|
  • Bitcoin 105.728
  • Dólar 5,2464
  • Euro 5,4901
Londrina

O BICHO PEGOU

m de leitura Atualizado em 13/06/2022, 17:53

Cães são vacinados contra raiva no Centro Pop em Londrina

Tutores que vivem em situação de rua também receberam rações e foram orientados sobre os cuidados com os animais

PUBLICAÇÃO
segunda-feira, 13 de junho de 2022

Micaela Orikasa - Grupo Folha
AUTOR autor do artigo

Foto: Micaela Orikasa - Grupo Folha
menu flutuante

Nesta segunda-feira (13), homens e mulheres que vivem em situação de rua em Londrina tiveram a oportunidade de vacinar seus animais de estimação contra a raiva, no Centro Pop (Serviço Especializado para Pessoas em Situação de Rua), localizado na zona leste.  

A vacina é o único meio preventivo da raiva, doença viral com quase 100% de mortalidade. Apesar de ser uma enfermidade controlada no Brasil, ainda assim, ela é grave e pode ser transmitida para o ser humano por meio da mordida ou salina do cão ou gato contaminado. 

Imagem ilustrativa da imagem Cães são vacinados contra raiva no Centro Pop em Londrina Imagem ilustrativa da imagem Cães são vacinados contra raiva no Centro Pop em Londrina
|  Foto: Micaela Orikasa - Grupo Folha
 

A ação foi realizada pelas secretarias municipais de Ambiente, de Assistência Social e de Saúde e deve atender cerca de 30 animais, como os dois cães que vivem com Roseli Moreira, 51. Os animais são seus companheiros desde os tempos em que vivia nas ruas, situação que durou mais de cinco anos. Hoje, Moreira está no processo de superação, com a ajuda da Prefeitura de Londrina. “É bom vacinar para não pegar doença. Na minha situação, o mais difícil é conseguir ração e remédios quando eles ficam doentes. Eu amo os dois. São a minha família, meus companheiros para toda hora”, diz.

Ao saber da vacinação nesta manhã, quando buscou atendimento no Centro Pop, Fábio Fernando de Matos também aproveitou para garantir a imunização de "Beethoven" e "Faísca". Os animais ficaram sob seus cuidados, depois que a tutora se mudou para outro país. “É com eles que eu converso. Se tornaram minha família. É muito bom saber que todos os dias eu tenho alguém me esperando em casa”, comenta Matos.  

Ele também está em processo de superação, após viver cinco anos nas ruas de Londrina. “Minha esposa faleceu, eu entrei em depressão e passei a alimentar meu vício na bebida”, conta. Hoje, Matos está vivendo em um quarto, também com a ajuda das equipes de Assistência Social e Saúde, do município.  

A médica-veterinária da Sema, Fernanda Maria de Oliveira Dias, diz que os animais que receberam a vacina antirrábica nesta segunda estão em boas condições de saúde. “A gente percebe que eles são bem cuidados, bem assistidos”, afirma.

Leia também:

+  Cães e gatos dão sinais que estão sentindo frio?

+ Ex-morador de rua é aprovado na UEL: história de luta e superação

VÍNCULO 

Na quarta-feira (15), os servidores públicos irão percorrer os principais pontos da cidade para orientar esse público-alvo, tirar dúvidas sobre o assunto e seguir vacinando os animais contra a raiva. Na mesma data, os profissionais da Sema  estarão nos abrigos para pernoite, disponibilizados pela Prefeitura a esta população, para receber os animais na ação "acolhimento pet". Os animais serão acomodados em camas de pallet e mantas, desenvolvidas pela equipe da Diretoria de Bem-Estar Animal, após avaliação e cadastro.  

Imagem ilustrativa da imagem Cães são vacinados contra raiva no Centro Pop em Londrina Imagem ilustrativa da imagem Cães são vacinados contra raiva no Centro Pop em Londrina
|  Foto: Micaela Orikasa - Grupo Folha
   

Para a coordenadora do Centro Pop, Ana Paula Jacinto, a presença dos animais junto aos tutores é fundamental para o processo de superação de homens e mulheres. “Essas pessoas têm vínculos rompidos com a família e com a sociedade em geral. Os animais acabam sendo um vínculo afetivo muito importante nesse processo”, ressalta.  

Ela também cita que o trabalho que o Centro Pop vem articulando com a Sema tem ajudado muito e segue avançando. “Estamos conseguindo fornecer ração mensalmente para essas pessoas que estão deixando as ruas e hoje, a vacinação é um novo passo. Também estamos seguindo com as discussões em relação ao castramóvel”, diz. Por enquanto, as equipes da Sema estão fazendo um mapeamento de quantos animais estão sob os cuidados dessa população. Em seguida, darão início ao cadastro para castração, mas ainda sem data definida.

“Estamos trabalhando para dar condições para que os animais fiquem com seus donos, na medida do possível. O nosso objetivo, enquanto Centro Pop e Sema, nunca é de destituir, mas de dar suporte. Conhecemos a maioria das pessoas em situação de rua que possuem animais e sabemos o quanto eles protegem e cuidam de seus companheiros. Quem tiver alguma dúvida ou precisar de informação pode nos procurar”, orienta. (Com N.Com) 

SERVIÇO: O Centro Pop atende pelo telefone: (43) 3378-0417 e a Sema pelo (43) 3372-4775. 

*****

Receba nossas notícias direto no seu celular! Envie também suas fotos para a seção 'A cidade fala'. Adicione o WhatsApp da FOLHA por meio do número (43) 99869-0068 ou pelo link wa.me/message/6WMTNSJARGMLL1