de 60 satélites por vez, registrado como diversos pontos consecutivos ou linhas paralelas nas fotos.


#Satélites Starlink
#Satélites Starlink | iStock
 


O assunto foi um dos mais comentados no Twitter e contou com fotos, vídeos e explicações de internautas sobre o que seriam esses aparelhos. Diversas fotos conseguiram captar o enfileiramento de pontos e seu movimento lento. Essas publicações contaram com internautas a confirmar ou contestar a forma de movimentação dos satélites vista por eles. Parte dos internautas disse ter visto pontos desordenados que não formavam uma linha. "Eu vi, mas estavam separados e se moviam aleatoriamente", publicou uma internauta. "Os que eu vi voavam em velocidade constante e em linha reta, como se fossem aeronaves, em duas fileiras intercalando a distância entre eles", respondeu por tweet uma outra internauta. Ainda, várias pessoas foram para a rede social após terem visto o fenômeno sem saber o que eram os pontos. Para algumas pessoas, poderiam ser estrelas. Para outras, aeronaves. Até mesmo os OVNIs e Star Wars foram citados em diversas publicações. Os satélites ficarão visíveis novamente durante algumas noites da semana.


 

Torcida Gaviões da Fiel
Torcida Gaviões da Fiel | Rodrigo Coca/Eleven/Folhapress
 


#Gaviões da Fiel

Um ato protagonizado por membros da torcida organizada do Corinthians, na tarde de sábado (9), foi um dos assuntos mais comentados do Twitter. O grupo de torcedores se reuniu na Avenida Paulista, em São Paulo, e impediu uma manifestação pró-intervenção militar e a favor do fechamento do Congresso Nacional e do Supremo Tribunal Federal (STF). O ato dos torcedores foi repentino e contou com uma faixa escrita "somos todos democracia", em referência ao movimento Democracia Corinthiana, da década de 80, protagonizado por Sócrates, Wladimir, Casagrande e Zenon. O acontecimento chamou a atenção dos internautas com ênfase em várias perspectivas. Parte das publicações exaltaram o feito, o mérito da iniciativa e os valores democráticos defendidos. "Durante a ditadura militar, a primeira vez que uma faixa foi aberta em público pedindo anistia aos exilados foi na torcida do Corinthians, em 1975, pela Gaviões da Fiel", destacou um internauta. Outros tweets foram de torcedores e organizações de outros times a apoiar a atitude e ressaltar a necessidade de deixar de lado as rivalidades do futebol e unir-se em defesa da democracia. "Sou palmeirense, mas nessa luta eu sigo com a Gaviões", declarou um internauta. Também houveram publicações a questionar a eficácia do ato e a aglomeração de torcedores, estas confrontadas com respostas de que "a Gaviões impediu uma aglomeração maior" e de pessoas potencialmente "sem máscaras". Apoiadores da manifestação cancelada, ainda, criticaram a atitude das torcidas e projetaram novos movimentos com as mesmas pautas. #Nãoésófutebol



 

***

#Jerry Stiller 

A morte do ator e comediante Jerry Stiller por causas naturais, aos 92 anos, na segunda-feira (11) foi um dos assuntos mais comentados do Twitter mundial. Stiller iniciou sua carreira com a esposa, Anne Meara, nos anos 50 e participou de diversos programas de televisão e produções cinematográficas. Foi pela atuação na série “Seinfield”, interpretando Frank Constanza, que obteve maior reconhecimento mundial e uma indicação ao Emmy de 1997. O comediante, ainda, é pai do ator Ben Stiller, quem revelou em suas redes sociais o falecimento do pai, e da atriz Amy Stiller. Internautas do mundo todo prestaram respeito por Jerry Stiller e seu trabalho artístico. A maior gama de tweets relembraram momentos icônicos do ator em Seinfield e em outra sitcom na qual também marcou passagem, como Arthur Spooner em “The King of Queens”. Outras mensagens manifestavam tristeza e surpresa pela morte de Stiller, com publicações que relembraram das aparições em público com o filho. “O Seinfeld fez com que conhecêssemos o Jerry Stiller como um grande ator e não apenas como o pai do Ben Stiller”, publicou um internauta. Diversas publicações relembraram de Jerry Stiller e outras perdas para o campo cultural de todo o mundo recentemente. 


***


Seca no Rio Tibagi
Seca no Rio Tibagi | Gustavo Carneiro 13-05-2020
 


#Seca no Paraná 


O Paraná enfrenta a maior crise hídrica em 20 anos. A seca, que já atingiu diversos municípios do Estado, é notícia desta quarta-feira (13) na FOLHA. O levantamento do Sistema de Tecnologia e Monitoramento Ambiental do Paraná, de responsabilidade do Simepar, marca redução de 33% do volume de chuva nas regiões de Curitiba, Ponta Grossa, Guarapuava, Maringá, Londrina, Foz do Iguaçu, Cascavel, Guaratuba e Umuarama. Para algumas dessas regiões, como Curitiba e Cascavel, o abastecimento de água já é prejudicado e o rodízio no fornecimento, aplicado. Por conta da redução das chuvas, rios como o Tibagi também enfrentam baixa nos níveis, em alguns casos provocando impactos no próprio abastecimento. No caso do Tibagi, rio que proporciona maior parte do abastecimento de Cambé e Londrina, a Simepar afirma não existirem preocupações imediatas e risco de falta na distribuição de água. O sistema, ainda, garante monitoramento diário dos níveis dos rios, poços e minas. A reportagem é de Lucio Flávio Cruz. 



#Cartão corporativo

A divulgação dos gastos com o cartão corporativo de Bolsonaro pela imprensa, no domingo (10), gerou uma onda de debates polarizados nas redes sociais. A fatura do cartão com gastos sigilosos do presidente da República atingiu o valor de R$3,76 milhões nos quatro primeiros meses de 2020, o dobro da média de despesas do cartão presidencial nos últimos cinco anos. O valor das despesas é disponibilizado mensalmente no Portal da Transparência, sem detalhamento dos fins. O tópico #MostraAFaturaBolsonaro chamou a atenção de diversos internautas por ter sido replicada por nomes de influência tanto da esquerda quanto da direita. As publicações de ambos os campos políticos convergiram em críticas pontuais e foram destacados pelos demais usuários do Twitter. Os críticos de Bolsonaro cobraram mais transparência e responsabilidade com os gastos de capital público. “Além de vivemos a maior pandemia da nossa história, nosso presidente parece viver em outra dimensão”, criticou um internauta. Outras postagens traçaram comparativos com os mandatos anteriores e criticaram a dimensão dos gastos em relação à crise econômica originada pela pandemia. Os apoiadores de Bolsonaro criticaram a hashtag e relacionaram o gasto com medidas específicas em relação à própria pandemia, como os voos da Força Aérea Brasileira que buscaram brasileiros em Wuhan, na China, em fevereiro. Estas publicações entram em acordo com as justificativas dadas pelo próprio Bolsonaro à imprensa, nesta segunda (11). Outras publicações destacaram as críticas ditas como “fogo amigo”, de nomes da direita para





* Supervisão Patrícia Maria Alves (editora)


Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito

Últimas notícias

Continue lendo