|
  • Bitcoin
  • Dólar
  • Euro
Londrina

Folha Mais 5m de leitura Atualizado em 10/01/2022, 01:25

Trabalho sem fronteiras: ser nômade digital é para você?

Descubra o que é ser um nômade digital e como o mercado de trabalho está mudando e esquentando com eles

PUBLICAÇÃO
sábado, 08 de janeiro de 2022

Alice Resende - Estagiária*
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

O trabalho online foi a salvação para empresas e profissionais especializados durante a pandemia cuja aceleração de novos conceitos ajudou a quebrar as barreiras geográficas dos empregos e serviços. A designer Mariana Machado trabalha para uma empresa estadunidense, que possui um escritório em Florianópolis-SC, antes da pandemia ela trabalhava presencialmente e às sextas-feiras em home office. Com a chegada do coronavírus no Brasil a empresa abriu as opções para que todos pudessem trabalhar remotamente tempo integral.  

Imagem ilustrativa da imagem Trabalho sem fronteiras: ser nômade digital é para você?
|  Foto: Arquivo pessoal
  

Essa foi a escolha de Mariana, hoje ela mora em Londrina e tem contato com os clientes do exterior e os colegas de trabalho espalhados pelo país. “Sinto mais liberdade, pois não estou presa ao escritório, posso trabalhar de absolutamente qualquer lugar”, garantiu ela. A designer trabalha por projetos, então organiza sua rotina com antecedência para os entregar. “Tem mês que vou estar focada em entregar o projeto então vou ter o mês inteiro de coisas para fazer, e tem outras semanas que fico mais livre para planejar e organizar”, contou Mariana.  

Mas não vamos colocar tudo na conta da pandemia. A Covid-19 expôs para muitos a realidade que outros já viviam há bastante tempo. Nômades digitais não é um termo novo, assim como os nômades originais - pessoas que não possuem moradia fixa e estão mudando de cidade, país ou continente frequentemente - são conceitos que remontam à natureza pré-histórica da humanidade. Não convém ir tão longe, mas sim! Os nômades digitais são aqueles que usam a internet para manter um emprego e o estilo de vida errante, de lugar a outro sem fixar raízes. O professor de inglês e nômade digital Rogger (@cafedeaeroporto) conta como começou no nomadismo e como é trabalhar online e autônomo hoje: 

2 min
2 min
 
Imagem ilustrativa da imagem Trabalho sem fronteiras: ser nômade digital é para você?
|  Foto: Arquivo pessoal
  Rogger na Turquia, um dos destinos que mais o encantou
Imagem ilustrativa da imagem Trabalho sem fronteiras: ser nômade digital é para você?
|  Foto: Arquivo pessoal
 
Imagem ilustrativa da imagem Trabalho sem fronteiras: ser nômade digital é para você?
|  Foto: Arquivo pessoal
 
Imagem ilustrativa da imagem Trabalho sem fronteiras: ser nômade digital é para você?
|  Foto: Arquivo pessoal
 

Cada um do seu jeitinho 

Cada nômade se organiza de uma maneira diferente, de acordo com seu estilo de vida e de trabalho. Anne Streich (@anne_trips) é nômade digital há quase três anos, além de trabalhar com suas redes sociais ela também é personal trainer online. Seu lar atual é um mini motorhome, com o qual viaja pelo Brasil vendo diferentes paisagens todos os dias. “Eu adoro saber que meu dia de amanhã será totalmente diferente do dia de hoje”, assegura.  

Imagem ilustrativa da imagem Trabalho sem fronteiras: ser nômade digital é para você?
|  Foto: Arquivo pessoal
  Anne não investiu em um veículo maior pois não sabia se ia gostar de viajar dessa maneira
Imagem ilustrativa da imagem Trabalho sem fronteiras: ser nômade digital é para você?
|  Foto: Arquivo pessoal
 
Imagem ilustrativa da imagem Trabalho sem fronteiras: ser nômade digital é para você?
|  Foto: Arquivo pessoal
 
Imagem ilustrativa da imagem Trabalho sem fronteiras: ser nômade digital é para você?
|  Foto: Arquivo pessoal
 

Enquanto isso, a psicóloga e nômade digital Natalia Dalpiaz (@psicopromundo) vive somente com uma mochila e uma mala de 23kg. Em 2017, ela desenvolveu um projeto chamado "Prô Mundo" voltado a oferecer psicoterapia online para brasileiros que vivem no exterior. “Era mais fácil ter empatia e entender sobre o que meu cliente vivia quando eu vivia isso também”, relata. Desde 2019, quando sua agenda de atendimentos estava consolidada, começou a ser nômade.  

Imagem ilustrativa da imagem Trabalho sem fronteiras: ser nômade digital é para você?
|  Foto: Arquivo pessoal
  Para Nathalia ser nômade é uma satisfação pessoal e bom para sua carreira
Imagem ilustrativa da imagem Trabalho sem fronteiras: ser nômade digital é para você?
|  Foto: Arquivo pessoal
 

Existem coisas em comum entre as pessoas que seguem esse estilo de vida. Não sentir a necessidade de uma rotina ou não querer ela é um desses pontos e comum. “Não sinto falta de uma rotina regrada, felicidade não se compra, tempo não se compra, isso para mim vale a pena”, afirmou Rogger . 

 Matar a saudade da família e amigos pelas redes sociais é outro. “Meus amigos acompanham minhas redes sociais, então dá para interagir e dar muitas risadas juntos dos perrengues”, afirma Anne rindo. Outro ponto em comum de nômades são os perrengues no meio do caminho. “Agora perrengue tenho várias histórias, desde 'piriri' em uma viagem de 24 horas de ônibus, até uma pedrada na orelha que levei de um macaco na Índia. Afora as histórias de golpes como receber menos dinheiro na troca de câmbio ou a máquina de saque não soltar as notas”, relatou Streich.

Dalpiaz contou que seu perrengue mais recente foi encontrar uma barata saindo do ralo da pia do banheiro da casa que estava no México, ela apavorada de baratas jogou veneno pela casa toda, o que fez mais baratas aparecerem. Foi assim que ela passou quatro dias escovando o dente na pia da cozinha e com todos os ralos da casa tampados com fita crepe.  

Imagem ilustrativa da imagem Trabalho sem fronteiras: ser nômade digital é para você?
|  Foto: Arquivo pessoal
  Myanmar foi o país que mais encantou Streich: "voltaria para lá agora mesmo num piscar de olhos" 

***

Nesse mapa você encontra alguns nômades digitais que podem te inspirar e mostrar um pouco mais como é viver essa vida.  

Lembre-se que eles estão sempre em movimento, então pode ser que essa localização não seja mais a atual.  

***

A quantidade de pessoas aderindo esse estilo de vida tem aumentado tanto que a prefeitura do Rio de Janeiro em parceria com a Riotur desenvolveu um site para pessoas nômades digitais. Nele você encontra onde trabalhar e se hospedar no Rio de Janeiro e outras dicas para um nômade digital.  

A questão financeira é uma dúvida que instiga as pessoas: quanto é preciso ter para viver como nômade? Isso depende muito de onde você pensa em morar. Sophia Costa (@whoisophia) é nômade digital e tem o curso "Passagem Para Liberdade" onde ensina as pessoas a trabalharem com a internet para serem nômades digitais também. Ela relata que começou a ser nômade em 2019 tinha uma renda de R$ 2500,00 e vivia na Tailândia,  que para ela era suficiente. Contudo o real está desvalorizado, por isso pesquise sobre o custo de vida do país que está indo, passagens mais baratas e estadias que estejam no seu orçamento. 

A psicóloga Nathalia Dalpiaz alerta que “O nomadismo vai sim ser incrível para aquela pessoa que está bem tanto com aquilo que considera vantagem quanto desvantagem.” Por isso, esteja segura que quer uma vida nômade e não somente um trabalho remoto, pois “Não é porque o trabalho atualmente “permite” que a pessoa seja nômade que ela tenha que ser uma”, completa. 

Ficou em dúvida se esse estilo de vida é para você? Olha esses prós e contras que fizemos com base na experiência de pessoas que são nômades digitais. 

Imagem ilustrativa da imagem Trabalho sem fronteiras: ser nômade digital é para você?
  

Vagas de empregos remotos 

No LinkedIn, rede social voltada para relacionamentos profissionais, achar e divulgar vagas de trabalho, existem mais de 3 mil vagas de emprego remoto no Brasil em aberto.  

Imagem ilustrativa da imagem Trabalho sem fronteiras: ser nômade digital é para você?
|  Foto: Reprodução
  

A empresa da Mariana Machado, ArcTouch, também está com vagas abertas. A empresa desenvolve aplicativos e produtos digitais para marcas e negócios. Machado contou que o processo seletivo é todo em português e internamente é possível conversar em português também. Mas é interessante ter pelo menos inglês intermediário para falar com os clientes. Neste link você pode acessar as vagas disponíveis: https://arctouch.com/careers/brazil/?gh_src=7e71ef401  e boa sorte!

LEIA TAMBÉM: 

instagram

ÚLTIMOS POSTS NO INSTAGRAM