|
  • Bitcoin 103.514
  • Dólar 5,3317
  • Euro 5,5605
Londrina

Cidades

m de leitura Atualizado em 17/05/2022, 15:51

Obra de ciclovia na rua José Giroldo entra em fase final

Município garante que via exclusiva para ciclistas será entregue dentro do tempo estabelecido após aditivo de prazo de um mês

PUBLICAÇÃO
terça-feira, 17 de maio de 2022

Pedro Marconi - Grupo Folha
AUTOR autor do artigo

Foto: Pedro Marconi - Grupo Folha
menu flutuante

Representantes da prefeitura também vistoriaram nesta terça-feira (17) a construção da ciclovia na rua José Giroldo, no Parque Guanabara, região sul da cidade. A obra, que começou em novembro do ano passado, está com 90% de execução e deverá ser finalizada até nove de junho, período acordado entre município e empresa após aditivo de tempo de um mês solicitado pela empreiteira e autorizado pelo poder público.

A pista exclusiva para os ciclistas terá cerca de 500 metros de extensão, ocupando o espaço que era de calçada, e vai da rua Bento Munhoz da Rocha Neto até a avenida Madre Leônia Milito. O investimento é de R$ 513 mil. A obra inclui a revitalização de um terreno pertencente ao município, que foi transformado em uma praça com cerca de dois mil metros quadrados. 

Segundo município, poste de imóvel vizinho que ocupava terreno público atrapalhou serviços Segundo município, poste de imóvel vizinho que ocupava terreno público atrapalhou serviços
Segundo município, poste de imóvel vizinho que ocupava terreno público atrapalhou serviços |  Foto: Pedro Marconi - Grupo Folha
 

“Estamos chegando nos finalmente. A ciclovia já foi quase finalizada, restando a sequência até a confluência com a Bento Munhoz. Em seguida serão feitos retoques, sinalização, pintura de muretas, reposição de mudas de árvores que foram vandalizadas”, elencou João Verçosa, secretário municipal de Obras e Pavimentação. 

LEIA TAMBÉM: Ciclovia na avenida Guilherme de Almeida terá 1,2 km de extensão

Segundo Verçosa, a construtora teve um impasse no decorrer dos trabalhos por conta do padrão de luz de um imóvel vizinho, que estava no terreno da prefeitura e precisou ser realocado, o que foi feito pelo empresário. “O proprietário do imóvel vizinho foi notificado há mais de meses. A mudança de padrão de energia implica em outras questões e, talvez, por isso, tenha tido dificuldade para fazer a realocação. Impactou um pouco o serviço, que poderia estar concluído, mas não atrasou a obra. Ele deve tirar o que restou do padrão até quarta-feira (18) a tarde”, ressaltou. 

Receba nossas notícias direto no seu celular! Envie também suas fotos para a seção 'A cidade fala'. Adicione o WhatsApp da FOLHA por meio do número (43) 99869-0068 ou pelo link wa.me/message/6WMTNSJARGMLL1.