|
  • Bitcoin 234.135
  • Dólar 5,5204
  • Euro 6,2669
Londrina

Política 5m de leitura Atualizado em 16/11/2021, 18:31

Justus assume vaga de Francischini na CCJ da Assembleia Legislativa

PUBLICAÇÃO
terça-feira, 16 de novembro de 2021

Reportagem local
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

O deputado Nelson Justus (DEM) foi eleito por aclamação nesta terça-feira (16) para presidir a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), da AL (Assembleia Legislativa) do Paraná. Justus assume a presidência da Comissão após decisão proferida pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral), que cassou o mandato do ex-deputado Delegado Francischini (PSL) - ele presidia a Comissão desde 2019. O deputado Márcio Pacheco (PDT) continua na função de vice-presidente.

Imagem ilustrativa da imagem Justus assume vaga de Francischini na CCJ da Assembleia Legislativa
|  Foto: Dalie Felberg/Alep
 

Justus foi o único candidato ao posto considerado o mais importante do Legislativo. Ele, que presidia a Comissão de Finanças e Tributação da Assembleia, reassume a CCJ após três anos. O parlamentar havia presidido a Comissão entre os anos de 2011 e 2018 durante toda a gestão do ex-governador Beto Richa (PSDB). Ele permanece no cargo até o fim desta legislatura. O deputado Ricardo Arruda assume a vaga do PSL na CCJ.

Seguindo o Regimento Interno da Assembleia, o processo de votação foi conduzido pelo vice-presidente do Legislativo, deputado Tercílio Turini (CDN). Ao assumir a presidência da Comissão, Justus agradeceu aos demais deputados. "É um privilégio e uma responsabilidade muito grande presidir a Comissão mais importante da Casa, com deputados que exercem um papel fundamental. Vamos ter uma gestão bastante profícua em um ano difícil. Temos de buscar os projetos mais importantes”, afirmou Justus.

CASSAÇÃO

No final de outubro o TSE havia cassado o mandato de Fernando Francischini (PSL) e o tornou inelegível por divulgar notícias falsas contra o sistema eletrônico de votação. A decisão ainda condenou o deputado por uso indevido dos meios de comunicação, além de abuso de poder político e de autoridade. Por ser o candidato mais votado para deputado estadual, com quase 428 mil votos, Francischini havia pleiteado ter credencial para ocupar um dos cargos mais disputados da AL, que é a presidência da CCJ. 

Com a escolha de Justus para a CCJ, fica vaga a função de presidente da Comissão de Finanças e Tributação, que era presidida por ele. Os deputados também precisam definir o presidente da Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação e Ensino Superior, que era comandada pelo deputado Emerson Bacil (PSL). Segundo o presidente da Casa, Ademar Traiano (PSDB), essa definição deve ocorrer na próxima semana. (Com informações da assessoria da AL) 

instagram

ÚLTIMOS POSTS NO INSTAGRAM