Após suspensão, SRP descarta Expolondrina em outra data em 2020


Luis Fernando Wiltemburg - Grupo Folha
Luis Fernando Wiltemburg - Grupo Folha

A SRP (Sociedade Rural do Paraná) confirmou oficialmente o cancelamento da 60ª Exposição Agropecuária e Industrial de Londrina, que começaria no dia 9 de abril, devido à pandemia do coronavírus, na manhã desta terça-feira (17). O presidente da SRP, Antônio Sampaio, diz ser inviável transferir o evento para outra data neste ano.  


Após suspensão, SRP descarta Expolondrina em outra data em 2020
Luís Fernando Wiltemburg
 


A confirmação ocorre um dia depois de a Prefeitura de Londrina suspender a realização da feira por questões de saúde pública. O governo estadual também adotou medidas de segurança contra a propagação do vírus no Paraná no mesmo dia. Na sexta-feira (13), a SRP ainda havia mantido a realização da feira.  




LEIA TAMBÉM:


Com coronavírus, emissoras suspendem atrações, ampliam jornalismo e liberam conteúdo pago


Bolsonaro faz novo teste de coronavírus, e resultado pode sair já nesta terça-feira


Segundo Sampaio, as chances de fazer a Expo ainda este ano é mínima.  “É importante deixar claro é que montar uma feira dessas é muito trabalhoso. Isso não se faz em dias, tampouco em dois ou três meses. Para remarcar uma coisa que nem se sabe quanto vai poder ser [realizada], é uma chance em um milhão. É muito difícil, nós não acreditamos que seja possível [neste ano]”, afirma.  


Esta seria uma edição especial, por comemorar a 60ª Exposição. Segundo Sampaio, pelo menos 8 mil contratos de empregos temporários deixarão de ser firmados. 


Em coletiva de imprensa, Sampaio afirmou que os valores dos ingressos serão devolvidos, mas que ainda será necessário levantar os ingressos vendidos – ele não soube precisar números de vendas ou valores arrecadados. “É uma conta bastante complicada. Tem gente que comprou a vista, tem gente que parcelou, então é uma conta bastante complexa, mas é claro que a SRP não vai ficar com o dinheiro de ninguém.” As vendas estão suspensas desde a segunda-feira (16), quando o cancelamento foi determinado pelo poder público. 


A SRP também deverá devolver os valores pagos por expositores que participariam da ExpoLondrina, mas, para a entidade, o maior prejuízo é para a sociedade local. “É um prejuízo gigante pra cidade e para a região, né? Alguém pode achar que só pensamos em dinheiro, mas não é isso, não.  Porque nós também pensamos em todos que precisam de dinheiro para sobreviver", cita, em relação de pequenos comerciantes que trabalham no evento. 


LEIA MAIS:


Por coronavírus, bancos suspendem cobranças de dívidas por 60 dias




Dólar fecha acima de R$ 5 pela 1ª vez na história


Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito

Últimas notícias

Continue lendo