|
  • Bitcoin 239.826
  • Dólar 5,5349
  • Euro 6,3186
Londrina

Cidades 5m de leitura Atualizado em 02/11/2021, 10:33

Atrasada há mais de nove meses, entrega de revitalização do Igapó vai demorar mais um pouco

Empresa justificou que chuvas atrapalharam o planejamento, mas se comprometeu a entregar a obra até o fim de novembro

PUBLICAÇÃO
segunda-feira, 01 de novembro de 2021

Rafael Machado - Grupo Folha
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

O calendário está sendo um dos principais inimigos da construtora Gaissler Moreira Engenharia Civil para entregar de forma definitiva a segunda fase de revitalização do Lago Igapó 2, principal cartão postal de Londrina. O contrato com a prefeitura foi assinado no final de outubro do ano passado e tinha a previsão de ser executado até janeiro de 2021, só que vários problemas surgiram durante a obra. Desde então, foram seis aditivos. 

E a sétima prorrogação está cada vez mais próxima. A novidade é que a Gaissler, sediada no Turvo, município da região central do Paraná, pediu mais um mês para entregar o mobiliário urbano, a sinalização viária e o paisagismo. Em ofício encaminhado para a Secretaria de Obras, a empreiteira diz que "as chuvas de outubro impossibilitaram o bom rendimento dos serviços, mas que se compromete a finalizar tudo até o fim de novembro". 

Imagem ilustrativa da imagem Atrasada há mais de nove meses, entrega de revitalização do Igapó vai demorar mais um pouco
|  Foto: Gustavo Carneiro/Grupo Folha
 

O secretário responsável pela pasta, João Verçosa, concordou com as justificativas e autorizou o aditivo, faltando apenas a assinatura da secretaria de Gestão Pública. "A revitalização deveria estar pronta há bastante tempo, mas a pandemia atrapalhou o planejamento", explica. Os obstáculos começaram dias depois do acordo ter sido firmado. 

Imagem ilustrativa da imagem Atrasada há mais de nove meses, entrega de revitalização do Igapó vai demorar mais um pouco
|  Foto: Gustavo Carneiro - Grupo Folha
 

Na época, a Gaissler alegou que os trabalhos deveriam ser suspensos "por conta da proximidade das festas de fim de ano", como mostra um documento que a FOLHA teve acesso. Em outro ofício, este enviado em fevereiro, a empresa argumentou que os fornecedores demoraram para entregar "pregos, arames e outros materiais por causa da crise da Covid-19". 

Imagem ilustrativa da imagem Atrasada há mais de nove meses, entrega de revitalização do Igapó vai demorar mais um pouco
|  Foto: Gustavo Carneiro - Grupo Folha
 

LEIA TAMBÉM:

No atual ritmo rede cicloviaria demoraria 70 anos para ser implantada em Londrina

Revitalização do Bosque de Londrina deve ser concluída em 6 de novembro

Apesar do atraso, uma vistoria realizada por fiscais da prefeitura no dia 22 de outubro constatou "uma evolução de 52% no cronograma". Este contrato, que tem investimento de cerca de R$ 300 mil, engloba a recuperação da calçada no trecho da Avenida Higienópolis, instalação de bancos e reforma da ciclovia.  

Executada pela mesma construtora, a primeira etapa custou mais caro: mais de R$ 658 mil aplicados na colocação de 305 luminárias de LED, troca das calçadas e recuperação asfáltica nas ruas ao redor do Lago Igapó 2. 

Receba nossas notícias direto no seu celular! Envie também suas fotos para a seção 'A cidade fala'. Adicione o WhatsApp da FOLHA por meio do número (43) 99869-0068 ou pelo link wa.me/message/6WMTNSJARGMLL1

instagram

ÚLTIMOS POSTS NO INSTAGRAM