|
  • Bitcoin 109.631
  • Dólar 5,2393
  • Euro 5,5128
Londrina

CONSULTORIA EMPRESARIAL

m de leitura Atualizado em 01/06/2022, 19:19

11 dicas preciosas sobre etiqueta no WhatsApp

PUBLICAÇÃO
quinta-feira, 02 de junho de 2022

Wellington Moreir
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

Apesar de o WhatsApp fazer parte do cotidiano da imensa maioria dos brasileiros, muita gente ainda não aprendeu a utilizá-lo como deve, principalmente no trabalho. E boa parte dos equívocos poderiam ser evitados se as pessoas cuidassem um pouco mais de algumas regras simples de etiqueta na hora de usar o aplicativo.

Vamos a elas:

1)          Respeite a língua portuguesa. Falta de concordância verbal e gramatical, erros ortográficos e uma pontuação inadequada podem tornar o seu texto ininteligível, causando muita confusão. Por isso, antes de disparar a sua mensagem, leia o conteúdo dela para se certificar de que está sendo claro.

2)          Se possível, escreva tudo em apenas uma ou duas mensagens. Ninguém gosta de receber um monte de notificações de um texto fragmentado. Ou, então, de ser contatado por alguém que escreve “Bom dia!” e depois some até que o outro se manifeste.

3)          Evite compartilhar conteúdos de cunho político ou religioso nos grupos de trabalho. E também guarde os seus posts motivacionais, memes e aquele videozinho engraçado para o grupo de amigos.

4)          Seja prudente no uso de emojis, gifs e figurinhas. Mensagens corporativas não combinam com um tom muito coloquial ou íntimo. Ainda que um "joinha" passe o recado, é mais oportuno responder o seu interlocutor com um “Ok, estamos combinados”, por exemplo.

5)          Antes de incluir alguém em um novo grupo, peça permissão à pessoa. Além de ser um gesto cordial, você evitará o constrangimento de introduzir o convidado “à força" e depois vê-lo sair sem dizer nada.

6)          Quando tiver de conversar com alguém de um grupo, não fique trocando mensagens com a pessoa ali mesmo, obrigando os demais integrantes a acompanharem o bate-papo de camarote. Continue a interação no modo privado.

7)          Envie áudios com até 2 minutos. A não ser em casos excepcionais, se você precisa relatar algo que vai levar muito tempo, então, agende uma reunião com a pessoa ou busque outro tipo de contato mais adequado.

Leia mais:https://www.folhadelondrina.com.br/cidades/empresa-londrinense-fara-reforma-do-aterro-do-igapo-por-r-12-mi-3206189e.html

8)          Também não encaminhe áudios de 5 ou 10 segundos. Se a mensagem a ser transmitida é tão curta e direta, então deixe de ser preguiçoso e escreva o seu comunicado em um texto breve.

9)          Evite cobrar retorno. A pessoa pode não ter respondido a sua mensagem porque está em viagem, doente, com algum problema sério para resolver ou simplesmente porque ainda não sabe o que dizer a você. Caso realmente precise de um follow-up no curto prazo, use o telefone.

10)     Em contrapartida, não deixe as pessoas sem resposta. Mesmo que a notícia que você tenha para dar não seja nada animadora, dê um retorno a quem entrou em contato. Ignorar o outro é um tremendo sinal de desrespeito.

11)     Não envie mensagens rancorosas no momento em que você estiver fora de controle. É bem provável que 5 ou 10 minutos depois o arrependimento virá. O melhor a fazer é retomar o equilíbrio e só então encarar o problema pelo meio adequado (o próprio aplicativo, e-mail, telefone ou encontro presencial).

E, por último, fica uma dica para o uso do WhatsApp na esfera pessoal: seja comedido no grupo da família. É onde a falta de etiqueta costuma gerar conflitos que alcançam uma grande proporção por motivos esdrúxulos.

Wellington Moreira, palestrante e consultor empresarial

Receba nossas notícias direto no seu celular, envie, também, suas fotos para a seção 'A cidade fala'. Adicione o WhatsApp da FOLHA por meio do número (43) 99869-0068 ou pelo link wa.me/message/6WMTNSJARGMLL1