|
  • Bitcoin
  • Dólar
  • Euro
Londrina

Brasileiro 5m de leitura Atualizado em 09/11/2021, 17:05

Londrina busca sobrevivência diante do CRB

Desempenho recente fora de casa é o que inspira o Londrina contra o CRB, que briga ponto a ponto com seu maior rival para voltar ao G4

PUBLICAÇÃO
quarta-feira, 10 de novembro de 2021

Lucio Flávio Cruz - Grupo Folha
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

As boas atuações e as vitórias nas duas últimas partidas fora de casa servem de inspiração e exemplo para o Londrina no jogo desta quarta-feira (10) contra o CRB, no estádio Rei Pelé, em Maceió. A partida, pela 35ª rodada da Série B, começa às 21h30. 

Salatiel será o camisa 9 em Maceió; centroavante ainda busca seu primeiro gol na Série B
Salatiel será o camisa 9 em Maceió; centroavante ainda busca seu primeiro gol na Série B |  Foto: Ricardo Chicarelli/LEC
 

Se o desempenho no estádio do Café é muito ruim - o LEC é o pior mandante do Brasileiro -, os resultados como visitante têm mantido o Tubarão vivo na briga para fugir da zona do rebaixamento. Foi assim nas vitórias contra Confiança e Remo, que trouxeram uma nova esperança ao torcedor alviceleste. 

No entanto, a derrota para o Cruzeiro deixou à tona a difícil realidade dos londrinenses na competição. Com 38 pontos, em 17º lugar, o LEC disputa com o Brusque uma vaga fora da zona vermelha. Com a mesma pontuação, o time catarinense jogaria na noite de ontem contra o Cruzeiro, no Mineirão. 

"Houve um baixo astral no elenco pela derrota, mas nos últimos dez jogos temos campanha de G4. A nossa reação tem sido ótima e os jogadores estão de parabéns", frisou o técnico Márcio Fernandes. "Será um jogo muito difícil diante de uma equipe forte e que tem feito todos os esforços possíveis para subir". 

Faltando apenas quatro rodadas para o fim da competição, o Londrina sabe que não há mais espaço para errar e, por isso, cada jogo precisa ser encarado como uma final. Se é decisivo para o LEC, não é diferente para o CRB. O time alagoano é o sexto colocado, com 54 pontos, e perdeu a chance de entrar no G4 com a derrota para a Ponte Preta. Tem um ponto a menos que o rival CSA, atualmente quarto colocado. 

Apesar de seguir próximo ao G4, o CRB caiu muito de rendimento no returno e só tem uma vitória nos últimos sete jogos. A oscilação da equipe gerou protestos da torcida, que pichou os portões do CT do clube no início da semana. Um novo revés diante do Tubarão praticamente vai selar as chances de subir do Galo. 

MUDANÇAS

O Londrina terá duas alterações na equipe para o confronto em Maceió. Após se recuperar de um mal estar que o tirou da partida com o Cruzeiro, o lateral Elácio Cordoba volta à condição de titular. Sem Zeca, suspenso, Salatiel herda a camisa 9 e vai tentar fazer o seu primeiro gol na Série B. Na zaga, Augusto, que havia saído machucado da última partida, se recuperou e tem presença garantida.

O técnico Márcio Fernandes reclamou demais do desgaste físico da equipe, que fez três partidas em apenas seis dias. Para o treinador, o baixo desempenho diante do Cruzeiro aconteceu em razão da maratona de jogos. 

"Exigir intensidade dos atletas com três jogos em seis dias não tem condições. É impossível manter o mesmo ritmo de uma partia para a outra. Agora tivemos um pouco mais de tempo de recuperação e esperamos que a equipe consiga jogar com a mesma intensidade das partidas contra o Confiança e o Remo". 

O CRB não terá o técnico Allan Aal no banco, já que o comandante foi expulso no fim da partida em Campinas. Outro suspenso é o volante Claudinei, com o terceiro amarelo. Marthã entra no seu lugar. 

EM MACEIÓ

LONDRINA

César; Elácio Cordoba, Marcondes, Augusto e Eltinho; João Paulo, Jhonny Lucas e Marcelo Freitas; Roberto, Salatiel e Caprini. Técnico: Márcio Fernandes

CRB

Diogo Silva; Reginaldo, Gum, Caetano e Guilherme Romão; Marthã, Jean Patrick e Diego Torres; Emerson, Nicolas Careca e Jajá. Técnico: Anderson dos Santos

Árbitro: Sávio Pereira Sampaio (DF)

Local: estádio Rei Pelé

Horário: 21h30 

Receba nossas notícias direto no seu celular, envie, também, suas fotos para a seção 'A cidade fala'. Adicione o WhatsApp da FOLHA por meio do número (43) 99869-0068 ou pelo link

instagram

ÚLTIMOS POSTS NO INSTAGRAM