Trends da semana - Manifestações de 7 de setembro, Anonymous reaparece e o jogo que não aconteceu


Alice Resende e Ana Julia Gabas * (estagiárias)
Alice Resende e Ana Julia Gabas * (estagiárias)

 

Trends da semana - Manifestações de 7 de setembro, Anonymous reaparece e o jogo que não aconteceu
Miguel SCHINCARIOL / AFP
 


#Manifestações 

Em vez dos tradicionais desfiles de 7 de setembro, este ano tivemos as ruas de todo o Brasil tomadas por manifestações a favor (maioria) e contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido). A primeira, que reuniu a maior parte das pessoas que foram às ruas,  jornalistas  e cientistas políticos chamaram de manifestações com pautas antidemocráticas, devido às  ameaças contra o STF (Supremo Tribunal Federal) e ao Congresso. Além de continuarem pedindo o voto impresso - mesmo que a votação na Câmara já tenha sido contraria a isso. O próprio presidente esteve nas manifestações, onde discursou contra o STF e o ministro da Corte, Alexandre de Moraes. Enquanto isso, nas manifestações contra o presidente Bolsonaro as pautas eram “Vacina, pão e trabalho” e impeachment. E como vem acontecendo, as redes sociais ficaram polarizadas. 


 

Trends da semana - Manifestações de 7 de setembro, Anonymous reaparece e o jogo que não aconteceu
Nelson Almeida / AFP
 


#Anvisa em campo 

Jogos do Brasil contra a Argentina sempre trazem a rivalidade e tensão nas casas dos brasileiros. Neste domingo, dia 5, não foi diferente, enquanto o primeiro tempo do jogo de futebol entre os rivais estava rolando, a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) entrou em campo para encerrar a partida e retirar quatro jogadores argentinos. Isso porque os quatro não cumpriram as normas sanitárias de quarentena exigidas pela Conmebol (Confederação Sul-Americana de Futebol) e a CBF (Confederação Brasileira de Futebol) e prestaram informações falsas. O brasileiro - como perde o amigo, mas não perde a piada - lotou as redes sociais de memes, especialmente os que culpavam o personagem Lineu, da Grande Família (que trabalhava em uma agencia sanitária) de ter informado a Anvisa. 

 

 

Trends da semana - Manifestações de 7 de setembro, Anonymous reaparece e o jogo que não aconteceu
Jack Taylor / AFP
 

#Anonymous contra Bolsonaro 

O Anonymous, grupo de hacktivismo mais famoso do mundo, hakeou na noite de sexta-feira, dia 03, o site do Fib Bank e deixou um vídeo, texto, imagens e desconfigurou a página inicial do site para parecer uma pichação. Tudo isso para declarar guerra contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e convocar a população para ir às ruas protestar contra o mandatário da nação no dia 7 de setembro. No vídeo afirmam se referindo ao atual presidente: “Em suas próprias palavras, restarão duas opções para ele: prisão ou cova”. Com isso prometeram expor documentos que comprovariam a culpa de Bolsonaro da atual crise que o país enfrenta. Nas redes sociais o assunto foi comentado durante toda a semana com especulações de quais seriam os próximos passos do Anonymous. 


#Dragão Azul 

O molusco conhecido como Dragão Azul fez uma aparição rara no litoral paulista, na praia de Bertioga. O animal também é conhecido por se alimentar de Caravelas Portuguesas.  Ele não é venenoso, contudo não deve ser tocado, pois pode liberar uma toxina que queima a pele (mais ou menos como uma água-viva). As correntes marítimas e o vento podem ter levado o Dragão Azul a encalhar na areia. O que mais chamou a atenção dos internautas foi sua forma e cor diferentes.  


#Homenagem 

Google criou um doodle para homenagear Tim Bergling, mais conhecido como DJ Avicii, que completaria 32 anos na quarta (8). A animação contava um pouco da história e da trajetória artística do DJ e produtor sueco ao som do maior hit de sua carreira, “Wake Me Up”. "Seja tocando nos alto-falantes dos palcos de festival ou nos fones de ouvido de milhões de ouvintes em todo o mundo, o Avicii ajudou a elevar a música eletrônica para o sucesso global", escreveu a plataforma na descrição do vídeo. Avicii morreu em 2018, aos 28 anos, por suicídio. Desde então, sua família vem trabalhando no desenvolvimento da Tim Bergling Foundation, uma organização que defende o reconhecimento do suicídio como uma emergência de saúde global e trabalha ativamente para remover o estigma associado ao suicídio e às questões de saúde mental. 

 

Trends da semana - Manifestações de 7 de setembro, Anonymous reaparece e o jogo que não aconteceu
Eduardo Anizelli / Folhapress
 


#FreeBritney 

Um novo capítulo da saga “Free Britney” foi lançado nessa semana. Isso porque Jamie Spears, pai de Britney Spears, entrou com petição na terça-feira (07) para encerrar tutela após 13 anos de controle de bens da cantora. Durante uma audiência em julho para redefinir essa questão, Britney queria apresentar queixa contra seu pai por abuso de tutela e abriu o jogo ao contar que, durante esses 13 anos, ela chegou a ser drogada, forçada a atuar contra sua vontade e foi impedida de ter filhos. Uma nova audiência está marcada para dia 29 de setembro. Será que vem final feliz por aí? 

 

Trends da semana - Manifestações de 7 de setembro, Anonymous reaparece e o jogo que não aconteceu
Pedro Pardo / AFP
 


#Descriminalização  

O México se tornou o quinto país da América Latina a descriminalizar o aborto. A decisão foi tomada pela Suprema Corte do México, na terça (7), por unanimidade. Durante a votação, o juiz Luis María Aguilar afirmou que “não tem cabimento dentro da doutrina jurisprudencial deste tribunal um cenário no qual uma mulher e as pessoas com capacidade de gestar não possam decidir se continuam ou não com a gravidez”. A juíza Margarita Ríos-Farjat também afirmou que a decisão é uma questão de direitos humanos e, por isso, “a punição para quem interrompe voluntariamente a gravidez não é um poder que está ao alcance do legislador”. 


LEIA TAMBÉM:

Almanaque [email protected] – Paralimpíadas de Tóquio 2020

Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito
Assine e navegue sem anúncios [+]

Últimas notícias

Continue lendo