|
  • Bitcoin 202.099
  • Dólar 5,4587
  • Euro 6,1923
Londrina

Geral 5m de leitura Atualizado em 11/11/2021, 07:46

OAB-PR poderá ter a primeira mulher na presidência em 90 anos de história

Em Londrina, Marilena Winter disse que quer dobrar o número de Procuradorias de Prerrogativas e lutar contra ingerências no arbitramento de honorários

PUBLICAÇÃO
terça-feira, 09 de novembro de 2021

Vitor Struck - Grupo Folha
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

Em Londrina para participar do lançamento das propostas da chapa XI de Agosto nas eleições da Seccional paranaense da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), a primeira mulher a concorrer à presidência da entidade em 90 anos de história, Marilena Winter, disse que pretende dobrar o número de procuradorias de Prerrogativas nos próximos três anos, além de ampliar para 100% o número de estabelecimentos penais que possuem parlatórios.

"É um ambiente preservado em que advogado e o cliente possam conversar. Fizemos mais de 16 nessa gestão", afirmou a candidata, que integra a atual diretoria como vice-presidente e considera "natural" a sua indicação à disputa, marcada para ocorrer de forma virtual no dia 25 de novembro.

Marilena Winter é procuradora do município de Curitiba e professora universitária
Marilena Winter é procuradora do município de Curitiba e professora universitária |  Foto: Sergio Ranalli
 

Em visita à FOLHA, Winter avaliou que os advogados saem prejudicados quando os juízes deixam de seguir à risca o que determina o artigo 85 do CPC (Código do Processo Civil), que trata dos critérios para a fixação dos honorários advocatícios. "É um ponto muito importante porque o advogado vive destes honorários, é sua verba alimentar e temos uma lei. Foi uma conquista, inclusive com a ajuda da OAB, em todo o território nacional, mas os juízes, às vezes, encontram um jeito de flexibilizar essa interpretação. É um ponto muito sensível para a advocacia", avaliou a candidata, que é procuradora do município de Curitiba há 29 anos, período em que também atua como professora de Direito na PUC (Pontifícia Universidade Católica). 

Leia Mais: OAB Londrina tem eleições mais acirradas em 17 anos 

Natural de União da Vitória, Marilena Winter rememora sua trajetória como forma de inspirar outras mulheres na luta por equidade à frente dos espaços de tomada de decisões. De acordo com ela, a história que pode ter um novo capítulo importante se for eleita presidente teve início em 1983, quando decidiu deixar a cidade natal parcialmente destruída por uma das maiores enchentes que o Paraná já precisou contornar. "Precisava deixar de cidade de algum jeito e o jeito que deu foi de barco", disse com a voz um pouco rouca devido aos diversos compromissos de campanha, que atravessa uma semana bastante intensa. 

A campanha pelo interior do estado, onde estão 60% dos 77 mil advogados do Paraná que mantêm as inscrições da OAB ativas, também passou por Jacarezinho, Santo Antônio da Platina, Arapongas e Cornélio Procópio, responsável pela segunda maior Subseção da macrorregião de Londrina, com cerca de 700 advogados. 

Estão na disputa estadual dois candidatos de oposição - Marcelo Trindade (Algo Novo) e Romulo Quenehen (Artigo 5º). 

Receba nossas notícias direto no seu celular! Envie também suas fotos para a seção 'A cidade fala'. Adicione o WhatsApp da FOLHA por meio do número (43) 99869-0068 ou pelo link wa.me/message/6WMTNSJARGMLL1 

instagram

ÚLTIMOS POSTS NO INSTAGRAM