|
  • Bitcoin 121.615
  • Dólar 5,0547
  • Euro 5,2170
Londrina

Cidades

m de leitura Atualizado em 19/07/2022, 16:37

Estrutura provisória do terminal Ouro Verde ficará em avenida

Mudança deve acontecer em 30 dias; empresa começa reconstrução do terminal, que terá área de mais de 3.800 metros quadrados

PUBLICAÇÃO
terça-feira, 19 de julho de 2022

Pedro Marconi - Grupo Folha
AUTOR autor do artigo

Foto: Pedro Marconi - Grupo Folha
menu flutuante

A empresa que venceu a licitação para reconstruir o terminal do Ouro Verde, na zona norte de Londrina, deu início aos primeiros serviços. Por enquanto são duas frentes de trabalho. Uma atrás da atual estrutura para montar o espaço em que os operários deixarão materiais e equipamentos, além de servir como preparação para as futuras intervenções; e outra no terreno escolhido pela prefeitura para ser o terminal provisório. 

Durante a execução da obra, que deverá durar 11 meses, os passageiros ficarão na avenida Lucílio de Held, entre as ruas Fulgêncio Ferreira Neves e Pastor Judithe do Carmo. São aproximadamente 400 metros de distância do terminal. “Para quem vem a pé, vai ter que andar bastante. Pessoas de idade terão mais dificuldade. Poderia ser um lugar mais perto”, reclamou o aposentado Antônio Carlos Silva.  

LEIA TAMBÉM: 

Operários trabalham na construção de passarela na PR-445

Prefeitura avalia estudos que vão basear concessão da rodoviária

A estrutura provisória terá 160 metros de extensão e será parecida com a que foi feita durante a reconstrução do terminal do Vivi Xavier e Milton Gavetti, também na zona norte, com pontos de ônibus espalhados pela calçada. Segundo João Verçosa, secretário municipal de Obras e Pavimentação, a mudança é necessária para permitir a evolução das obras sem riscos para a empreiteira e para os usuários do transporte coletivo. 

“O fato de não termos ônibus circulando próximo da obra vai dar uma situação mais favorável para a execução da obra, que é o trânsito de materiais, funcionários e equipamentos. Isso vai ser um fato positivo na reconstrução do novo terminal”, justificou. A construtora – que tem sede em Cascavel (Oeste) - deverá finalizar o local temporário em 30 dias, para na sequência acontecer a transferência. 

EXPANSÃO

A demolição e construção do terminal do Ouro Verde – onde passam mais de dez mil pessoas diariamente – vai custar R$ 12,6 milhões. A área construída, que hoje é de 820 metros quadrados, vai aumentar para 3.874 metros quadrados. “A zona norte é a mais populosa da cidade. Muitos bairros estão surgindo, principalmente no final da avenida Saul Elkind. A expectativa é de aumento na demanda de usuários do transporte coletivo, com isso, novas linhas devem surgir e precisamos de um terminal compatível para suprir", destacou. 

Mais de dez mil pessoas passam pelo terminal Ouro Verde todos os dias Mais de dez mil pessoas passam pelo terminal Ouro Verde todos os dias
Mais de dez mil pessoas passam pelo terminal Ouro Verde todos os dias |  Foto: Pedro Marconi - Grupo Folha
 

Estão previstos ainda novos banheiros, fraldário, assentos, implantação de bicicletário e um segundo andar para salas administrativa, de fiscalização e copa. Serão plantadas várias árvores no entorno, principalmente na avenida dos Amigos. 

ACAPULCO 

A prefeitura finalizou o certame para contratação de empresa para reconstruir o terminal do Acapulco, na região sul. Um consórcio formado pela construtora que vai executar a obra do Ouro Verde e uma outra empreiteira de Cascavel venceu a licitação. A proposta foi de R$ 16,6 milhões, R$ 400 mil a menos do que o valor máximo que o município pretendia gastar.  

Receba nossas notícias direto no seu celular! Envie também suas fotos para a seção 'A cidade fala'. Adicione o WhatsApp da FOLHA por meio do número (43) 99869-0068 ou pelo link wa.me/message/6WMTNSJARGMLL1