|
  • Bitcoin 104.519
  • Dólar 5,1827
  • Euro 5,4174
Londrina

Opinião

m de leitura Atualizado em 06/06/2022, 15:25

EDITORIAL - Arte de rua acolhendo estudantes

PUBLICAÇÃO
terça-feira, 07 de junho de 2022

Folha de Londrina
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

A arte de rua, embora tenha ganhado espaço a partir da  década de 1970, nos Estados Unidos, há pesquisadores que afirmam que ela já era praticada na antiga Grécia e também no Império Romano. Em Londrina, o grafite está presente em muitos espaços e a cidade conta com artistas de renome. 

Muito diferente de um mero vandalismo, essa expressão artística contribui para levar a beleza para diferentes espaços e ajuda a conscientizar a sociedade sobre os temas levantados pelos artistas, pautados geralmente em críticas sociais, políticas e econômicas.

Quem passar nas proximidades do Colégio Vicente Rijo, na área central de Londrina, poderá apreciar belos exemplares dessa manifestação artística estampados no muro da escola. Vinte e cinco grafiteiros reunidos pelo projeto Arte na Escola Londrina, munidos de spray, tintas e pincel,  trabalharam ao longo de todo o sábado (4) e domingo (5) transformando cinza em cores vibrantes. 

Além de trazer uma linguagem que dialoga diretamente com o público jovem, o grafite também é uma forma de combater o vandalismo das pichações e preservar o patrimônio escolar.  Antes de os artistas entrarem em ação, houve uma conversa entre eles e a direção da instituição para definir as mensagens que seriam transmitidas por meio da grafitagem. Nas discussões, foram levantados temas voltados à educação, entre eles, a questão indígena e dos negros e a ciência.

Leia mais: https://www.folhadelondrina.com.br/geral/arte-de-rua-da-novo-visual-a-muro-de-escola-em-londrina-3206411e.html

 O material foi comprado com recursos da escola enviados pelo Estado e verba proveniente da APMF (Associação de Pais, Mestres e Funcionários). O projeto Arte na Escola Londrina foi idealizado pelo Coletivo Cap Style a partir de iniciativas semelhantes para levar a arte para dentro das escolas, principalmente no estado de São Paulo. 

Uma grande ideia para motivar mais os estudantes de todas as idades que estão retornando este ano de um período de afastamento das salas de aula e dos colegas. É, sem dúvida, um acolhimento. A arte de rua é esse conforto que pode acontecer nos lugares menos esperados, como nos viadutos da avenida Dez de Dezembro, na zona leste de Londrina, onde os participantes do Programa Caminhos de Graffiti, mostraram em grande dimensão quanto o grafite representa para Londrina. 

Obrigado por ler a FOLHA!

Receba nossas notícias direto no seu celular, envie, também, suas fotos para a seção 'A cidade fala'. Adicione o WhatsApp da FOLHA por meio do número (43) 99869-0068 ou pelo link wa.me/message/6WMTNSJARGMLL1