|
  • Bitcoin 103.036
  • Dólar 5,3317
  • Euro 5,5605
Londrina

Folha 2

m de leitura Atualizado em 19/06/2022, 15:50

Trupe carioca faz estreia nacional de espetáculo no Filo

Atores do Centro Teatral e Etc e Tal fazem as primeiras apresentações nacionais de "Esperando Beltrano" em Londrina neste final de semana

PUBLICAÇÃO
sábado, 18 de junho de 2022

Marcos Roman - Grupo Folha
AUTOR autor do artigo

Foto: Levi Leonardo/ Divulgação
menu flutuante

O público londrinense terá a oportunidade de assistir em primeira mão ao novo espetáculo do Centro Teatral e Etc e Tal. A trupe carioca escolheu o Filo 2022 para a estreia de "Esperando Beltrano", que fica em cartaz neste sábado (18) e domingo (19), às 20h30, no Cine Teatro Ouro Verde. A montagem foi criada a partir de uma pergunta comumente ouvida da plateia que prestigiou por 20 anos a peça "Fulano e Sicrano". 

Ao final das apresentações, sobre quem seria o Fulano e quem seria o Sicrano, os atores Alvaro Assad e Márcio Moura respondiam sempre da mesma maneira: eu sou o Beltrano. Desse fato surgiu a ideia de criar o espetáculo "Esperando Beltrano". Aos curiosos, Álvaro adianta que o título da montagem faz sim um trocadilho com uma das mais importantes obras do século 20, Esperando Godot, de Samuel Beckett.  

"Esperando Beltrano": espetáculo apresenta a comicidade na busca das diversas e inusitadas linguagens, mesclando narração simultânea a ação em mímica "Esperando Beltrano": espetáculo apresenta a comicidade na busca das diversas e inusitadas linguagens, mesclando narração simultânea a ação em mímica
"Esperando Beltrano": espetáculo apresenta a comicidade na busca das diversas e inusitadas linguagens, mesclando narração simultânea a ação em mímica |  Foto: Levi Leonardo/ Divulgação
 

"E como o Godot, o Beltrano pode ser o que ou quem a gente quiser", diz, ponderando que, para ele, Beltrano é o espectador. "Esse encontro com o público foi a coisa mais esperada por nós. Assim como imagino que tenha sido para o Filo também", completa Assad ao afirmar que o maior desejo da dupla é que os espectadores se divirtam.  

Neste segundo espetáculo direcionado ao público adulto, os atores do Centro Teatral e Etc E Tal, Fulano e Sicrano se encontram em escombros de um tablado de teatro e com ele configuram a troca cênica do surreal. O espetáculo apresenta a comicidade na busca das diversas e inusitadas linguagens, mesclando narração simultânea a ação em mímica.  

A decisão de estrear nacionalmente a montagem dentro da programação do Filo se deve ao carinho que os atores nutrem pelo festival. "No final dos anos 1990, quando a companhia estava no início e só participava de festivais de teatro competitivamente, fomos convidados pela Nitis Jacon para nos apresentarmos no Filo”  conta Álvaro. Desde então, o Etc e Tal voltou à cidade com outras peças e já montou com os alunos do Instituto Londrinense de Educação de Surdos (ILES) um espetáculo fruto de uma atividade formativa. 

Companhia carioca de repertório fundada em 1993, Centro Teatral e Etc e Tal desenvolve pesquisa artística calcada na tríade Teatro-Mímica-Humor. O grupo formado pelo trio de cômicos Alvaro Assad, Marcio Moura e Melissa Teles-Lôbo já participou de mostras de teatro nacionais  e internacionais (Alemanha, Dinamarca, França, Portugal, Argentina e Paraguai). Anualmente a trupe realiza temporadas e digressões pelas mais diferentes cidades do Brasil e tem representado o país em diversos Encontros e Festivais de Teatro Mímica , Novo Circo e Comicidade na América Latina e Europa

Hamlet e Kafka nos palcos

A programação do Filo neste final de semana conta ainda com dois espetáculos. Em “Réquiem para um Barbeiro”, espetáculo da Cia. Os Palhaços de Rua que será encenado neste domingo (19), às 18 horas, no Sesc Cadeião Cultural, o ator Adriano Gouvella dá vida ao personagem do barbeiro José que, em um universo claustrofóbico, animalesco, trágico e solitário, se depara com a desesperança, instigando assim o seu instinto de morte. Inspirada nas obras “A Metamorfose” e “O Processo”, de Franz Kafka, além do livro “Pedagogia da Autonomia”, de Paulo Freire, a montagem ainda traz depoimentos pessoais de vivências do próprio ator. No palco, reflexões pertinentes sobre as mazelas do cidadão comum. Criada em Londrina, a companhia desenvolve desde 2013 pesquisas na área da comicidade com enfoque na arte do palhaço. Já realizaram mais de 300 apresentações por vários estados brasileiros, conquistando diversos prêmios e críticas do júri especializado.

"Réquiem para um Barbeiro": montagem da Cia Palhaços de Rua, de Londrina, será encenada neste domingo no Sesc Cadeião Cultural "Réquiem para um Barbeiro": montagem da Cia Palhaços de Rua, de Londrina, será encenada neste domingo no Sesc Cadeião Cultural
"Réquiem para um Barbeiro": montagem da Cia Palhaços de Rua, de Londrina, será encenada neste domingo no Sesc Cadeião Cultural |  Foto: Valéria Félix/ Divulgação
 

Leia mais: Grafatório lança obra experimental de artista alemã

Montagem solo do ator paulista Vinícius Piedade, "Hamlet Cancelado" leva à cena um figurante do que seria a grande montagem de Hamlet que, inconformado com seu cancelamento, decide fazer sozinho a peça. Nesta adaptação, ele utiliza fragmentos dos textos originais, trechos da proposta do encenador, pedaços dos cenários que estavam sendo construídos e retalhos dos figurinos, na esperança de poder levar ao público sua pequena versão da maior obra teatral já escrita. A montagem será encenada no domingo (19) e na segunda-feira (20), às 21 horas, na Divisão de Artes Cênicas – Casa de Cultura UEL.

Serviço: 

Filo - "Esperando Beltrano", com o Centro Teatral e Etc e Tal (RJ) 

Quando - Sábado (18) e domingo (19), às 20h30 

Onde - Cine Teatro Ouro Verde (R. Maranhão, 85) 

Quanto - Quanto – R$ 30 e R$ 15 (meia-entrada)  

Ponto de venda –  Plataforma Sympla

Filo -  “Réquiem para um Barbeiro”, com Cia. Os Palhaços de Rua (Londrina)

Quando - Domingo (19), às 18 horas

Onde - Sesc Cadeião Cultural (R. Sergipe, 52)

Quanto - R$ 30 e R$ 15 (meia-entrada)  

Ponto de venda –  Plataforma Sympla

Filo -  "Hamlet Cancelado", com Vinícius Piedade (SP)

Quando - Domingo (19) e segunda-feira (20), às 21 horas

Onde - Divisão de Artes Cênicas – Casa de Cultura UEL (Av. Celso Garcia Cid, 205)

Quanto - R$ 30 e R$ 15 (meia-entrada)  

Ponto de venda –  Plataforma Sympla

...

Receba nossas notícias direto no seu celular, envie, também, suas fotos para a seção 'A cidade fala'. Adicione o WhatsApp da FOLHA por meio do número (43) 99869-0068 ou pelo  link