|
  • Bitcoin 110.392
  • Dólar 5,2344
  • Euro 5,5071
Londrina

Folha Rural

m de leitura Atualizado em 11/06/2022, 18:25

Turismo abre oportunidades para agricultura familiar no Norte do PR

Evento em Sertaneja debateu caminhos para tornar as pequenas propriedades mais qualificadas ao atendimento da demanda crescente do turismo

PUBLICAÇÃO
sábado, 11 de junho de 2022

Reportagem local
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

O turismo regional desponta como um setor que abre oportunidades de desenvolvimento e renda para pequenos produtores rurais de Sertaneja, Primeiro de Maio e outros municípios da região conhecida como Portal Turístico Ilha do Sol. Para se tornarem fornecedores de hotéis, resorts e condomínios de luxo que estão investindo no Norte do Estado, como o Residence Club at the Hard Rock Hotel Ilha do Sol, os produtores da agricultura familiar precisam concentrar esforços na organização da cadeia produtiva, tanto por meio do associativismo como pela qualificação.

Os caminhos para atingir esse objetivo foram debatidos no 1º Seminário do Norte do Paraná de Turismo e Agricultura Familiar, realizado em Sertaneja, com promoção da prefeitura do município, do IDR (Instituto de Desenvolvimento Rural) do Paraná e do Comitê Turístico Ilha do Sol.

Imagem ilustrativa da imagem Turismo abre oportunidades para agricultura familiar no Norte do PR Imagem ilustrativa da imagem Turismo abre oportunidades para agricultura familiar no Norte do PR
|  Foto: Gisele Barão/Seab
 

O evento contou com a presença do secretário estadual de agricultura, Norberto Ortigara, e palestras com o economista e assessor técnico do IDR em Apucarana, Ovídio Cesar Barbosa, que falou sobre “A agricultura familiar e suas organizações visando o acesso a novos mercados”; Enio Miranda, vice-presidente de Relações Institucionais e Parcerias Estratégicas da VCI SA, incorporadora do Hard Rock Hotel Ilha do Sol, que palestrou sobre “A importância do turismo para o desenvolvimento sustentável da Região Ilha do Sol”; e Veloso Santos, assessor do Paraná Turismo, que discorreu sobre “Investimentos do Governo do Estado através do Paraná Turismo”. Em comum, os participantes defenderam a importância das parcerias entre agricultores e entre municípios para aproveitar a onda do turismo na região.

Altamente produtiva, nova variedade de mandioca é lançada no Paraná

Presidente do Conselho Municipal do Turismo de Sertaneja, integrante do Comitê Turístico Ilha do Sol e extensionista do IDR, Ilvo Antoniazzi transita naturalmente entre o turismo e a agricultura e por isso assumiu a organização do evento.  “A diversificação das atividades rurais é fundamental para gerar renda nas pequenas propriedades e sabemos que as oportunidades para a agricultura familiar no turismo serão crescentes. A ideia do evento é incentivar os agricultores familiares a pensarem no turismo como mais uma possibilidade de renda. É preciso mudar a mentalidade em relação à diversificação”, afirma. 

E mudar a mentalidade significa conhecer esse novo mercado. Barbosa, do IDR de Apucarana, reforçou a importância de planejar a produção com foco na demanda, sem esquecer da logística para garantir a entrega dos produtos na quantidade e nas datas solicitadas. “O melhor caminho é a organização em grupos, associações ou cooperativas”, defendeu. 

UEL e UENP vão desenvolver biofungicida contra a ferrugem asiática

Miranda, da VCI SA, citou exemplos de rotas turísticas regionais já consolidadas no Brasil, como Gramado  e Serra Gaúcha (RS), para lembrar que essas trajetórias de sucesso foram trilhadas às custas de muito planejamento e organização. “O turismo é uma construção coletiva. Uma atração turística sozinha não atrai visitantes, é preciso uma estrutura por trás, o que inclui transporte, alimentação e hospedagem no local”, pontua. 

Atendendo à curiosidade dos agricultores presentes, ele detalhou os critérios que a rede de hotéis vai adotar na aquisição dos produtos da região. “O maior consumo será de alimentos e bebidas e as compras serão pautadas por qualidade, alto valor agregado, bom custo/benefício, procedência, higiene e logística”, antecipou, destacando que a marca prioriza a produção regional nos locais onde opera. “Mas o setor precisa se qualificar para atender as exigências”, reforça. 

Vazio sanitário da soja no Paraná segue até 10 de setembro

Veloso, da Paraná Turismo, detalhou estratégias que o órgão tem adotado para fomentar a atividade turística no estado, como por exemplo a campanha “Paraná para os paranaenses”, que incentiva a população a conhecer as atrações regionais. “Isso gera um senso de pertencimento. As melhores pessoas para divulgar uma cidade são as que vivem nela”, garante. O órgão mantém o Mapa do Turismo do Paraná, disponível para municípios com secretarias ou diretorias de turismo com dotação orçamentária, e também o site viagemparana.com, aberto a todas as cidades e que totaliza em torno de 2 milhões de acessos por mês, principalmente agentes de viagem em busca de informação.

A transformação de uma potencial atração em produto turístico demanda investimento em marketing para consolidar a marca, o que já tem sido feito por meio do Portal Ilha do Sol, marca turística oficial da região. Com gestão da Adetunorp (Associação de Desenvolvimento Turístico do Norte do Paraná), a marca mantém um site exclusivo com as atrações de cada cidade (www.portalilhadosol.com.br). Aurélio Müller, presidente da Adeturnorp, detalhou que a entidade trabalha para criar novos produtos turísticos nos municípios associados, o que pode trazer oportunidades para a agricultura familiar além da demanda dos hotéis e resorts.

Sertaneja 

Durante o 1º Seminário do Norte do Paraná de Turismo e Agricultura Familiar, o prefeito de Sertaneja, Jamison Donizete da Silva, anunciou o lançamento do programa Desenvolvimento Rural Sustentável, já aprovado como lei, que prevê a concessão de incentivos para agricultores interessados em implantar projetos de fruticultura e horticultura. Além de melhorar as condições das estradas rurais, as ações envolvem melhoria do solo, distribuição de mudas e sementes. “O turismo é uma realidade para o nosso município. Trata-se de uma indústria limpa, sustentável e viável para cidades pequenas”, afirma. 

Pequenos agricultores veem na expansão do turismo regional uma forma de vender seus produtos para novos públicos Pequenos agricultores veem na expansão do turismo regional uma forma de vender seus produtos para novos públicos
Pequenos agricultores veem na expansão do turismo regional uma forma de vender seus produtos para novos públicos |  Foto: istock
 

Em visita ao Residence Club at the Hard Rock Hotel Ilha do Sol, o secretário estadual de agricultura, Norberto Ortigara, mostrou-se entusiasmado com a possibilidade de união entre turismo e agricultura na região de Ilha do Sol. “Os municípios precisam de diversificação e a opção de incluir a agricultura familiar na cadeia do turismo é excelente”, afirma ele, que foi apresentado em primeira mão aos apartamentos modelo do Hard Rock Hotel e se surpreendeu com a qualidade e sofisticação do empreendimento como um todo. “A secretaria vai trabalhar com foco em capacitar os produtores para que ofereçam produtos de maior valor agregado e atendam ao padrão exigido pelos empreendimentos”, reforçou.

Ana Cristina Krüger, coordenadora da área de sustentabilidade do Sicredi Paranapanema, lembrou que financiamentos por meio do Pronaf também estão disponíveis para investimentos em turismo rural nas pequenas propriedades, inclusive para adequação das propriedades. 

Diversificação que gera renda 

Américo Caetano de Oliveira é agricultor familiar em Sertaneja e sempre produziu grãos. Após investir na diversificação de sua propriedade com plantio de uma horta, ele colhe os benefícios da decisão. “Passamos a entregar parte na nossa produção para merenda escolar, cozinha central do município e hospitais”, relata. 

Com base nesta experiência, ele já planeja colher também os frutos do turismo. “Tem oportunidades no ar e os pequenos também podem aproveitar. Pretendo vender não apenas para os hotéis, mas também para restaurantes que devem se desenvolver na região com a presença dos turistas. Quem sabe um dia não trago turistas até para a minha propriedade?”

Zuleide Kurpel: “Criamos a associação já pensando em atingir o pessoal das chácaras, mas vejo que podemos crescer ainda mais” Zuleide Kurpel: “Criamos a associação já pensando em atingir o pessoal das chácaras, mas vejo que podemos crescer ainda mais”
Zuleide Kurpel: “Criamos a associação já pensando em atingir o pessoal das chácaras, mas vejo que podemos crescer ainda mais” |  Foto: Divulgação
 

Em Primeiro de Maio, a Associação dos Produtores Rurais do Assentamento Barra Bonita deu um passo a mais e já colhe os benefícios do turismo. Juntos, agricultores da localidade realizam duas vezes por semana uma feira de hortifruti, artesanato e alimentos prontos que atrai cada vez mais a atenção dos turistas que frequentam condomínios e chácaras do entorno. “Criamos a associação já pensando em atingir o pessoal das chácaras, mas vejo que podemos crescer ainda mais”, acredita a presidente da entidade, Zuleide Kurpel.

Receba nossas notícias direto no seu celular! Envie também suas fotos para a seção 'A cidade fala'. Adicione o WhatsApp da FOLHA por meio do número (43) 99869-0068 ou pelo link wa.me/message/6WMTNSJARGMLL1