|
  • Bitcoin 118.109
  • Dólar 5,2177
  • Euro 5,3453
Londrina

Eleições 2022

m de leitura Atualizado em 21/07/2022, 19:07

PDT lança pré-candidatura de Ricardo Gomyde ao governo do Paraná

Como palanque para campanha do presidenciável Ciro Gomes, partido define o nome de ex-deputado no Estado

PUBLICAÇÃO
quinta-feira, 21 de julho de 2022

Guilherme Marconi - Grupo Folha
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

O ex-deputado federal Ricardo Gomyde foi lançado como pré-candidato do PDT ao governo do Paraná. O anúncio foi feito pelo presidenciável Ciro Gomes na noite de lançamento da candidatura dele ao Palácio do Planalto em Brasília na quarta-feira (20). Gomyde foi deputado federal pelo Paraná (1995-1999), secretário estadual de Esportes do estado e assessor especial do Ministério dos Esportes.  

Imagem ilustrativa da imagem PDT lança pré-candidatura de Ricardo Gomyde ao governo do Paraná Imagem ilustrativa da imagem PDT lança pré-candidatura de Ricardo Gomyde ao governo do Paraná
|  Foto: Eduardo Matysiak/Futura Press/Folhapress
 

A candidatura do político paranaense servirá também como palanque para Ciro Gomes no Estado. "É uma necessidade, visto que temos um candidato próprio à presidência. A possibilidade do PDT local se coligar com outro partido se chocava com a pretensão do nosso candidato Ciro ir para o segundo turno. Escolhemos estrategicamente a convenção nacional para fazer esse anúncio", respondeu Gomyde à FOLHA. Até esta semana o diretório do PT no Paraná tentava um acordo com os pedetistas em torno de uma coligação única dos partidos à esquerda no Estado. 

Segundo o ex-deputado, o nome da legenda ao Senado será da professora de Direito da UFPR (Universidade Federal do Paraná) e advogada Eneida Desiree Salgado.  

Questionado sobre a viabilidade eleitoral do PDT, Gomyde citou que a desistência do PSDB e do ex-prefeito de Guarapuava César Silvestri Filho em concorrer ao governo deixou o cenário mais aberto para um novo nome. "A única novidade é a nossa candidatura. Temos convicção de que à medida que a gente dialoga com a população durante campanha o PDT tem um espaço muito grande para crescer. Temos um projeto Paraná com todos os planos estruturais contidos nele. A campanha ainda não começou e queremos estar no segundo turno."  O atual governador Ratinho Junior (PSD) lidera as pesquisas e o ex-governador Roberto Requião (PT) aparece em segundo colocado. 

LEIA TAMBÉM: 

PSDB recua e desiste de concorrer ao governo do Paraná  

Partido NOVO faz convenção em Curitiba e lança 43 nomes para o Legislativo

Em passado não muito distante, o PDT já teve mais expressividade no Paraná, durante o governos petistas Lula e Dilma. Em 2008, o jornalista Barbosa Neto (PDT) foi eleito prefeito de Londrina, e quatro anos depois o deputado federal Gustavo Fruet ganhou a corrida para a prefeitura de Curitiba. "Temos o Fruet como um dos deputados mais admirados do Paraná e vamos reelegê-lo e ampliar nossa bancada. E temos o deputado estadual Goura e outros nomes para fazer uma boa bancada federal e estadual. Todas as alas do partido defendem candidatura própria e esse palanque para o Ciro", reforçou Gomyde. 

ACORDO INVIÁVEL

As críticas do político cearense contra o ex-presidente Lula e o presidente Bolsonaro inviabilizaram qualquer acordo do PDT paranaense com coligação com o PT, por exemplo. "O PDT irá para a eleição com postura independente e não é puxadinho de ninguém. Vamos apresentar nossas propostas, nossas denúncias, totalmente desvinculados de qualquer outra candidatura." No âmbito nacional, o PDT não conseguiu firmar parcerias com partidos de expressividade, mas Gomyde disse acreditar em viabilidade de formar no Estado coligação com outras legendas de centro-esquerda. A candidatura poderá ser confirmada em convenção estadual da legenda marcada para o próximo dia 30 de julho.

Receba nossas notícias direto no seu celular! Envie também suas fotos para a seção 'A cidade fala'. Adicione o WhatsApp da FOLHA por meio do número (43) 99869-0068 ou pelo link wa.me/message/6WMTNSJARGMLL1.