|
  • Bitcoin
  • Dólar
  • Euro
Londrina

MULTI CHEF 5m de leitura Atualizado em 28/10/2021, 15:48

As pizzas que não chegaram...

PUBLICAÇÃO
sexta-feira, 29 de outubro de 2021

Fábio Luporini
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

“Infelizmente, tivemos que cancelar seu pedido às 22h29”.

Essa foi a mensagem que recebi cerca de 1h30 depois de realizar um pedido de duas pizzas, num domingo à noite, repleto de fome e tendo alertado o restaurante de que a entrega já estava atrasada havia alguns minutos. A resposta que recebi? A culpa é do entregador, que cancelou a entrega, e da plataforma, que cancelou o pedido. Chateado, frustrado, enfurecido e com fome, tentei ligar três vezes para o restaurante. Nenhuma das tentativas foi atendida. Então, recorri às redes sociais.

Ou melhor, recorri a outras pizzarias. Uma delas, de um amigo, estava fechada. Na outra, de uma grande franquia conhecida, expliquei a situação e o pedido chegou em cerca de 20 minutos. Qual a diferença? O atendimento. Porque, afinal, quando você faz um pedido numa plataforma de delivery, você já está com fome. E, embora erros aconteçam, imprevistos sejam normais, tudo vai depender de como o restaurante vai contornar a situação com um cliente. Infelizmente, foi da pior maneira possível.

Pizzas e pizzarias: um dos melhores ingredientes, o atendimento
Pizzas e pizzarias: um dos melhores ingredientes, o atendimento |  Foto: Pixabay
 

Recebi três mensagens de pessoas diferentes, duas das quais não conheço, com explicações “confusas” sobre o ocorrido. Todas se diziam amigas do gerente, ou que estavam na pizzaria no momento do cancelamento do meu pedido. Uns disseram que a pizzaria não tem acesso aos meus dados para poder me ligar e me mandar as pizzas de outra forma. Enquanto outros disseram que viram uma pizza sobrar. Questionei, então, que se eles me encontraram, o restaurante poderia ter me achado, afinal, trocamos mensagens, as quais ele culpou o entregador. Era só digitar meu nome nas redes sociais e me contatar. Por outro lado, não foi uma pizza que deve ter sobrado. Foram duas. Ou seja, as mensagens provavelmente foram coordenadas.

Depois de deixar alguns comentários em redes sociais, recebi respostas que, além de culparem o entregador ou a plataforma, invocavam a minha fé religiosa. Oi? Como assim? Pois é, foi isso mesmo. Em vez de tentar resolver a situação, tentaram colocar um peso na minha consciência. As pizzas não chegaram. Nem nunca vão chegar. Porque a pizzaria perdeu um cliente. Ou melhor, alguns. As pessoas com as quais eu estava, a quem eu havia fortemente recomendado o produto pela qualidade de preparo e rapidez na entrega (sim, eu já pedi várias vezes pela plataforma e nunca havia tido problemas), também não tiveram uma boa experiência naquela noite e provavelmente não pedirão nesse local. De fato, é uma pena. Porque o produto realmente é bom. Só precisa melhorar um ingrediente: o atendimento.

.
. |  Foto: Folha Imagem
 

* Os artigos não refletem, necessariamente, a opinião da Folha de Londrina

instagram

ÚLTIMOS POSTS NO INSTAGRAM