|
  • Bitcoin
  • Dólar
  • Euro
Londrina

PROTEÇÃO 5m de leitura Atualizado em 12/01/2022, 15:22

Londrina ultrapassa um milhão de doses aplicadas contra a Covid

Marca foi atingida menos de um ano desde que campanha de imunização começou na cidade; secretaria percebeu aumento na procura

PUBLICAÇÃO
quarta-feira, 12 de janeiro de 2022

Pedro Marconi - Grupo Folha
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

Menos de um ano desde a chegada da primeira remessa com imunizantes contra a Covid-19, Londrina já aplicou mais de um milhão de doses. A marca foi atingida na terça-feira (11), com o número divulgado pelo município nesta quarta (12). Ao todo foram 1.000.401, sendo 447.292 primeiras doses, 412.729 segundas, 13.126 doses únicas, 5.322 reforços de Janssen e 121.932 terceiras doses com Pfizer. 

Imagem ilustrativa da imagem Londrina ultrapassa um milhão de doses aplicadas contra a Covid
|  Foto: Gustavo Carneiro - Grupo Folha
 

“Este resultado é fruto do comprometimento, dedicação e empenho da equipe, que desde 19 de janeiro de 2021 está trabalhando. Dá para contar em uma mão os dias que não trabalhamos aplicando vacinado. É uma marca para olhar para trás e dizer que valeu a pena o esforço e as horas de trabalho de todos”, celebrou Felippe Machado, secretário municipal de Saúde. 

Com a nova onda de coronavírus, ele reformou a necessidade das pessoas se vacinarem. “Estamos tendo um aumento de casos muito expressivo, porém, diferentemente do que tínhamos em janeiro 2021, temos a vacina. Graças à vacina temos baixíssimo número de pessoas internadas, mesmo com o maior número de casos ativos de toda a pandemia (1.712). A vacina é importante e está cumprindo seu papel de evitar casos graves e óbitos”, elencou. 

LEIA TAMBÉM:

- Em meio ao avanço da ômicron, vacina ‘segura’ internamentos e mortes

- Vacinação de crianças contra Covid traz esperança de aulas mais seguras

Depois de ter que realizar ações em dezembro para que as pessoas buscassem regularizar as doses em atraso, a secretaria tem notado um crescimento na procura pela vacina nos últimos dias. “Em dezembro fizemos uma campanha porque sabíamos que teriam celebrações com circulação de pessoas e queríamos que estivessem vacinadas e protegidas. As pessoas voltaram a ter o senso de urgência e nossas cinco salas tiveram aumento na demanda. Agendas que chegávamos a ter duas mil vagas sem preencher por dia agora estão cheias. A média é de quatro mil vagas ofertadas por dia.” 

VACINA PEDIÁTRICA

Machado disse que aguarda uma nota técnica da Sesa (Secretaria de Estado da Saúde) para a pasta definir como será a aplicação das doses pediátricas em crianças de cinco a 11 anos. “É essencial a vacinação deste público, até porque temos duas situações: a variante ômicron, em que as crianças são potenciais transmissores por não terem nenhum tipo de proteção, então pode ajudar no bloqueio quando vacina. Segunda situação é que esperamos que em fevereiro, no início do ano letivo, as crianças possam ir para a aula tendo acesso à vacina”, defendeu. 

Cerca de 16 mil crianças já foram cadastradas pelos pais ou responsáveis para receber a dose na cidade. O formulário de cadastro está disponível no site da Prefeitura  (https://www3.londrina.pr.gov.br/sistemas/cadastrovacinacovid/) e deve ser preenchido pelos pais ou responsáveis.

Receba nossas notícias direto no seu celular! Envie também suas fotos para a seção 'A cidade fala'. Adicione o WhatsApp da FOLHA por meio do número (43) 99869-0068 ou pelo link wa.me/message/6WMTNSJARGMLL1.

instagram

ÚLTIMOS POSTS NO INSTAGRAM