|
  • Bitcoin 102.450
  • Dólar 5,3317
  • Euro 5,5605
Londrina

Cidades

m de leitura Atualizado em 18/01/2022, 16:02

Arapongas e Ibiporã começam a vacinar crianças nesta terça-feira

Em Arapongas imunização contra Covid será por ordem de chegada; expectativa em Ibiporã é vacinar 5 mil meninos e meninas

PUBLICAÇÃO
segunda-feira, 17 de janeiro de 2022

Daniel Muniz - Especial para a FOLHA
AUTOR autor do artigo

Foto: Geraldo Bubniak - AEN
menu flutuante

Depois de Londrina dar o pontapé inicial na imunização de criançascontra a Covid-19 no Paraná no sábado (15), algumas cidades da RML (Região Metropolitana de Londrina) começaram a receber suas doses pediátricas e organizar a vacinação de crianças de 5 a 11 anos nessa segunda (17). A vacina utilizada em crianças atualmente no Brasil é a da Pfizer e contém um terço da dose para adultos.

Imagem ilustrativa da imagem Arapongas e Ibiporã começam a vacinar crianças nesta terça-feira Imagem ilustrativa da imagem Arapongas e Ibiporã começam a vacinar crianças nesta terça-feira
|  Foto: Geraldo Bubniak - AEN
 

ARAPONGAS

Em Arapongas, um lote inicial de 630 doses foi entregue na manhã dessa segunda e a imunização deve começar já na terça (18) nos três PA (Pronto Atendimento) 18h em horário exclusivo das 9h às 14h de segunda a sexta. Não haverá agendamento prévio e o atendimento será por ordem de chegada. A exceção fica para alunos da Apae (Associação Pais Amigos Excepcionais), que terão uma agenda exclusiva e serão imunizados na própria associação por uma equipe da secretaria de Saúde.

De acordo com Moacir Paludetto Júnior, secretário municipal da Saúde, será seguido o PNO (Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19) do ministério da Saúde, dando prioridade às crianças com comorbidades, deficiências permanentes ou que convivam na mesma residência com pessoas do grupo de risco. Por isso, será necessário preencher um formulário que está disponível no site da Prefeitura. “O formulário é importante para comprovar as comorbidades e ter os dados dos pais ou responsáveis. Para crianças com deficiências permanentes, documentos como cartão de gratuidade do transporte coletivo também poderão ser usados como comprovante na hora da vacinação”, explicou.

“Após a imunização, a criança deverá permanecer na unidade de vacinação por até 20 minutos para observar se há alguma reação adversa. É uma recomendação do ministério da Saúde que seguiremos à risca”, complementou Paludetto.

Ainda de acordo com o secretário, Arapongas teve 900 casos confirmados de Covid-19 nas últimas duas semanas e o interesse na vacinação de crianças aumentou na cidade com o avanço da doença nos últimos dias. “Esperamos uma adesão muito boa e que possamos vacinar o maior número de crianças possível, especialmente nesse período de volta às aulas. Sabemos que a ômicron tem tido uma taxa de contaminação extremamente alta e, além do risco das crianças pegarem casos graves, a chance de serem transmissoras do vírus também é grande”, comentou.

leia também:

+ Vacinação pediátrica contra Covid: tire suas dúvidas

Em meio ao avanço da ômicron, vacina ‘segura’ internamentos e mortes

IBIPORÃ

Em Ibiporã, o lote inicial foi de 280 doses e a imunização também começará na terça-feira, segundo Leiliane de Jesus, secretária municipal da Saúde. Primeiro serão vacinadas as crianças com comorbidades ou deficiências permanentes e com 11 anos previamente cadastradas. O agendamento de horários foi liberado no site da Prefeitura nessa segunda para quem teve seu cadastro aprovado. A vacinação de crianças será feita exclusivamente no Centro de Saúde de Ibiporã, das 8h às 19h.

Até agora, 1400 crianças estavam cadastradas, mas a expectativa da secretária é que 5.000 crianças sejam vacinadas. “Desde quando iniciamos o cadastramento, houve uma procura baixa que foi crescendo gradativamente. Quando veio a confirmação da chegada de doses pediátricas, houve um aumento, mas ainda é pouco”, relatou. “Temos recebidos muitos questionamentos de pais sobre as contraindicações por ser uma situação nova. Deixamos claro que não é obrigatório, mas é uma necessidade para o contexto atual. Tivemos um aumento de casos de Covid-19 com as festividades de fim de ano, mas um número baixo de casos graves, muito por causa da vacinação no Paraná”, adicionou.

ROLÂNDIA

Rolândia recebeu 340 doses na segunda e deverá começar a vacinação na sexta (21), conforme informações da secretaria municipal de Saúde. Primeiro serão imunizadas as crianças com 11 anos, seguindo uma ordem decrescente de idade, e com comorbidades ou deficiências permanentes que tenham prescrição médica e comprovem a patologia.

É necessário preencher um formulário no site da Prefeitura. Após a aprovação do cadastro, a vacinação será feita por ordem de chegada nas UBS (Unidade Básica de Saúde) Central e do Parigot Souza, de segunda a sexta, das 8h30 às 16h.

Para pais e responsáveis que tiverem dúvidas quanto a vacina contra a Covid-19 para crianças, a recomendação é entrar em contato com as secretarias de Saúde de sua cidade. Em Arapongas, o telefone é (43) 3902-1184. Em Ibiporã, (43) 3178-0369. Em Rolândia, (43) 3906-1120.

Receba nossas notícias direto no seu celular! Envie também suas fotos para a seção 'A cidade fala'. Adicione o WhatsApp da FOLHA por meio do número (43) 99869-0068 ou pelo link wa.me/message/6WMTNSJARGMLL1.