|
  • Bitcoin 196.641
  • Dólar 5,4587
  • Euro 6,1923
Londrina

TRÂNSITO 5m de leitura Atualizado em 20/04/2021, 11:19

Radares voltam a funcionar em Londrina em junho; saiba os locais

Implantação dos novos equipamentos será feita em duas etapas, chegando a 65 pontos com fiscalização eletrônica

PUBLICAÇÃO
segunda-feira, 19 de abril de 2021

Pedro Marconi - Grupo Folha
AUTOR autor do artigo

menu flutuante
Aparelhos ficam dentro de caixas de ferro
Aparelhos ficam dentro de caixas de ferro |  Foto: Roberto Custódio - 23/09/2020
 

A CMTU (Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização) projeta que os radares fixos voltem a funcionar em Londrina no início de junho,  após um hiato de nove meses. Recentemente, o TCE (Tribunal de Contas do Estado) liberou o órgão a retomar a licitação, que havia sido suspensa pelo tribunal em julho do ano passado. O certame teve como ganhador o consórcio Londrina Segura, formado por duas empresas e que foi constituído em Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba. 

O contrato tem duração de um ano, podendo ser renovado por mais dois. O custo é de R$ 7,2 milhões para a instalação, manutenção e, se necessário, troca, além de todo o suporte. A cidade contava com 22 pontos monitorados com os equipamentos até a finalização do vínculo anterior, com outra entidade. O novo edital acrescenta mais 43 localidades, ou seja, o número de pontos com radares será de 65 no total. 

A primeira etapa de implantação contempla 30 pontos de monitoramento, que são os 22 que os motoristas já estavam acostumados e mais oito novos. A segunda etapa, que abrange outros 35 locais, ainda não tem data definida para colocação e operação. Os lugares que vão dispor dos aparelhos – que estão dentro de caixas ferro - foram escolhidos a partir da incidência de acidentes, atropelamentos e percepção de que os condutores exercem velocidade acima da permitida na via. 

“O radar não é feito para multar, mas para regulamentar a velocidade da via, o que poderia ser feito só com sinalização vertical e horizontal, mas, infelizmente, há aqueles que insistem em não obedecer às regras de trânsito. Somos obrigados a colocar os equipamentos para que possamos trazer segurança para o cidadão de bem, que segue as leis e quer ter sua vida poupada”, defendeu Marcelo Cortez, presidente da CMTU. 

MUDANÇA

Os medidores de velocidade se dividem entre fixos e móveis, em que também é possível detectar o avanço de sinal vermelho. Diferentemente dos aparelhos anteriores, os novos contam com uma tecnologia que não demanda “rasgar” o asfalto, o que fazia com que motociclistas burlassem a fiscalização. “Será feito a laser. Com isso cria-se o campo magnético e, ao passar por este campo, o veículo é fiscalizado, ou seja, motociclistas e demais condutores não saberão onde é para fazer a redução pontual. Além disso pega de faixa a faixa”, explicou Jonas Rico, gerente de Fiscalização no Trânsito da companhia. 

Imagem ilustrativa da imagem Radares voltam a funcionar em Londrina em junho; saiba os locais
|  Foto: Gustavo Carneiro - Grupo Folha
 

CONSCIENTIZAÇÃO

Durante o mês de maio, marcado pelas ações de conscientização para segurança no trânsito, deverão ser promovidas atividades para informar os motoristas sobre a volta dos radares. Cortez rechaçou que a adoção dos equipamentos resulte numa suposta “indústria da multa”. “O radar só multa quem infringe a norma. Faremos uma campanha de conscientização com o cidadão para que tenha conhecimento que o equipamento está ali”, destacou. 

LEIA MAIS: Sem radares móveis e fixos, multas caem pela metade em Londrina

No período em ficou sem os aparelhos, Londrina teve um aumento nos registros de mortes no trânsito. Em 2020 foram 44 vidas perdidas nas vias municipais, contra 35 do ano retrasado. Dentre aqueles que faleceram, 29 eram motociclistas e 19 foram vítimas de atropelamento. 

VIDEOMONITORAMENTO

O contrato com o Consórcio Londrina Segura também prevê a instalação de 40 câmeras de videomonitoramento espalhadas pelo município, como avenidas movimentadas e entradas e saídas para a região. Os dispositivos ficarão ligados a uma central de monitoramento na diretoria de Trânsito da CMTU. Neste primeiro momento vão ser colocadas 20 câmeras e posteriormente o restante, sem prazo estabelecido. 

O videomonitoramento contém inteligência para leitura automática das placas, o que vai permitir verificar queixas de roubo, furto ou outras pendências envolvendo o veículo. Os lugares com a câmera vão ser sinalizados e o motoristas poderão ser multados por meio do vídeo. “Teremos o controle do monitoramento de todo o trânsito da cidade. Se existe entroncamento em determinado local, conseguiremos intervir imediatamente. Vai servir de base para que possamos fazer novas ações”, exemplificou Marcelo Cortez. 

As imagens ainda poderão ser compartilhadas com as forças de segurança para colaborar na resolução de crimes.

LEIA TAMBÉM:

Começa construção de 'oitão' na avenida Madre Leônia


Zona Azul vai receber pelo cartão de crédito a partir deste mês

Confira os locais contemplados com radares nesta primeira etapa:

- Av. Tiradentes cruz. Av. Arthur Thomas

- Av. Tiradentes cruz. R. Bauru

- Av. Winston Churchill, 505

- Av. Winston Churchill, com Av. Rio Branco

- Av. Duque de Caxias, 5077

 - Av. Juscelino Kubitschek cruz. R. Alagoas

- Av. Juscelino Kubitschek cruz. R. Uruguai

- Av. Santos Dumont, 780 Oposto

- Av. Santos Dumont cruz. R. Augusto Severo

- Rod. Carlos João Strass, próximo ao retorno p/ R. Lupércio Pozatto

- Rod. Carlos João Strass cruz. Av. Mário Roberto Gnecco

- Rod. Carlos João Strass, entre Av. Sylvio de Barros e alça de acesso para BR369

- Rod. Carlos João Strass, antes da R. Noitibó

- Av. Dez de Dezembro cruz. R. Tremembés

- Av. Dez de Dezembro cruz. R. Almirante Barroso

- Av. Dez de Dezembro, 4440 oposto

- Av. Dez de Dezembro cruz. prolongamento da Ponte Vereador Anélio Vieceli

- Av. Dez de Dezembro, 7033 (próximo à R. Madre Henriqueta Dominice)

- Av. Saul Elkind, 4735

- Av. Henrique Mansano, 1559

 - Av. Maringá cruz. R. Prefeito Faria Lima

- R. Goiás cruz. Av. Duque de Caxias

- R. Rio Grande do Norte cruz. R. Cuiabá

- Av. Duque de Caxias x R. Borba Gato

- Av. Waldemar Spranger cruz. Av. Adhemar Pereira de Barros

- Av. Higienópolis com Professor Joaquim de Matos Barreto

- Av. Alexandre Santoro, 1068 cruz. Av. Francisco G. Arruda

- Av. Duque de Caxias cruz. Rua Heródoto

- R. Prof. João Candido cruz. Av. Arc. Dom Geraldo Fernandes

- Av. Eurico Gaspar Dutra, Entre as Ruas Manoel Pereira e Anália Tonon Minati

Receba nossas notícias direto no seu celular! Envie também suas fotos para a seção 'A cidade fala'. Adicione o WhatsApp da FOLHA por meio do número (43) 99869-0068 ou pelo link wa.me/message/6WMTNSJARGMLL1

instagram

ÚLTIMOS POSTS NO INSTAGRAM