|
  • Bitcoin 148.759
  • Dólar 4,9085
  • Euro 5,2005
Londrina

Cidades

m de leitura Atualizado em 20/03/2022, 17:18

Londrina tem 56.836 crianças e adolescentes vacinados contra a Covid

Saúde diz que a imunização livre demanda, realizada no sábado, se mostrou uma importante aliada para a cidade atingir a cobertura completa

PUBLICAÇÃO
domingo, 20 de março de 2022

Micaela Orikasa - Grupo Folha
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

Os números da ação inédita de vacinação contra Covid-19 em crianças e adolescentes, realizada pela Secretaria Municipal de no sábado (19), superaram as expectativas das equipes da pasta e mostraram que a iniciativa pode ajudar Londrina a atingir a cobertura vacinal acima de 95%.  

Imagem ilustrativa da imagem Londrina tem 56.836 crianças e adolescentes vacinados contra a Covid Imagem ilustrativa da imagem Londrina tem 56.836 crianças e adolescentes vacinados contra a Covid
|  Foto: Gustavo Tacaki / N.Com
 

“A vacinação livre demanda em locais estratégicos se mostrou, a princípio, uma importante aliada para atingir nosso objetivo. Amanhã (segunda-feira) faremos uma reunião de avaliação desta estratégia para planejarmos a continuidade”, comenta o secretário municipal de Saúde, Felippe Machado.  

Na ação de sábado, a vacinação ocorreu por livre demanda, ou seja, crianças e adolescentes entre cinco a 17 anos não precisaram fazer o cadastro e nem agendamento prévio no site da Prefeitura. As doses foram aplicadas em quatro locais: nas unidades básicas de Saúde do Panissa (zona oeste) e Padovani (zona norte), e nas escolas municipais Professora Tereza Canhadas Bertan, no União da Vitória (zona sul), e Maria Cândido Peixoto Salles, no Santa Fé (zona leste). 

Ao todo, 3.590 vacinas entre primeira e segunda dose foram aplicadas, sendo 720 no União da Vitória, 587 na UBS Panissa, 502 na UBS Padovani e 501 no Santa Fé.  O CCI (Centro de Imunização) na zona norte também funcionou normalmente, registrando mais 1.280 vacinações.  

Com os registros divulgados na sexta-feira (18), quando o município somava 53.246 crianças e adolescentes já imunizados, Londrina chega a 56.836 vacinas aplicadas no público entre cinco a 17 anos.  “Observamos, em especial na Escola do Santa Fé, que algumas crianças estavam recebendo a segunda dose com dias de atraso. A ação foi muito bem aceita pela população, porque acaba facilitando o acesso. A gente sabe que essa é uma região vulnerável, dependente dos serviços públicos de saúde. Todos nossos esforços são no sentido de completar a vacinação das crianças”, afirma Machado.  

A promotora de Justiça Suzana Lacerda, titular da promotoria de Saúde Pública do município, também acompanhou a vacinação na Escola Maria Cândido Peixoto, no jardim Santa Fé. “Percebemos que muitos pais não tinham levado os filhos para vacinar antes pela dificuldade de não ter o CPF da criança. Com essa ação, que dispensava a apresentação do CPF, um grande número de crianças foi se vacinar em um ambiente lúdico, o ambiente da escola, o que demonstra que não há uma resistência à vacina e sim alguns obstáculos que as famílias encontram para que a criança seja vacinada”, diz. 

Até quarta-feira (16), a cobertura vacinal em Londrina, em relação ao número de cadastrados era de 94,5% entre os londrinenses de 12 a 17 anos e de 71% entre aqueles de cinco a 11 anos. Os números atualizados ainda não foram divulgados pela secretaria municipal de Saúde. 

LEIA MAIS:

+  É hora de cair as máscaras?

A partir desta segunda-feira, a vacinação contra Covid em Londrina será realizada em três unidades A partir desta segunda-feira, a vacinação contra Covid em Londrina será realizada em três unidades
A partir desta segunda-feira, a vacinação contra Covid em Londrina será realizada em três unidades |  Foto: Gustavo Carneiro - Grupo Folha
 

ATENDIMENTOS COVID-19 

Com um cenário diferente de meses anteriores pela queda nos dados epidemiológicos e a diminuição na procura por atendimento nas unidades referência para síndromes respiratórias, a secretaria municipal de Saúde anunciou outras mudanças nas UBSs exclusivas para Covid-19.  

A partir desta segunda-feira (21), somente a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) do jardim Sabará, na região oeste, e a UBS da Vila Casoni, na área central, seguem atendendo pessoas com suspeita ou confirmação de coronavírus.  O posto do Chefe Newton, na zona norte, voltará a recepcionar novamente os pacientes em geral a partir desta segunda.

Além disso, as unidades básicas do Alvorada (zona oeste) e Eldorado (zona leste) vão deixar de vacinar contra a Covid-19 para retornar também aos atendimentos normais, de atenção básica. Com isso, a cidade terá três locais para imunização: o Centro de Imunização da Zona Norte, a UBS Ouro Branco (zona sul) e o posto do jardim do Sol (zona oeste).  

Receba nossas notícias direto no seu celular! Envie também suas fotos para a seção 'A cidade fala'. Adicione o WhatsApp da FOLHA por meio do número (43) 99869-0068 ou pelo link wa.me/message/6WMTNSJARGMLL1