Governo anuncia mais 317 leitos de UTI exclusivos para coronavírus

Novos postos de cuidado intensivo para atender suspeitas do Covid-19 estarão à disposição em dez dias, juntos com mais 731 leitos de enfermaria

Luis Fernando Wiltemburg - Grupo Folha
Luis Fernando Wiltemburg - Grupo Folha

Secretário da Saúde, Beto Preto (à dir.), anuncia ampliação de leitos para cuidados em avanços do coronavírus no Paraná
Secretário da Saúde, Beto Preto (à dir.), anuncia ampliação de leitos para cuidados em avanços do coronavírus no Paraná | Geraldo Bubniak/AEN
 

O governador Ratinho Júnior (PSD) e o secretário estadual da Saúde, Beto Preto, anunciaram a contratação de mais 317 leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) e outros 700 leitos de enfermaria dedicados para ampliar o cenário de combate ao coronavírus no Paraná. O anúncio foi feito na manhã desta quinta-feira (26), em Curitiba, e os contratos passam a valer em até dez dias. 


A ampliação virá de parceria com hospitais filantrópicos e privados do Paraná. Segundo Beto Preto, o Estado tem 3.603 leitos de UTI, dos quais 2.303 são custeados pelo SUS (Sistema Único de Saúde) e, o restante, estão instalados na rede privada do Estado, mas sem convênio com a saúde pública. 




Dos 2.303 leitos contabilizados, vários são especializados, como atendimento neonatal, pediátrico ou para queimados. Na contabilidade do secretário, sobram 1.315 leitos de UTI adultos pelo SUS e 943 na rede privada. "Nossos hospitais do Paraná estão preparados para atender as pessoas e, nesta etapa, dentro de dez dias, poderemos ter mais 317 leitos de UTI adulto sendo disponibilizado se, eventualmente, a necessidade vier." 


O secretário também afirma que, para cada leito de UTI, existe a necessidade de leito de enfermaria, o que levou  à contratação de 731 unidades dedicadas para pacientes que cheguem aos hospitais com sintomas que possam indicar a Covid-19. "[Estes pacientes] Já estão chegando, aumentou muito a suspeita de diagnóstico. As síndromes respiratórias em geral estão sendo encaminhadas como suspeita de coronavírus e a grande maioria será descartada ao longo da internação, mas é importante frisar que estamos garantido exames de coronavírus para todos", disse Beto Preto.


LEIA MAIS: Casos de coronavírus aumentam 600% em uma semana no Paraná


Numa segunda etapa, a depender da curva de casos nos próximos 45 dias, existe a possibilidade de ampliar os leitos de UTI em mais 188 unidades e os de enfermaria, em mais 450. "A nossa curva ainda é mais baixa que os de outros países, e lutamos para que permaneça assim, com um platô também mais baixo. Se conseguirmos isso, vamos poupar muitas vidas no Paraná", afirmou.


Além do anúncio dos leitos, o governo do Paraná lançou um aplicativo para acelerar informações das regionais de saúde em relação a pessoas com sintomas que possam indicar coronavírus. "pelo aplicativo, a pessoa se cadastra e, se estiver com febre, registra no aplicativo, com endereço e cidade. Isso vai dar um mapeamento regional para a Secretaria de Saúde poder entender quais as pessoas que tenham algum tipo de sintoma. Isso dará velocidade para o núcleo regional de saúde tomar decisões e mapear pacientes com sintomas", diz Ratinho Júnior.




O aplicativo já está disponível para download neste link, para o sistema Android, e deve estar na loja de aplicativos da Apple até esta sexta (27).

Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito

Continue lendo


Últimas notícias