Paraná registra 161 novos casos e quatro mortes de Covid-19

Londrina se destaca como a terceira cidade com maior incidência no estado

Pedro Moraes - Grupo Folha
Pedro Moraes - Grupo Folha

O boletim epidemiológico da Sesa (Secretaria Estadual de Saúde) relativo ao avanço da Covid-19 no Paraná aponta, neste sábado (23), 3.099 infectados e 150 óbitos desde o início do acompanhamento. No documento anterior, os casos confirmados eram de 2.938 doentes e 146 óbitos, o que aponta um aumento de 161 infectados e quatro mortes nas registradas nas últimas 24 horas. A taxa de mortalidade está em 4,8%. Atualmente, 209 cidades paranaenses que têm ao menos um caso confirmado pela virose. Em 57 municípios há registro de óbitos pela doença.


Paraná registra 161 novos casos e quatro mortes de Covid-19
Bernardo Portela / Fiocruz
 


Os quatro pacientes que faleceram pela Covid-19 estavam internados, são três homens e uma mulher. Um homem, de 56 anos, que residia em Jesuítas foi a óbito no dia 20 de maio. Outros dois, um de Londrina (94 anos) e outro de Curitiba (64 anos), morreram na quinta-feira (21). A mulher era moradora de Sapopema, tinha 70 anos e morreu no dia 18 de maio. Importante lembrar que os casos normalmente estão atrasados porque dependem das informações dos municípios.




No total de casos, atualmente seguem 225 pessoas internadas em todo o Paraná, sendo que 135 estão em leitos clínicos e 90 precisam de cuidados especiais numa UTI (Unidade de Terapia Intensiva). Ou seja, percentualmente significam 60% e 40% dos casos, demonstrando a gravidade da infecção. A média de idade dos casos confirmados é de 43,8 anos e o de mortes 68,1 anos.


LEIA TAMBÉM: 

Mapa mostra a evolução do coronavírus no Paraná

Reitoria da UEL prorroga suspensão de atividades presenciais

https://Idosos de asilo com registro de óbito testam negativo para Covid-19


O estado informa que tem 564 leitos de UTIs para adultos e 37 do tipo para crianças, além de 1.080 vagas de enfermaria e outras 67 para atendimento pediátrico. Todas vagas exclusivas para o tratamento da Covid-19. Segundo a secretaria o a taxa de ocupação para o tratamento de adultos em UTI atualmente é de 40%, a macrorregião norte lidera com 49%.



A taxa que mede a incidência de infeção por 1 milhão de habitantes de Londrina é a terceira a maior do estado. O dado permite que os profissionais da área determinem o volume dos casos em cada população. No município, a marca é de 345 casos, considerado abaixo da média nacional. A cidade fica atrás somente de Paranavaí (1.163), Cascavel (483). A Região Metropolitana de Curitiba está com 324, enquanto a taxa nacional registrada no Brasil é de 1.566.




Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito

Últimas notícias

Continue lendo