|
  • Bitcoin 121.350
  • Dólar 5,0575
  • Euro 5,2320
Londrina

Cidades

m de leitura Atualizado em 01/08/2022, 15:53

Empresa londrinense é escolhida para reforma da UBS Fraternidade

Obra está parada desde dezembro de 2020 e expectativa da prefeitura é que os trabalhos sejam reiniciados ainda neste mês

PUBLICAÇÃO
segunda-feira, 01 de agosto de 2022

Micaela Orikasa - Grupo Folha
AUTOR autor do artigo

Foto: Pedro Marconi - Grupo Folha
menu flutuante

 Uma empresa londrinense foi selecionada pela Prefeitura Municipal para concluir a reforma da UBS (Unidade Básica de Saúde) da Vila Fraternidade, na zona leste de Londrina. A obra está parada desde dezembro de 2020, quando o município rompeu o contrato com a construtora que até então estava responsável pelas intervenções. A obra foi deixada com 44% de execução. A expectativa é que o serviço  seja reiniciado ainda neste mês de agosto. 

Desde 2021, foram publicados quatro editais de licitação para retomada da construção. No entanto, não houve interessados em nenhuma das tentativas. 

LEIA TAMBÉM:

+  Saúde prevê entrega da UBS de Lerroville para este mês

Em março deste ano, reportagem publicada na FOLHA mostrou mostrou que o município questionou várias empresas para saber o motivo da falta de interesse para assumir a obra. Entre as respostas recebidas estiveram o abandono do prédio, aumento dos preços dos materiais e a exigência de documentos que, na visão das empreiteiras, impedem a participação. 

Em junho deste ano, a Prefeitura deu início a um processo de dispensa de licitação para contratação direta de empresa. “Com essa outra modalidade, apareceram cinco empresas interessadas em concluir a obra”, diz o secretário municipal de Saúde, Felippe Machado.  

De acordo com ele, a análise das documentações em ordem classificatória, descartou a primeira a empresa a se apresentar. “A segunda colocada neste processo cumpriu todos os requisitos, motivo pelo qual a secretaria de Gestão Pública encaminhou à Procuradoria do município para celebração e formalização do contrato, o que deve acontecer ainda dentro do mês de agosto para que o prefeito Marcelo Belinati dê as ordens de serviço para a retomada das obras”, afirma. 

A empresa é de Londrina e segundo Machado, a retomada das obras pode ocorrer ainda neste mês. Entre as intervenções que ainda precisam ser promovidas estão alvenaria, impermeabilização, revestimentos, instalações elétricas e hidráulicas e comunicação visual.

Atualmente, os pacientes que deveriam ser atendidos na Vila Fraternidade precisam se deslocar até a unidade da Vila Ricardo, que fica cerca de um quilômetro de distância. O posto da Fraternidade foi o primeiro da cidade, inaugurado na década de 1970, e foi demolido em 2014. 

***

Receba nossas notícias direto no seu celular! Envie também suas fotos para a seção 'A cidade fala'. Adicione o WhatsApp da FOLHA por meio do número (43) 99869-0068 ou pelo link wa.me/message/6WMTNSJARGMLL1