|
  • Bitcoin 121.350
  • Dólar 5,0575
  • Euro 5,2320
Londrina

Saúde

m de leitura Atualizado em 12/07/2022, 17:37

ONG de Londrina oferece oficinas gratuitas para pessoas com Alzheimer

Programação inclui música, pintura, jogos e exercícios físicos; vagas são para quem tem Alzheimer em estágio inicial ou moderado

PUBLICAÇÃO
terça-feira, 12 de julho de 2022

Reportagem local
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

O INME (Instituto Não Me Esqueças),  associação sem fins lucrativos que atua em Londrina desde 2017 pelo direito das pessoas com demência e seus familiares,  está com inscrições abertas para oficinas de terapia cognitiva do Programa CAPAz – Cuidado e Apoio a Pessoas com Alzheimer.

. .
. |  Foto: iSTock
 

O programa foi desenvolvido para atender pessoas que vivem com Alzheimer ainda em estágio inicial ou moderado, mas pessoas com outros tipos de problema que causam comprometimento cognitivo leve também podem participar.

O serviço é totalmente gratuito e as atividades são realizadas no campus da UniCesumar (Avenida Santa Mônica, 450).

A programação inclui música, pintura, jogos e exercícios físicos para estimular as funções cerebrais. O propósito é a melhora na capacidade cognitiva e na qualidade de vida de pessoas com Alzheimer.

ACOMPANHAMENTO

Durante as oficinas cada participante deve estar acompanhado de um familiar ou outro cuidador. Feita a inscrição, a equipe do Não Me Esqueças entra em contato para agendar a acolhida, indicando as melhores atividades para cada caso.

“Pessoas ativas, que conseguem se manter engajadas em atividades, tendem a preservar por mais tempo suas funções e memória", observa a presidente do INME, professora Elaine Fernandes Mateus.

LEIA TAMBÉM:

+ A diferença entre o esquecimento e o Alzheimer

"O importante é que as atividades sejam agradáveis e dentro da capacidade de cada um, isto é, não sejam nem muito fáceis e nem difíceis demais, tenham um propósito e proporcionem bem-estar, valorizando sempre o resultado. Sabemos que a estimulação é uma poderosa intervenção não medicamentosa e que, em alguns casos, funciona melhor do que os próprios remédios", acrescenta.  

DATAS E HORÁRIOS

As oficinas são realizadas em quatro dias da semana. Às segundas-feiras, terças-feiras e quintas-feiras, no período da tarde, das 14 às 18 horas. E às quartas-feiras, das 8 horas da manhã ao meio-dia.

A frequência (uma ou mais vezes por semana) é definida caso a caso.

O atendimento começou em abril deste ano com uma equipe formada por uma psicóloga, uma pedagoga e um fisioterapeuta. O programa também oferece acolhimento familiar, orientação individualizada, palestras educativas e grupos de apoio.

“Certo dia ouvi de uma familiar que diante do Alzheimer a gente só perde. É verdade que ainda não podemos vencer a doença, mas é possível e importante gerar momentos de bem-estar, sorrisos e memórias afetivas.” Aline Monteiro, psicóloga no INME.

PARCEIROS

O CAPAz conta com apoio da Secretaria Municipal da Pessoa Idosa, da UniCesumar e da Universidade Estadual de Londrina. Os recursos são do Fundo Municipal da Pessoa Idosa, por meio de termo de fomento com a Prefeitura Municipal de Londrina, bem como de campanhas de financiamento coletivo realizadas pelo Instituto Não Me Esqueças.

SERVIÇO

Interessados em participar das oficinas podem se inscrever acessando o formulário online -  https://forms.gle/WpyukeRDpVti4uZu9 -  ou por meio de encaminhamento médico.

Mais informações sobre o Programa CAPAz  pelo WhatsApp (43) 99936-0555 ou e-mail [email protected]

Informações sobre o  Instituto Não Me Esqueças pelo e-mail [email protected] ou nas redes sociais -  Facebook.com/instnaomeesquecas  @instnaomeesquecas 

(Com informações do Instituto Não Me Esqueças)

***

Receba nossas notícias direto no seu celular! Envie também suas fotos para a seção 'A cidade fala'. Adicione o WhatsApp da FOLHA por meio do número (43) 99869-0068 ou pelo link wa.me/message/6WMTNSJARGMLL1