|
  • Bitcoin 240.202
  • Dólar 5,5349
  • Euro 6,3186
Londrina

Opinião 5m de leitura Atualizado em 16/11/2021, 19:45

OPINIÃO DO LEITOR - Vacinação, obrigatoriedade, lei

PUBLICAÇÃO
quarta-feira, 17 de novembro de 2021

null
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

Se a vacina é o único recurso disponível para combater a Covid-19 e que consequentemente fará a vida social voltar ao normal, deveria (já quando foi constatado a sua eficácia) ter sido tornada lei federal obrigatória e sem direito a pessoa recorrer à justiça para não tomá-la, pois há pessoas que estão recorrendo para não levar a “picada”. Todos sabemos e é só prestar atenção que quando a proposta de lei é para beneficiar a classe política, como a obrigatoriedade para votar ou aumentar a faixa de idade para votar (agora 16 anos), ou aumentar o fundo para financiamento de campanhas eleitorais ou fundão eleitoral (financiamento de campanhas eleitorais com dinheiro público é imoral e nem deveria existir), e outras “mumunhas”, aí a coisa “muda de figura”, as leis são propostas e aprovadas rapidinho. Acorda “gigante adormecido” .

Swami Veronesi (músico) Santo Antônio da Platina 

Imagem ilustrativa da imagem OPINIÃO DO LEITOR - Vacinação, obrigatoriedade, lei
|  Foto: Gustavo Carneiro
 

IPVA

O ex-governador Beto Richa, com seu chamado ajuste fiscal, nos presenteou com um aumento de 40% na alíquota do IPVA paranaense, aumentando para 3,5% a alíquota para carros de passeio, nada mais que a 4ª alíquota mais alta do país. Também reajustou todas as taxas do Detran, fazendo com que uma transferência simples custe R$ 309,00 diretamente no Detran e R$ 500,00 num despachante. Nesse valor está incluído R$ 129,33 de emissão de CRV que nem existe mais em papel. O tempo passou, ele renunciou, perdeu a eleição para o Senado e Ratinho Júnior se elegeu governador. Passados quase 3 anos do atual mandato, mesmo com a pandemia da Covid-19 que ainda estamos enfrentando, o atual governador nada fez para reverter esse absurdo. Nosso Estado vizinho, Santa Catarina, além dos pedágios mais baratos tem uma alíquota de meros 2% no IPVA para carros de passeio, além de que o pagamento naquele Estado começa no mês de maio, enquanto que no nosso rico Paraná já  começam a nos cobrar em pleno mês de janeiro. Aumentos sucessivos nos combustíveis e as bandeiras tarifárias nas contas de energia fazem com que o Estado arrecade cada vez mais. Assim é fácil o governador dizer que o Paraná está com as finanças em dia. É graças ao povo paranaense pagador de taxas e impostos. Aguardamos manifestação dos nossos ilustres deputados.

 Rubens Barbosa Júnior (gestor de RH) Londrina

Leia também: Antes queridinho, carro já não é mais unanimidade entre os jovens 

A opinião dos autores não reflete, necessariamente, a opinião da Folha de Londrina 

Receba nossas notícias direto no seu celular! Envie também suas fotos para a seção 'A cidade fala'. Adicione o WhatsApp da FOLHA por meio do número (43) 99869-0068 ou pelo link wa.me/message/6WMTNSJARGMLL1.

instagram

ÚLTIMOS POSTS NO INSTAGRAM