Longe do fim. É assim que pode ser classificado o impasse entre a Construtora Squadro e a Prefeitura de Londrina para que as obras de infraestrutura da Cidade Industrial avancem. Nesta quarta-feira (11), a empresa de Curitiba pediu a suspensão do contrato assinado em novembro do ano passado. O valor é de aproximadamente R$ 24 milhões para vários serviços, como cercar o terreno, colocar iluminação de LED e instalar energia elétrica.

Imagem ilustrativa da imagem Construtora quer suspender contrato de obra da Cidade Industrial de Londrina
| Foto: Micaela Orikasa/Grupo Folha

A Squadro trouxe diversos motivos para suspender o acordo, como a demora na entrega de projetos por parte da prefeitura, a falta de resposta do poder público sobre o pedido de reequilíbrio financeiro de R$ 8 milhões e o aumento de preço dos materiais por causa da pandemia. A vistoria mais recente de secretários municipais, feita na semana passada, confirmou a lentidão da obra, que deveria estar em 30%, mas não passa de 3%.

LEIA MAIS

Apenas 3% das obras da Cidade Industrial de Londrina foram executadas

Com máquinas em manutenção, obras da Cidade Industrial seguem em ritmo lento

Passos lentos: obras da Cidade Industrial continuam atrasadas

Se a prefeitura não aceitar a proposta de suspensão, a construtora deu outra sugestão: uma reunião para rescindir o contrato de forma amigável. O secretário municipal de Planejamento, Marcelo Canhada, disse que é preciso conversar com outros membros da administração municipal antes de tomar qualquer decisão. "A obra é importante e não pode ficar parada. Se não aceitarmos esse pedido da empreiteira, podemos chamar outra que participou da licitação e tem condições de tocar os trabalhos nos mesmos moldes. Se não for possível, abrimos outro processo", informou.

A expectativa é que a Cidade Industrial comporte 90 empresas e gere 12 mil empregos. A construção deveria começar no final do ano passado, mas só saiu efetivamente do papel em março de 2021. O complexo, localizado no prolongamento da Avenida Saul Elkind, trecho mais conhecido como Estrada da Perobinha, na zona norte de Londrina, terá área total de 1,1 milhão de metros quadrados.