|
  • Bitcoin 103.413
  • Dólar 5,3317
  • Euro 5,5605
Londrina

Geral

m de leitura Atualizado em 26/05/2022, 05:05

FOLHA lança hoje 1º episódio da série `Banco dos Réus´

Podcasts contam as histórias de cinco crimes que abalaram Londrina entre os anos de 1989 e 2019

PUBLICAÇÃO
quinta-feira, 26 de maio de 2022

Reportagem local
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

O Grupo Folha de Londrina lança nesta quinta-feira (26) o primeiro episódio da série de podcasts "Banco dos Réus", que conta as histórias de cinco crimes que abalaram Londrina entre os anos de 1989 e 2019. O episódio estará disponível a partir das 5h, em todas as plataformas de streaming e no site da FOLHA. A série foi produzida pela equipe da Folha de Londrina e do portal Bonde e cada episódio será disponibilizado semanalmente. Os cinco programas tratam dos assassinatos de Fernanda Estruzani, Cleonice Rosa, Estela Pacheco, Amanda Rossi e Daniela Pergo. Os casos tiveram grande repercussão não só em Londrina, mas em todo o país.

 

Imagem ilustrativa da imagem FOLHA lança hoje 1º episódio da série `Banco dos Réus´ Imagem ilustrativa da imagem FOLHA lança hoje 1º episódio da série `Banco dos Réus´
|  Foto: Rafael Costa Pereira

Cada um dos cinco episódios traz detalhes dos crimes e é contado em uma narrativa criminal própria do gênero "true crime". A equipe de produção mergulhou nos arquivos históricos da Folha de Londrina e nos processos que transitaram na Justiça mostrando detalhes das investigações e julgamentos. Os jornalistas entrevistaram personagens que atuaram nesses processos na Justiça, familiares e amigos das vítimas e jornalistas que trabalharam na cobertura dos casos. Foi produzido ainda um sexto episódio que aprofunda a discussão sobre os avanços e retrocessos percebidos no recorte das três décadas da série.

Saiba o que é "True Crime"

O primeiro episódio traz a história da estudante Fernanda Estruzani, morta em casa, aos 22 anos, com 72 facadas, desferidas pelo ex-marido, Marcos Panissa, em 1989. Julgado e condenado, ele está foragido. Como um dos objetivos é ir além da narração dos fatos, a FOLHA buscou novas informações sobre os casos e, nesse sentido, convidou o artista digital Hidreley Leli Dião, de Botucatu (SP), para, por meio de inteligência artificial, "envelhecer" a aparência de Panissa para mostrar como o fugitivo estaria hoje. 

Hidreley Dião trabalha com arte digital há mais de 10 anos e utiliza um site chamado Artbreeder para criar o molde dos rostos e depois usa o photoshop e três outros aplicativos de celulares para a arte final. Quem quiser conferir o trabalho do artista é só visitar o Instagram @hidreley. 

Imagem ilustrativa da imagem FOLHA lança hoje 1º episódio da série `Banco dos Réus´ Imagem ilustrativa da imagem FOLHA lança hoje 1º episódio da série `Banco dos Réus´
  

OS PRÓXIMOS EPISÓDIOS

Nas próximas semanas, sempre às quintas-feiras, a FOLHA conta a história de  Cleonice de Fátima Rosa, também de 22 anos, que foi encontrada morta, em 1993, na escada de acesso ao apartamento em que trabalhava como empregada doméstica, com ferimentos de faca no pescoço.

O terceiro episódio fala da professora de música Estela Pacheco, 35 anos, encontrada morta no pátio de um edifício residencial de luxo no centro de Londrina, em 2000. A polícia concluiu que ela havia caído do 12º andar do prédio onde morava seu ex-namorado. Ele afirmara que ela ameaçou se jogar e que não conseguiu segurá-la. No entanto, um laudo da necrópsia mostrou que Estela já estava morta antes da queda.

O quarto episódio trata do assassinato de Amanda Rossi. O corpo da moça foi encontrado por um zelador na casa de máquinas da piscina de uma universidade particular de Londrina, em 2007. Ela era estudante de Educação Física e, no dia do crime, participava de um evento de dança na instituição. Tinha 22 anos e foi morta por asfixia.

No último programa, a história da servidora da prefeitura de Londrina, Daniela Pergo, de 44 anos. Ela estava saindo de casa para trabalhar quando levou quatro tiros na cabeça, em 2019. Inicialmente, houve a suspeita de uma tentativa de assalto, mas imagens de câmeras de segurança mostraram que ela fora executada por um homem, sem que nada fosse roubado.

TRANSFORMAÇÃO DIGITAL

"Banco dos Réus" é o projeto do Grupo Folha de Londrina que integra o programa “Acelerando a Transformação Digital”, desenvolvido pela ANJ (Associação Nacional de Jornais) e Aner (Associação Nacional dos Editores de Revistas), em parceria com o Centro Internacional para Jornalistas (ICFJ, sigla em inglês) e o Meta Journalism Project — Meta é a empresa dona do Facebook.

A série de podcasts Banco dos Réus foi um dos 25 projetos selecionados pela Meta em todo o país e recebeu aporte de US$ 15 mil para o desenvolvimento. Além do financiamento dos podcasts, a criação de um estúdio multimídia na Redação da FOLHA, com novos equipamentos, também integrou o plano

.A Folha de Londrina já trabalha com a criação de podcasts desde 2016 e agora vai ter um espaço exclusivo para a produção dos conteúdos em áudio e que vai gerar receita. O estúdio vai possibilitar à FOLHA e ao portal Bonde, que integra o Grupo, a criação de novos produtos com muito mais qualidade. Os assassinatos de Fernanda Estruzani, Cleonice Rosa, Estela Pacheco, Amanda Rossi e Daniela Pergo deixaram uma série de perguntas sem respostas e se arrastam até hoje nos tribunais.

CONTEÚDOS EXTRAS

Além do podcast, o leitor da Folha de Londrina poderá conferir um rico conteúdo extra no site do jornal  e nas reportagens de repercussão dos episódios e de temas discutidos em cada podcast. Acompanhe tudo no endereço www.folhadelondrina.com.br/bancodosreus

O primeiro episódio, "Fúria e sangue no 12º andar" já está no ar. Acesse aqui para ouvir no site da FOLHA  .

Acesse no link para ver a imagem feita pelo artista digital Hidreley Leli Dião mostrando como estaria, hoje, a aparência de Marcos Panissa, condenado pela morte de Fernanda Estruzani.