LONGA ESPERA -

Duplicação da Faria Lima tem sexto aditivo de prazo

Obra, na zona oeste de Londrina, é executada há mais de um ano e empresa pediu mais 30 dias para finalizar os trabalhos

Pedro Marconi - Grupo Folha
Pedro Marconi - Grupo Folha

 

O primeiro trecho da avenida foi entregue no ano passado e o segundo deve concluído até 25 de maio
O primeiro trecho da avenida foi entregue no ano passado e o segundo deve concluído até 25 de maio | Pedro Marconi - Grupo Folha
 



A duplicação do trecho dois da avenida Faria Lima, que vai da avenida Bento Munhoz da Rocha Neto até a avenida Maringá, na região oeste de Londrina, terá o sexto aditivo de prazo. Segundo Marcelo Canhada, secretário municipal de Planejamento, a empresa pediu  e a prefeitura autorizou mais 30 dias para conclusão dos trabalhos. O prazo estipulado para finalização agora é 25 de maio. “É uma obra que tivemos muitas dificuldades. Houve atrasos com relação ao projeto, questões ambientais que envolviam o assoreamento do lago, na ponte teve complexidade maior do que se imaginava”, reconheceu. 


A ordem de serviço autorizando os trabalhos foi assinada em junho de 2019, com previsão de duração de 270 dias corridos, ou seja, março do ano passado. Até então, o último alongamento do prazo havia sido avalizado em março, liberando mais 45 dias de intervenção, que venceram nesta semana. Medição do mês passado indicou 81% de execução. “A obra é de mobilidade e extremamente importante, que está valorizando toda a região e vai possibilitar as pessoas se deslocarem com mais rapidez e segurança”, ponderou. 


Os operários da empresa londrinense que venceu o edital estão concentrados na pavimentação das novas pistas, principalmente nas proximidades do cruzamento com a avenida Maringá. O trânsito para quem desce a via no sentido centro-bairro está com um ponto de desvio no lado antigo, na ponte sobre o lago, onde trabalhadores também atuam. Por alguns metros os motoristas são deslocados para uma única pista. 


Fábio Cavazotti, secretário municipal de Gestão Pública, disse que a empreiteira pode receber sanções da prefeitura. “Existem responsabilidades a serem apuradas. Ao final da obra vamos avaliar todos os argumentos da empresa, medir o tempo de atraso para mensurar a aplicação de penalidade”, garantiu. “A finalização com a empresa que está trabalhando é o caminho mais fácil”, argumentou, mencionando a escolha por manter o contrato ao invés de romper e lançar um novo certame. 


A avenida Faria Lima foi duplicada em toda sua extensão, com os serviços divididos em duas etapas. A primeira foi entregue no ano passado depois de aproximadamente dois anos de serviços. O custo total, levando em conta os dois lotes, é de R$ 14,4 milhões, sendo R$ 6,7 milhões somente com desapropriações que tiveram de ser feitas. 


LEIA TAMBÉM:

- Construção de trincheira da Bratislava é iniciada

- Começa construção de 'oitão' na avenida Madre Leônia


Receba nossas notícias direto no seu celular! Envie também suas fotos para a seção 'A cidade fala'. Adicione o WhatsApp da FOLHA por meio do número (43) 99869-0068 ou pelo link wa.me/message/6WMTNSJARGMLL1.

Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito
Assine e navegue sem anúncios [+]

Últimas notícias

Assine e navegue sem anúncios [+]

Continue lendo