LEITURA SOLIDÁRIA -

Sebo beneficente busca doações de livros

Projeto realizado por três amigas completou seis meses e já converteu quase R$ 24 mil de títulos vendidos em ajuda a entidades sociais da região

Pedro Marconi - Grupo Folha
Pedro Marconi - Grupo Folha

Ler melhora a escrita, trabalha a criatividade, dá repertório de vocabulário e oferece conhecimento. Há seis meses, o projeto @Sobrelivroseamor tem mostrando que a leitura também ajuda quem precisa. A iniciativa transforma a venda de livros em benefício para instituições sociais, especialmente, de Londrina e Cambé. A comercialização ocorre no ambiente virtual, por meio da página no Instagram do projeto. 


 

Rafaela Mayumi Nishikawa, Alana Barusso Lazari e Natália Luie Nishikawa
Rafaela Mayumi Nishikawa, Alana Barusso Lazari e Natália Luie Nishikawa | Arquivo pessoal
 


Desde que as amigas Alana Barusso Lazari e Natália Luie Nishikawa começaram, foram vendidos 771 livros, arrecadando mais de R$ 23,6 mil. O valor foi revertido para 14 instituições, resultando em mil litros de leite, mais de duas toneladas de alimento, 800 quilos de ração animal, além de fraldas geriátricas, produtos de higiene, cobertores e roupas. Em abril, a FOLHA mostrou o início do projeto. “Depois da matéria ‘bombou’ e estamos mantendo a constância. Mantemos uma média de arrecadação de R$ 3 mil por mês”, comemoraram. 


A iniciativa também recebeu o reforço de uma nova integrante, que tem colaborado nas mídias sociais e com as entregas. “Juntamos a paixão da leitura com ajudar o próximo. Vemos que os clientes estão fervorosos, as entidades felizes com cada ajuda que recebe. Cada pouquinho é importante e para nós é uma alegria proporcionar isso. Nosso coração se enche de amor e nossa vida fica mais leve”, destacou Rafaela Mayumi Nishikawa, que é psicóloga. 


TÍTULOS PREFERIDOS


O projeto tem, atualmente, cerca de 400 títulos em seu acervo. O trabalho tem sido para aumentar este número, por meio de doações. Uma das ações tem sido deixar caixas em prédios e condomínios para que os moradores possam colaborar, aumentando a “corrente do bem” e o fluxo de leitura. São aceitos livros de literatura e que estejam em condição de uso e vendável, não sendo necessário ser novo. “É uma forma de alcançar as pessoas que não estão no Instagram”, explicou Alana Lazari, que é formada em direito. 


Entre os livros preferidos de quem segue a página estão os best-sellers, de autoajuda, com edição diferenciada e os clássicos, como Machado de Assis e José Saramago. As compras em Londrina em Cambé, cidades onde vivem as integrantes, são feitas pessoalmente. Já em outras localidades o pedido é enviado via Correios. “Temos pessoas que compraram em outros municípios do interior do Paraná, interior de São Paulo, mandamos livros para o Maranhão, Acre”, contaram. 


DEMANDA DAS INSTITUIÇÕES


Além disso, as participantes da iniciativa têm buscado doar as entidades a partir da necessidade que apresentam. As doações são mensais. “Hoje, quando vamos ajudar a instituição, entramos em contato antes e vemos a demanda que estão tendo. Na Cáritas Arquidiocesana, por exemplo, falaram que atendem muitas crianças e precisavam de alimentos para este público, como bolachas, bolos e sucos. Doamos esses alimentos e os da cesta básica”, relatou a contabilista Natália Nishikawa. Entidades de outras cidades também podem entrar em contato. 


A meta é crescer cada vez mais e, no pós-pandemia de coronavírus, realizar até um evento presencial para integração entre os leitores. “Nosso desafio é aumentar o alcance para fazer o projeto crescer. Podemos fazer muita diferença com nosso trabalho. Adquirir mais seguidores significa mais clientes, divulgação e verba para ajudar”, projetaram. 


SERVIÇO - Quem quiser saber mais sobre o projeto pode procurar a página @Sobrelivroseamor no Instagram ou por meio do e-mail [email protected] .


Receba nossas notícias direto no seu celular! Envie também suas fotos para a seção 'A cidade fala'. Adicione o WhatsApp da FOLHA por meio do número (43) 99869-0068 ou pelo link wa.me/message/6WMTNSJARGMLL1.

Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito
Assine e navegue sem anúncios [+]

Últimas notícias

Continue lendo