Prefeito de Londrina emite nota em defesa do Conselho LGBT

Na semana passada, um grupo de manifestantes foi na Câmara e na Prefeitura de Londrina protestar contra o projeto

Guilherme Marconi - Grupo Folha
Guilherme Marconi - Grupo Folha

O prefeito de Londrina, Marcelo Belinati (PP), usou o Instagram para se posicionar favoravelmente ao projeto de lei do Executivo que tramita na Câmara Municipal e pretende criar um Conselho Consultivo para debater politicas públicas para o público LGBT. 


 

Prefeito de Londrina emite nota em defesa do Conselho LGBT
Arquivo FOLHA
 


"O conselho será consultivo e não deliberativo (é um espaço para debates), não é remunerado, ou seja, não tem nenhum custo, é zero custo, e não tem nada a ver com escolas ou ideologia de gênero (como alguns poucos preconceituosos homofóbicos cheios de ódio no coração insistem em espalhar Fake News)." escreveu Belinati. 


Na quinta-feira da semana passada, um grupo de manifestantes ligados à Igreja Batista foi à Câmara e a Prefeitura de Londrina protestar contra a matéria. Grupos conservadores têm usado as redes sociais para distorcer o caráter do projeto sobre a criação do conselho nas redes sociais. A matéria acabou sendo retirada de pauta por quatro sessões e deverá voltar a discussão na próxima quinta-feira (23). 


Veja a manifestação do prefeito na íntegra: 

"Toda pessoa tem família, tem amigos, tem sonhos...Mas algumas pessoas passam a vida toda sofrendo preconceitos, discriminação; outras são agredidas e até mortas por causa de sua orientação sexual...


É o chamado crime de ódio! E isso tem sido cada vez mais comum no Brasil. Aqui em Londrina, não é diferente. 


Algumas pessoas ainda praticam o preconceito, têm ódio pelo próximo no coração e até pregam que você deve amar e respeitar o próximo…. Mas se o próximo for uma pessoa LGBT, aí não! 


Até o nome de Deus já vi,  infelizmente, ser usado para esconder o real motivo desse preconceito. Como se Deus não amasse a TODOS indistintamente.


O meu Deus é o Deus do amor a todas as pessoas. Esse é o Deus em que acredito. 


É o Deus da compreensão e da empatia.  É o Deus que não aceita o ódio de pessoas homofóbicas e racistas. 


É o Deus que não aceita o preconceito, não aceita a violência, não aceita assassinarem pessoas em razão de sua orientação sexual...


E, para prevenir a VIOLÊNCIA e o PRECONCEITO, fiz um projeto de lei e encaminhei para a Câmara de Vereadores para criarmos o Conselho LGBT, que se somará aos mais de 28 diferentes conselhos já existentes em Londrina.


O conselho será CONSULTIVO e não deliberativo (é um espaço para debates), NÃO é REMUNERADO, ou seja, NÃO TEM CUSTO NENHUM, é zero custo, e NÃO tem NADA a ver com escolas ou ideologia de gênero (como alguns poucos preconceituosos homofóbicos cheios de ódio no coração insistem em espalhar Fake News).


O objetivo do Conselho é propor políticas públicas que visem proteger a população LGBT do preconceito e da violência.


Proteger!!! 


Infelizmente, ainda hoje se pratica a violência e o preconceito contra pessoas apenas por sua orientação sexual. E quem faz isso não quer que se debata o assunto; não querem que se busque soluções...


Nós podemos fazer algo contra isso. Podemos debater. Construir soluções. 


E o caminho é a criação do Conselho LGBT. 


Diga NÃO À VIOLÊNCIA, AO PRECONCEITO, À HOMOFOBIA!


Diga SIM À VIDA! 


Diga SIM AO RESPEITO A TODOS SERES HUMANOS INDEPENDENTE DE SUA RAÇA, SUA COR, SEU CREDO, SUAS POSSES OU DE SUA ORIENTAÇÃO SEXUAL."

Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito

Tudo sobre:

Assine e navegue sem anúncios [+]

Últimas notícias

Continue lendo