|
  • Bitcoin
  • Dólar
  • Euro
Londrina

O BICHO PEGOU 5m de leitura Atualizado em 04/01/2022, 15:44

Assustados, animais fogem de casa na virada do ano

Período de festas faz aumentar os pedidos de ajuda nos serviços de proteção animal; situação ocorre tanto por questões de abandono quanto pelo barulho de fogos de artifício

PUBLICAÇÃO
terça-feira, 04 de janeiro de 2022

Micaela Orikasa - Grupo Folha
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

 Nas redes sociais, várias fotos de cães estampam mensagens de ajuda nestes primeiros dias de 2022. É que nesta época de ano, especialmente após o Réveillon, muitos animais ficam perdidos nas vias públicas.  Situação que ocorre tanto por questões de abandono quanto pelo susto que os animais sentem diante do barulho de fogos de artifício que, apesar de proibidos, ainda são registrados em Londrina nas comemorações de final de ano. 

Imagem ilustrativa da imagem Assustados, animais fogem de casa na virada do ano
|  Foto: Divulgação/Sema
 

No Natal foram registradas 29 denúncias de fogos com barulho na cidade. Já na passagem do ano, a Sema (secretaria municipal do Ambiente) registrou 109 denúncias desde as 18h do dia 31 de dezembro até 0h30 do dia 1º de janeiro de 2022. A maioria foi contabilizada na região oeste (38), seguida da zona leste (25), norte (24), sul (18), Cambé (3) e distritos (1), resultando em 24 notificações. 

A proibição de utilizar fogos barulhentos é regulamentada pelo decreto municipal 1.642/2018 e quem desrespeitar está sujeito a multa no valor de R$ 500. Caso o comportamento se repita, a multa será dobrada. Se o infrator reincidir pela segunda vez, o valor inicial será quadruplicado e passará a ser de R$ 2 mil.  O objetivo é resguardar as pessoas hospitalizadas, idosos, crianças pequenas e pessoas com deficiência, especialmente as com TEA (Transtorno do Espectro Autista), além de proteger os animais como cães que sofrem com os sons dos estampidos.  

“O mês de dezembro é um período que já nos entristece, pois sabemos que nesse mês os abandonos aumentam. Mas em especial, nos dias de festas de Natal e Réveillon, por conta da queima de fogos, muitos animais fogem desesperados. Infelizmente, alguns são atropelados, morrem ou não conseguem voltar para casa”, comenta Carolina Gharib, colaboradora na ONG SOS Vida Animal, que atua desde 1989 em Londrina e região. 

Ela detalha que no final de ano, os pedidos de ajuda nas redes sociais em relação a animais abandonados ou perdidos praticamente triplica. Atualmente, o SOS Vida Animal tem cerca de 100 animais em lares temporários ou sob os cuidados de colaboradores da ONG, aptos para adoção.  

“O abandono de animais já foi pior. Acho que lentamente, com a conscientização da população, inclusive por meio de campanhas como ‘Dezembro Verde’, considerando também a legislação, acredito que aos poucos vamos caminhando para o certo”, diz.  

 SEM ÁGUA E SEM  COMIDA

A diretora de Bem-Estar Animal da Sema, Graziella Damante, afirma que o setor recebe cerca de 80 a 100 denúncias de maus-tratos por mês. “Normalmente entre dezembro e janeiro, que são meses em que as pessoas costumam viajar de férias, o número de abandono aumenta na cidade, tanto nas residências quanto nas ruas. As pessoas viajam e deixam os animais sozinhos em casa sem água e sem comida. Essa é uma queixa muito comum na diretoria. Já os fogos de artifício com estampido contribuem para que muitos animais se assustem e fujam das casas. Mas com a lei municipal, proibindo fogos com estampido, diminuiu bastante o número de animais perdidos ou machucados”, afirma.  

Imagem ilustrativa da imagem Assustados, animais fogem de casa na virada do ano
|  Foto: iStock
 

Damante lembra que a Lei 12.992/2019 coíbe os maus-tratos e tipifica a situação de abandono como infração, levando ao proprietário que incorre nessas situações a uma multa que varia de R$ 50 a R$ 100 milhões. “A multa é valorada de acordo com a gravidade da infração, capacidade econômica do infrator, entre outros”. 

LEIA TAMBÉM

Como deixar o pet seguro e confortável em viagens

- Como proteger o pet do barulho dos fogos de artifício 

DENÚNCIAS 

Quem presenciar situação de maus-tratos ou abandono de animais pode denunciar para a Sema, através de um formulário on-line da Diretoria de Bem Estar Animal neste link ou telefonar para a Central 153 da Guarda Municipal. O disque 153 funciona 24h, todos os dias da semana. Para falar com o SOS Vida Animal, acesse www.sosvidaanimal.org.br. (A ONG não resgata animais). (Colaborou Vitor Ogawa) 

Receba nossas notícias direto no seu celular! Envie também suas fotos para a seção 'A cidade fala'. Adicione o WhatsApp da FOLHA por meio do número (43) 99869-0068 ou pelo link wa.me/message/6WMTNSJARGMLL1. 

instagram

ÚLTIMOS POSTS NO INSTAGRAM