|
  • Bitcoin 144.683
  • Dólar 4,9690
  • Euro 5,2115
Londrina

Imblóglio

m de leitura Atualizado em 26/04/2022, 15:45

LEC aciona o Flamengo na Justiça e cobra novo contrato de Matheuzinho

Tubarão ainda detém 50% dos direitos econômicos do lateral e reclama que renovação do jogador não foi publicada no BID da CBF

PUBLICAÇÃO
terça-feira, 26 de abril de 2022

Lucio Flávio Cruz - Grupo Folha
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

O Londrina acionou o Flamengo na Justiça para tentar solucionar um pendência que envolve o lateral Matheuzinho. O LEC cobra que o clube carioca publique no BID da CBF o contrato de renovação do atleta. O Alviceleste ainda detém 50% dos direitos econômicos do jogador. 

Há três anos LEC venceu Matheuzinho por R$ 1,2 milhão e ainda detém 50% dos direitos econômicos do jogador Há três anos LEC venceu Matheuzinho por R$ 1,2 milhão e ainda detém 50% dos direitos econômicos do jogador
Há três anos LEC venceu Matheuzinho por R$ 1,2 milhão e ainda detém 50% dos direitos econômicos do jogador |  Foto: Alexandre Durão/Zimel Press/Folhapress
  

O Londrina acusa o Flamengo de omissão e possível fraude na renovação do vínculo do jogador. Em novembro de 2020, o Flamengo anunciou a renovação de contrato do lateral até outubro de 2025, com multa estipulada de 70 milhões de euros - R$ 370 milhões na cotação atual. A informação foi publicada inicialmente pelo colunista Ancelmo Gois, do jornal "O Globo".

Leia também

Em "jogo grande" LEC encara o Cruzeiro no Mineirão

O Londrina "multiuso" de Adilson Batista 

"Demos entrada neste processo porque até hoje o Flamengo não apresentou o novo contrato, que eles mesmo anunciaram. Até hoje não entrou no BID da CBF e o contrato atual do jogador com o Flamengo vence no final do ano. Ele é um ativo do Londrina e temos que cuidar do nosso ativo", afirmou o gestor Sérgio Malucelli, em entrevista a rádio Paiquerê 91,7.

Matheuzinho foi vendido ao Flamengo em 2019 e o clube carioca pagou R$ 1,2 milhão por 50% dos direitos econômicos do atleta. O rubro-negro alegra que teria comprado mais 30% dos direitos do atleta, o que é negado pelo Londrina. "Nós tínhamos acertado uma negociação com o Flamengo, que se estendeu e não foi concluída até agora. Por isso, estamos exigindo a publicação do novo contrato. Continuamos com 50% dos direitos dele", garantiu Malucelli. A Justiça ainda não se manifestou sobre o caso. 

Nos últimos dois anos, Matheuzinho foi titular em 85 partidas pelo Flamengo e esteve no elenco bicampeão brasileiro e campeão da Libertadores em 2019. Aos 21 anos, o londrinense já tem despertado o interesse de clubes europeus. 

Receba nossas notícias direto no seu celular, envie, também, suas fotos para a seção 'A cidade fala'. Adicione o WhatsApp da FOLHA por meio do número (43) 99869-0068 ou pelo link