|
  • Bitcoin 120.177
  • Dólar 5,1649
  • Euro 5,2600
Londrina

Política

m de leitura Atualizado em 07/08/2022, 17:14

Alvaro diz que apoio a Ratinho Jr. depende de coligação

Candidato do Podemos à reeleição para o Senado evitou atacar seus adversários diretos

PUBLICAÇÃO
sábado, 06 de agosto de 2022

Francielly Azevedo - Especial para a FOLHA
AUTOR autor do artigo

Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado
menu flutuante

Oficializado como candidato do Podemos à reeleição, o senador Alvaro Dias cutucou o ex-juiz Sergio Moro (União), que deixou o partido em março, falando em seu discurso que nunca tentou ser candidato por outro estado, e disse que o apoio ao governador Ratinho Jr. (PSD) na recondução ao Palácio Iguaçu caberá à coligação.

A candidatura de Alvaro foi homologada na última sexta-feira (5), em Curitiba, último dia do prazo das convenções partidárias. No evento, ele anunciou que os partidos coligados são PSB, PSDB/Cidadania, Patriota e PRTB.

Na entrevista coletiva, o senador foi mais comedido e evitou atacar seus adversários diretos, como o próprio Moro. “Eu respeito todos os meus concorrentes igualmente, todos são para mim merecedores de respeito na disputa eleitoral, porque na verdade nós não precisamos atacar os outros. Nós temos que mostrar o que nós pretendemos fazer e o que fizemos, porque na campanha eleitoral sempre há os vendedores de ilusão, então é preciso mostrar aquilo que se fez também”, disse. 

LEIA TAMBÉM:

+ Ratinho Jr. pede a Moro "maturidade política" para respeitar apoios

+ "Não preciso do governador para colocar minha candidatura", diz Moro

Alvaro Dias não descartou apoiar a reeleição de Ratinho Junior, deixando claro que respeitará a decisão da coligação. “Eu estarei no palanque da minha coligação. Os partidos da minha coligação é que determinarão o apoio aos candidatos ao governo do estado. Então, nós vamos aguardar a condução [...] portanto, nós vamos acompanhar o que a nossa aliança determina”, ressaltou. 

O Podemos também lançou 45 nomes para deputado estadual e 31 para deputado federal, incluindo o ex-procurador da República Deltan Dallagnol. 

ATRITO COM SILVESTRI 

O senador foi alvo de críticas do ex-prefeito de Guarapuava Cesar Silvestri Filho (PSDB) na sexta-feira. O recém-tucano disputaria a vaga ao Senado, mas foi escanteado pela federação nacional PSDB/Cidadania, que decidiu apoiar à reeleição de Alvaro Dias. 

Silvestri Filho entrou na Justiça contra a decisão e declarou que Alvaro Dias tenta a “qualquer custo” se manter no cargo, fazendo “conchavos”. O senador garantiu que o apoio da federação aconteceu “sem barganha”. 

“A federação decidiu pela coligação, sem nenhuma barganha, por reconhecer que é preciso eleger, para o Senado da República e para o Congresso Nacional, aqueles que realmente possam contribuir para mudanças efetivas, para que elas ocorram no Brasil”, explicou.

¨¨¨¨

Receba nossas notícias direto no seu celular! Envie também suas fotos para a seção 'A cidade fala'. Adicione o WhatsApp da FOLHA por meio do número (43) 99869-0068 ou pelo link wa.me/message/6WMTNSJARGMLL1