TRADICIONAL -

Voluntária pede doações para festa das crianças do União da Vitória

Evento é realizado há quase três décadas e reúne anualmente cerca de 300 meninos e meninas da zona sul de Londrina

Pedro Marconi - Grupo Folha
Pedro Marconi - Grupo Folha

Já são 29 anos fazendo a diferença na vida de centenas de crianças e famílias que vivem no jardim União Vitória, na zona sul de Londrina. A festa do Dia das Crianças virou tradição no bairro e é realizada anualmente pela mesma pessoa: Joanita Lopes da Silva, uma das pioneiras da região. A celebração teve início quando a aposentada, hoje com 61 anos, era integrante da associação de moradores. 

 

 

“Eu só organizo. Quem faz a festa é quem contribui, ajuda, porque não tenho condições de manter uma festa dessa sozinha”, afirma Joanita da Silva
“Eu só organizo. Quem faz a festa é quem contribui, ajuda, porque não tenho condições de manter uma festa dessa sozinha”, afirma Joanita da Silva | Fabio Alcover - 03-10-2017
 


“Em 1990 estava começando o bairro e na associação vi a situação difícil das pessoas. Buscávamos frutas e legumes na Ceasa para dar para as famílias carentes. Tínhamos a cozinha comunitária para distribuição de comida duas vezes por semana. Vimos que não tinham o que alegrar os menores Dia das Crianças e natal e iniciamos, em 1992, a festa de 12 de outubro. Não paramos mais”, relembrou. 


A festa foi crescendo assim como o bairro. Antes, a média era de 30 meninos e meninas participando. Atualmente chega perto de 300, reunindo crianças de outras localidades do entorno, como o jardim Nova Esperança. “Eu só organizo. Quem faz a festa é quem contribui, ajuda, porque não tenho condições de manter uma festa dessa sozinha”, destacou. 


Além da animação, o evento conta muita comida. São distribuídos lanches, pacotes com doces, bolos e refrigerantes. Quando conseguem doações também são entregues brinquedos. “Quem participou quando era criança hoje vem e traz o filho”, afirmou.  


Em 2020, a festa não aconteceu em razão da pandemia da Covid-19. Com o avanço da vacinação e menos restrições, a comemoração está confirmada para este ano. Um dos mais ansiosos para aproveitar a data é Gabriel Totolo, 13, que mora no União da Vitória com a avó. “A festinha é muito legal. Quem não gosta de se divertir? E gosto mais da festa da dona Joanita, porque a comida é gostosa, ganho presente”, contou. Diferentemente dos anos anteriores, a festividade será no União três. 



LEIA TAMBÉM:

Sebo beneficente busca doações de livros

O jardineiro das rotatórias de Londrina



AJUDA

Segundo Joanita, muitas pessoas ajudam para fazer com que o sonho vire realidade todo ano. Ela e o grupo de amigos que a apoia já receberam algumas doações, no entanto, ainda faltam muitos materiais. “Ainda precisamos de doces, refrigerantes, pães, bolos. Temos poucos brinquedos. Às vezes a pessoa acha que o que tem é pouco, mas para nós é muito e faz diferença. De pouco em pouco conseguimos deixar o Dia das Crianças melhor”, frisou. 


Para quem se dedica em tirar o sorriso de uma criança e aliviar a difícil realidade de quem muitas vezes não tem o básico, o 12 de outubro é mais do que uma festa. “Agradeço sempre a Deus. É cansativo, mas é mais um ano que conquistamos. Apesar de todos os problemas, nos sentimos felizes, realizados por estar no meio das crianças e fazer o dia ser especial para elas”, resumiu a aposentada, que há cerca de um ano e meio teve que se mudar para outro bairro por problemas de saúde, mas semanalmente está no União da Vitória para trabalhos comunitários. 


DOAÇÃO - Quem quiser colaborar com a festa do Dia das Crianças do jardim União da Vitória pode entrar em contato pelo telefone (43) 98446-4407. 


Receba nossas notícias direto no seu celular! Envie também suas fotos para a seção 'A cidade fala'. Adicione o WhatsApp da FOLHA por meio do número (43) 99869-0068 ou pelo link wa.me/message/6WMTNSJARGMLL1.

Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito
Assine e navegue sem anúncios [+]

Últimas notícias

Continue lendo