|
  • Bitcoin 121.475
  • Dólar 5,0599
  • Euro 5,2211
Londrina

Cidades

m de leitura Atualizado em 28/06/2022, 15:38

Dom Geraldo Majella recebe grande homenagem em Londrina

Celebração nesta quarta marcará os 65 anos de ordenação sacerdotal do cardeal, que já presidiu a CNBB e foi o segundo arcebispo da cidade

PUBLICAÇÃO
terça-feira, 28 de junho de 2022

Micaela Orikasa - Grupo Folha
AUTOR autor do artigo

Foto: Divulgação/Santuário de Nossa Senhora Aparecida de Londrina
menu flutuante

Padres, cardeais e arcebispos de várias regiões do País estarão em Londrina nesta quarta-feira (29), para celebrar uma missa especial pelos 65 anos de ordenação sacerdotal de Dom Geraldo Majella Agnello. O encontro será às 19h, no Santuário de Nossa Senhora Aparecida, na região central de Londrina.

A missa será celebrada por Dom Geremias Steinmetz, que hoje ocupa o cargo que já pertenceu a Dom Geraldo Majella, quando foi nomeado o segundo arcebispo de Londrina, entre 1982 e 1991. O cardeal também já presidiu a CNBB (Confederação Nacional dos Bispos do Brasil), foi arcebispo de Salvador e trabalhou no Vaticano com os papas João Paulo II, Bento XVI e Francisco. 

Imagem ilustrativa da imagem Dom Geraldo Majella recebe grande homenagem em Londrina Imagem ilustrativa da imagem Dom Geraldo Majella recebe grande homenagem em Londrina
|  Foto: Divulgação/Santuário de Nossa Senhora Aparecida de Londrina

LEIA TAMBÉM:

+  Arquidiocese de Londrina tem primeiro padre nomeado bispo

Dom Geremias Steinmetz lembra que ouviu falar de Dom Geraldo “quando era seminarista. Depois, fui acompanhando sua trajetória. Foi um homem da Igreja, que se dedicou, verdadeiramente, e nunca mediu esforços para se dedicar e ser fiel à pessoa de Jesus Cristo. Convivi mais de perto com ele nos tempos em que eu era estudante em Roma, em 1995 e 1996. Éramos em um número considerável de padres paranaenses, então a gente fazia um jantar, um risoto, uma galinhada, às vezes uma feijoada. E sempre convidávamos Dom Geraldo. Quem o acompanhava era Dom Odilo Scherer. Tomávamos um vinho e conversávamos”, recorda. 

Para Dom Geremias, Dom Geraldo é uma pessoa que dedicou sua vida ao trabalho e que ajudou a Igreja e momentos e desafios, em todos os cargos ocupados por ele, desde o exercício do ensino, até como arcebispo, presidente da CNBB e nas congregações às quais foi membro, no Vaticano. “Nesses 65 anos, Dom Geraldo dedicou sua vida ao trabalho, lutou muito, ajudou a Igreja a resolver muitos problemas dedicou sua vida para que a Igreja pudesse ser mais eficiente.”  

Na celebração estarão presentes os cardeais Dom Odilo Scherer, arcebispo de São Paulo, e Dom Sérgio da Rocha, arcebispo primaz do Brasil da Arquidiocese de Salvador; o atual presidente da CNBB e arcebispo de Belo Horizonte, Dom Walmor Oliveira de Azevedo; e os arcebispos Dom Anuar Battisti, arcebispo emérito de Maringá (Noroeste), e Dom Carlos José de Oliveira, bispo de Apucarana (Centro-Norte), além do monsenhor Marcos José, padre da Arquidiocese de Londrina, recém-nomeado bispo de Cornélio Procópio (Norte Pioneiro), e o padre Rodolfo Trisltz, pároco e reitor do Santuário. 

Dom Geremias Steinmetz celebrará a missa em homenagem aos 65 de ordenação sacerdotal de Dom Geraldo Majella Agnello Dom Geremias Steinmetz celebrará a missa em homenagem aos 65 de ordenação sacerdotal de Dom Geraldo Majella Agnello
Dom Geremias Steinmetz celebrará a missa em homenagem aos 65 de ordenação sacerdotal de Dom Geraldo Majella Agnello |  Foto: Divulgação/Santuário de Nossa Senhora Aparecida de Londrina
 

PASTORAL DA CRIANÇA

Dom Geraldo está com 88 anos, vive em Londrina e é paroquiano na Paróquia Imaculada Conceição, na região central.  “Me lembro que a Folha de Londrina noticiou na época que Dom Geraldo havia sido nomeado o segundo arcebispo da cidade, como sendo o mais novo a ocupar o cargo e esse detalhe me marcou. Ele sempre foi muito atuante. Um legado que não podemos deixar passar em branco nesses 65 anos de ordenação sacerdotal. É uma celebração muito aguardada, com alegria e satisfação, com ele podendo acompanhar pessoalmente”, diz o padre Luiz Laudino, da Paroquia Imaculada Conceição. 

Em 1983, Dom Geraldo fundou com Zilda Arns Neumann a Pastoral da Criança na cidade de Florestópolis (Região Metropolitana de Londrina). “Nesse mesmo ano, entrei no seminário e vi Dom Geraldo celebrar uma missa. Ele disse que 'o seminário é o coração da diocese' e essa frase também me marcou muito. Tenho um afeto muito grande por ele e o acompanho durante todo esse período”, ressalta o pároco.  

Em outubro de 1997, Dom Geraldo Majella foi nomeado membro do Pontifício Comitê para os Congressos Eucarísticos Internacionais e presidente da Comissão Litúrgica da CNBB. “Também foi um marco para a vida dele e para o bem da Santa Igreja, quando foi elevado Cardeal na Santa Igreja por João Paulo II com o título de Presbítero de São Gregório Magno”, completou. 

A expectativa é receber cerca de mil pessoas para a missa em homenagem a Dom Geraldo. Após a celebração, que terá transmissão nacional pela TV Evangelizar, além das redes sociais do Santuário, haverá um jantar por adesão no salão ao lado, com convites limitados. As festividades foram organizadas por uma comissão formada pelos padres Manuel Joaquim, padre Mauro Pedrinelli e Monsenhor Bernard Gafá, além de Julia, que cuida do cardeal Geraldo Majella. (Com Santuário de Nossa Senhora Aparecida) 

****

Receba nossas notícias direto no seu celular! Envie também suas fotos para a seção 'A cidade fala'. Adicione o WhatsApp da FOLHA por meio do número (43) 99869-0068 ou pelo link wa.me/message/6WMTNSJARGMLL1