|
  • Bitcoin 118.076
  • Dólar 5,2225
  • Euro 5,3507
Londrina

Folha 2

m de leitura Atualizado em 15/07/2022, 09:47

Ibiporã: uma história que passa pelos trilhos e vai além

Livro de Jaime Kaster traz memórias da cidade a partir da ferrovia, da estação de trem e de personagens que têm muito a contar

PUBLICAÇÃO
sexta-feira, 15 de julho de 2022

Walkiria Vieira - Grupo Folha
AUTOR autor do artigo

Foto: José Juliani/ Acervo: Museu Histórico de Londrina
menu flutuante

Uma história comum a todo o Norte do Paraná – a da construção da ferrovia São Paulo–Paraná e o papel socioeconômico que ela desempenhou para a região nos tempos áureos do café, entre as décadas de 1930 e 1960 – é o pano de fundo do livro "A cidade que nasceu dos trilhos", do jornalista Jaime Kaster, publicado pela EDUEL, que será lançado nesta sexta-feira (15). O lançamento será no evento “Memórias da Estação”, a partir das 19h30, no Cine Teatro Padre José Zanelli, com entrada gratuita. Na ocasião, o livro será vendido a preço promocional.

 Leia mais: 

 Projeto resgata memórias de Ibiporã

Livro de autor paranaense mostra as etrenas marcas da escravidão

Como o livro diz respeito à história local e as personagens também são de Ibiporã, a Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (SMCT), incluiu-o nas comemorações relativas aos 75 anos de Ibiporã, o Jubileu de Diamante do Município (1947-2022), que será completado no próximo dia 8 de novembro.  15 de julho foi escolhido por ser o aniversário da Estação Ferroviária de Ibiporã, marco inicial da cidade e primeiro prédio público local, inaugurado em 1936. O evento terá apresentação de chorinho (com alunos da Oficina do Clube do Choro, de Londrina) e exibição de um vídeo com depoimentos de 29 pioneiros locais, falando sobre a vida em torno da estação, o trem e memórias de infância daqueles que moravam nas imediações da linha férrea. 

Jaime Kaster, autor do livro, colheu depoimentos de pioneiros dando nova luz à historiografia oficial Jaime Kaster, autor do livro, colheu depoimentos de pioneiros dando nova luz à historiografia oficial
Jaime Kaster, autor do livro, colheu depoimentos de pioneiros dando nova luz à historiografia oficial |  Foto: Divulgação
 

Parte dessas memórias foram a base da segunda parte da obra , que traz detalhes de alguns pioneiros (considerados aqueles nascidos ou que chegaram à cidade entre as décadas de 1930 e 1940), que já haviam sido entrevistados no projeto Contos e Causos – História Viva de Ibiporã.

O livro traz também dados pouco (ou não) divulgados, como a resistência dos indígenas à construção da ferrovia  e documentos do acervo particular da Colonizadora Beltrão, que atestam o trabalho de Alexandre Beltrão nessa região entre 1925 e 1928, portanto antes da chegada da caravana da CTNP a Londrina, em 1929. Há fotos inéditas do início da colonização de Ibiporã; como a casa histórica de Beltrão (ainda em pé). 

De modo respeitoso, os nomes dos oito pioneiros de Ibiporã que mais contribuíram com seus depoimentos na fase final do levantamento, trazendo informações inéditas e dando uma nova luz à historiografia oficial, são enaltecidos, pessoas como Aparecida Peretti Pelisson, José Bonfim Ledo, Lauro de Castro Beltrão, Lourdes Sípoli Lozam, Ramon Lozam, Eleonora Beltrão Barcik, João Ibrahim Zachêo e João Rodrigues Tavares, entre outros. 

SERVIÇO

 “Memórias da Estação" - Lançamento do livro 'A cidade que nasceu dos trilhos'

Quando:  sexta-feira (15), às 19h30

Onde:  Cine Teatro Padre José Zanelli - Av. Dom Pedro II, 368 - Ibiporã

Quanto: Somente na ocasião o livro será vendido a preço promocional (R$ 45)

Onde encontrar: site da Eduel – www.eduel.com.br e livraria da UEL

Disponível na versão impressa (R$ 65) e digital (e-book R$ 35).

. .
. |  Foto: Reprodução
 

---

Receba nossas notícias direto no seu celular! Envie também suas fotos para a seção 'A cidade fala'. Adicione o WhatsApp da FOLHA por meio do número (43) 99869-0068 ou pelo link.