Incêndio destrói parte de tradicional restaurante no centro de Londrina


Vitor Struck - Grupo Folha
Vitor Struck - Grupo Folha

Um incêndio de grandes proporções destruiu parte de um tradicional restaurante do centro de Londrina na tarde desta quarta-feira (14). Por conta da altura das chamas, dois caminhões do Corpo de Bombeiros precisaram ser usados, o que parou a rua belo Horizonte por longas horas e chamou a atenção de vizinhos e curiosos. Ninguém ficou ferido.

 

Ponto de encontro de moradores da região e apreciadores das culinárias chinesa e japonesa, o Minato já estava fechado no momento em que os vizinhos acionaram os bombeiros. Um vídeo gravado de um apartamento mostra que as chamas concentraram-se na parte oposta à entrada do restaurante. Muita fumaça acabou invadindo imóveis de um prédio ao lado. 




Questionado, um dos proprietários, Hélio Matsuo, disse à reportagem que ainda não era possível afirmar as causas do incêndio. Segunda geração a tomar conta do ponto, Matsuo também informou que a família possuía seguro do imóvel e que esperava reerguer o restaurante em breve. “Acho que não afetou tanto, foi só o depósito mesmo. A parte da cozinha e o salão não afetou nada. É só dar um jeito, fazer toda a limpeza, esperar a liberação do Corpo de Bombeiros para voltar a atender”, estimou.  

 

De acordo com o tenente do Corpo de Bombeiros, Filipe Peixoto, o local mais danificado foi o pavimento superior, usado como um depósito. "Não chegou a atingir a cozinha e o gás. Desligamos a energia e já evitamos que se propagassem as chamas. Estamos concluindo o rescaldo e depois se o proprietário quiser poderá acionar a Polícia Científica”, informou o tenente.   


Com uma equipe formada por 13 pessoas e capacidade para atender até 180 pessoas, o restaurante estava operando com a capacidade reduzida por conta da pandemia da Covid-19. Fundado em agosto de 1986, o Minato era um local querido pelo aposentado Ezequiel Amâncio, que passava pelo local. 


"Ficamos chateados, ainda mais nessa época que estamos vivendo, essa pandeia, acontecer isso. Torço para que eles possam se reerguer o mais rápido possível", disse.




Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito

Últimas notícias

Continue lendo