Londrina deverá ter Hospital de Campanha com 120 novos leitos

A estrutura será para atender casos de covid-19 e já tem R$ 10 milhões garantidos

Pedro Moraes - Grupo Folha
Pedro Moraes - Grupo Folha

A nova estrutura da maternidade do Hospital Universitário de Londrina, que ainda não entrou em funcionamento, deverá receber 100 leitos e outros 20 poderão ser instalados com a entrega da nova fase de reforma, prevista para a segunda quinzena de abril. A ideia é equipar espaços já existentes para funcionar como um Hospital de Campanha no enfrentamento ao coronavírus. A nova maternidade está pronta, mas dependia da chegada de equipamentos para iniciar atendimento.

 

Londrina deverá ter Hospital de Campanha com 120 novos leitos
Ricardo Chicarelli/Arquivo Folha
 


Os investimentos previstos para o funcionamento da unidade é de R$ 15 milhões. De acordo com projeto de implantação do Hospital de Campanha, a diretora superintendente, Vivian Feijó, listou R$5,5 milhões para materiais e equipamentos - sendo que R$ 2,5 milhões da secretaria de Saúde são para compra dos equipamentos - e outros R$ 2,5 milhão para custo estimado da estrutura por mês e contratação de 247 profissionais, entre enfermeiros, auxiliares, técnicos e médicos de várias especialidades por quatro meses. 




LEIA TAMBÉM:


Municípios da região apostam em fator político para reabrir comércio


Entidades de Londrina propõem retomada das atividades




Vice-Líder do Governo na ALEP e relator do Orçamento estadual, o deputado Tiago Amaral (PSB) operacionalizou o diálogo entre os entes e já foi decidia a liberação de R$ 10 milhões. Os R$ 5 milhões restantes, necessários para complementar o total foram solicitados à Câmara de Vereadores de Londrina, que anunciou em 26 de março a destinação de R$ 20 milhões do Fundo Especial da Câmara para enfrentamento ao coronavírus.

Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito

Continue lendo


Últimas notícias