|
  • Bitcoin 110.110
  • Dólar 5,2259
  • Euro 5,5276
Londrina

Luiz Geraldo Mazza

m de leitura Atualizado em 30/05/2022, 18:59

Olho nas pesquisas

Mesmo com as variáveis de métodos elas devem participar do nosso dia a dia e dar respostas sobre costumes e tendências

PUBLICAÇÃO
terça-feira, 31 de maio de 2022

Luiz Geraldo Mazza
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

Se as pesquisas não falham, para quê as eleições? Essa é uma das tantas ironias ditas pelos críticos das pesquisas. É que mesmo com as variáveis de métodos elas devem participar do nosso dia a dia e dar respostas sobre costumes, tendências e avaliações de sistemas. Mas ás vezes perturbam. 53% dizem que a situação econômica influi poderosamente no voto, mas os beneficiários do Auxílio BrasiI dizem que o acesso ao benefício não decide seu voto. Para 24% há um pouco de influência, enquanto 21% não veem influência alguma. Agora saiu mais uma sacramentando a vitória de Lula no primeiro turno, a da FSB-BTG, que no Datafolha dá 54% a 30% para o ex-presidente. Não é fácil contestar pesquisas, mas por várias vezes elas foram interditadas, inclusive aqui no Paraná. 

Emprego

A semana abre com 11.269 vagas nas agências do trabalhador no Paraná. Uma grande deficiência ameaça a demanda futura de mão de obra, daí Sesi-Senai abrirem em quatro estados 5.500 vagas para formação profissional em cursos gratuitos. 

Silvestri no ar

Na manhã de ontem Cesar Silvestri, PSDB,  abriu a série de sabatinas pela Folha de S.Paulo e UOL com pré-candidatos ao governo paranaense. Quinta é a vez de Ratinho Junior, PSD, Requião, PT, na sexta, juntamente com Filipe Barros, PL. 

Tebet tira-dúvida 

A convenção do MDB, entre 20 de julho e 5 de agosto, vai definir se a senadora Simone Tebet será ou não candidata presidencial. Hoje a maioria dos estados está com a sua candidatura como terceira via. Dos 417 votos, apenas oito da Amazônia a rejeitam. Há trabalho intenso de Baleia Rossi pela postulação e ele tem até um plano de doutrina para justificar a possibilidade de criar uma onda radical, de inconformismo, contra a polarização. 

Front 

Voltam as preocupações com medidas profiláticas com uma semana de alta de casos com 61 mortes em 24 horas, no Paraná 1.758 casos e 3 mortes. Há um alerta para baixa cobertura vacinal e crianças com alta de 55% de hepatite B.   

LEIA TAMBÉM:

Pesquisas, a variedade
Resistência?

Boas & más 

Constatada a inflação de 0,52% em maio nos contratos de aluguel, o consumo de bens industriais teve alta de 1,1% em março e a produção do feijão preto superou o consumo em 100 mil toneladas.   

Trânsito 

A cada hora em Curitiba há um acidente de trânsito, a maioria deles na avenida da Cidade Industrial. 

Unidade rui 

A questão da dependência de países europeus do gás e do petróleo russos ameaça como nunca a unidade em favor da Ucrânia. Essa condicionante foi citada pelo ministro da Economia da Alemanha, Robert Habeck, e isso justamente no momento em que deveriam debater nova leva de sanções.    

Criptomoedas 

As corretoras de criptomoedas andam a negociar "meia Bolsa" e o Banco Central apressa regulação O BC prepara regras visando barrar o uso de criptomoedas na lavagem de dinheiro e evasão de divisas. 

TCU intervém 

Questionando a Aneel sobre favorecimento à empresa J&F, o TCU interveio por ter a agência permitido substituição de usinas, o que afinal era vetado expressamente em contrato.    

Folclore 

Com a melhor taxa de cobertura de consultas pré-natal do país, o Paraná apresenta alto índice de cesáreas: 64,90%, bem distante dos 57,20% da média nacional. Não é contradição, mas decorrência do contexto sociocultural.       

Receba nossas notícias direto no seu celular! Envie também suas fotos para a seção 'A cidade fala'. Adicione o WhatsApp da FOLHA por meio do número (43) 99869-0068 ou pelo link wa.me/message/6WMTNSJARGMLL1.