|
  • Bitcoin 141.700
  • Dólar 4,8113
  • Euro 5,1429
Londrina

Cidades

m de leitura Atualizado em 26/04/2022, 16:12

Refugiados ucranianos de Apucarana recebem cartas de estudantes

Escritas por jovens de colégios estaduais e do Projeto Social Lucas, de Londrina, as cartas levam palavras de apoio às crianças

PUBLICAÇÃO
segunda-feira, 25 de abril de 2022

Reportagem local
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

Força, paz, amor e coragem são algumas palavras de apoio que os refugiados ucranianos, acolhidos em Apucarana (Centro-Norte), receberam através de cartas. As correspondências foram entregues nesta segunda-feira (25) pelo membro da Academia Ucraniana de Especialidades Pediátricas e da Associação de Neurologistas da Ucrânia, o fisioterapeuta e neurocientista João Marcos Brandet. 

Imagem ilustrativa da imagem Refugiados ucranianos de Apucarana recebem cartas de estudantes Imagem ilustrativa da imagem Refugiados ucranianos de Apucarana recebem cartas de estudantes
|  Foto: Edson Denobi - Divulgação - PMA
 

Escritas por estudantes de colégios estaduais e do Projeto Social Lucas, de Londrina, as cartas foram repassados a crianças e demais membros das famílias acolhidas em Apucarana. Outras demonstrações de apoio expressadas nas cartas foram “estamos orando por vocês”, “tenham fé”, “o Brasil está com vocês”, “tudo vai dar certo”.

Brandet afirma que a iniciativa faz parte do Projeto Cartas e Ucrânia. A maioria delas foi manuscrita em português e depois traduzida para o russo e ucraniano. Brandet - que esteve acompanhado da mãe e apoiadora da iniciativa, dona Maria Catarina - mora em Londrina, sendo o representante das duas instituições ucranianas no Hemisfério Sul. “Presto serviços remotamente e, a partir deste ano, isso iria acontecer presencialmente, mas então surgiu a guerra”, contextualiza.

LEIA TAMBÉM:

A 11 mil quilômetros, as bombas ferem o coração

Além das cartas e de presentes para cada um dos acolhidos em Apucarana, Brandet entregou formulários para serem preenchidos pelos refugiados. “O principal objetivo é ajudar as autoridades públicas de saúde de Apucarana a entenderem o histórico de saúde deles, realizando os acompanhamentos necessários”, observa Brandet.

Imagem ilustrativa da imagem Refugiados ucranianos de Apucarana recebem cartas de estudantes Imagem ilustrativa da imagem Refugiados ucranianos de Apucarana recebem cartas de estudantes
|  Foto: Edson Denobi - Divulgação - PMA
 

A visita foi acompanhada pela secretária municipal da Mulher e Assuntos da Família, Denise Canesin, e pela diretora do Centro de Oficinas da Mulher, Ângela Nunes Verenka. “Após o devido preenchimento, vamos encaminhar os formulários para a Autarquia Municipal de Saúde e buscar junto ao consulado as devidas autorizações para aplicação de vacinas e também para o fornecimento de medicamentos”, frisa Canesin.

PRIMEIRA FAMÍLIA

A primeira família de refugiados  chegou em Apucarana  no dia 28 de março. Outras duas famílias que conseguiram sair da Ucrânia  chegaram na cidade no dia 31. (Com informações da Prefeitura de Apucarana)

****

Receba nossas notícias direto no seu celular! Envie também suas fotos para a seção 'A cidade fala'. Adicione o WhatsApp da FOLHA por meio do número (43) 99869-0068 ou pelo link wa.me/message/6WMTNSJARGMLL1