|
  • Bitcoin 123.381
  • Dólar 5,1147
  • Euro 5,1839
Londrina

Mudou

m de leitura Atualizado em 11/10/2021, 18:53

Torcedor vacinado não precisará de teste para final do Paranaense em Cascavel

FPF mudou o protocolo para a presença do público no segundo jogo decisivo do Estadual na quarta-feira no estádio Olímpico

PUBLICAÇÃO
segunda-feira, 11 de outubro de 2021

Lucio Flávio Cruz - Grupo Folha
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

A pedido do Procon de Cascavel, a FPF (Federação Paranaense de Futebol) mudou o protocolo de acesso do torcedor para o segundo jogo da decisão do Campeonato Paranaense, na quarta-feira (13), no estádio Olímpico Regional, entre Londrina e FC Cascavel. 

Torcedor do Londrina saiu no prejuízo com a mudança de regra da Federação para o segundo jogo da final do Paranaense Torcedor do Londrina saiu no prejuízo com a mudança de regra da Federação para o segundo jogo da final do Paranaense
Torcedor do Londrina saiu no prejuízo com a mudança de regra da Federação para o segundo jogo da final do Paranaense |  Foto: Ricardo Chicarelli/LEC
 

Diferente do que havia sido exigido pela entidade na primeira partida da final no estádio do Café, o torcedor que comprovar o ciclo vacinal completo contra a Covid-19 não precisará apresentar o resultado negativo de nenhum teste na entrada do estádio, em Cascavel. Em Londrina, todos os torcedores, com ciclo vacinal completo ou não, precisaram mostrar um exame de RT-PCR ou antígeno. 

A exigência do teste atrapalhou a presença de público no estádio do Café, já que além do ingresso, que custou R$ 20, o torcedor precisou fazer o exame no valor de R$ 50. O público pagante na primeira partida foi de 234 pessoas. 

Questionada pela FOLHA sobre a mudança, a FPF informou que o Procon de Cascavel enviou um ofício solicitando mudanças nas regras de acesso, baseado em um decreto municipal. O torcedor que comprovar o esquema vacinal completo com no mínimo 14 dias antes da partida está liberado da obrigatoriedade de apresentar o resultado negativo do teste da Covid-19. 

Para os demais torcedores, segue a exigência da realização do teste de RT-PCR ou antígeno com até 48 horas de antecedência. A Federação aprovou o pedido do Procon no domingo (10). 

A mudança no protocolo de um jogo para o outro vai contra um ofício da própria federação encaminhado aos dois clubes antes do início da decisão. No documento, a entidade descrevia os procedimentos obrigatórios para a presença do público nos dois jogos e afirmava que para a equidade da competição as regras seriam as mesmas e a capacidade de público idêntica nos dois estádios. 

O estádio Olímpico Regional está liberado para receber até 5.268 torcedores. O jogo na quarta-feira começa às 15h20. Na primeira partida, houve empate por 1 a 1. Quem vencer este segundo confronto fica com o título e caso aconteça um novo empate, a decisão vai para os pênaltis. 

Receba nossas notícias direto no seu celular, envie, também, suas fotos para a seção 'A cidade fala'. Adicione o WhatsApp da FOLHA por meio do número (43) 99869-0068 ou pelo link