|
  • Bitcoin 119.458
  • Dólar 5,1649
  • Euro 5,2600
Londrina

Folha 2

m de leitura Atualizado em 10/03/2022, 18:16

Projeto Marcas no Corpo promove oficinas gratuitas de teatro

Destinadas para mulheres e pessoas trans, as aulas acontecem nos jardins Flores do Campo, Nossa Senhora da Paz e no Canto do Marl

PUBLICAÇÃO
quinta-feira, 10 de março de 2022

Marcos Roman - Grupo Folha
AUTOR autor do artigo

Foto: iStock
menu flutuante

O projeto Marcas no Corpo, idealizado pelas atrizes Nathalia Viveiros e Renata Santana, inicia neste sábado (12), mais um ciclo de oficinas gratuitas de teatro. Voltadas para mulheres e pessoas trans, as atividades acontecem na zona norte, zona oeste e no centro de Londrina e buscam oferecer conteúdo de iniciação e aprofundamento na linguagem teatral. Para os grupos dos bairros, os encontros são de iniciação e acontecem aos sábados. No centro, as oficinas acontecem às terças e sextas-feiras à noite, e têm foco no aprofundamento.  

“O Marcas no Corpo já existe há quatro anos, e nesse período nós realizamos nove oficinas de iniciação e duas de aprofundamento. O objetivo do projeto é reunir essas mulheres e pessoas trans em torno do teatro, considerando também a sua vivência, a bagagem e as histórias de vida. A intenção é explorar as narrativas e potências expressivas em um espaço seguro, sem julgamentos. Por isso, também, a importância de ir até os bairros onde essas mulheres estão”, explica Renata Santana, uma das criadoras do projeto.  

A primeira oficina do ano começa na praça do Jardim Nossa Senhora da Paz, com início neste sábado (12), às 16h, e vai oferecer 10 encontros. Na terça-feira (15), tem início a oficina de aprofundamento, que acontece no Canto do Marl, sempre às terças e sextas, a partir das 18h30, e oferece 30 encontros. Por fim, no dia 19, começam as oficinas no Flores do Campo, que acontecem também aos sábados, sempre às 10h. 

“É importante destacar que para fazer as oficinas de iniciação não é necessário nenhum conhecimento prévio em teatro. A ideia é criar um espaço coletivo com essas mulheres, um espaço onde todas se sintam seguras para falar, se mover e narrar as suas histórias”, destaca Natália Viveiros. “No caso das oficinas de aprofundamento, elas são abertas para quem já passou e também para quem não passou pelo Marcas no Corpo, basta ter vontade de aprofundar a sua experiência teatral”, completa.   

Para se inscrever nas oficinas, as mulheres e pessoas trans precisam ter mais de 16 anos. As inscrições podem ser feitas por whatsapp ou por e-mail, além de ser possível se inscrever presencialmente, no local das oficinas. O resultado dos trabalhos será divulgado por meio de um vídeo-registro, que será transmitido pelo canal do Youtube do Marl. O coletivo também deve realizar uma live, com um bate-papo sobre a pesquisa entre participantes e as arte-educadoras. 

 LEIA MAIS

O Evangelho Segundo Jesus tem estreia nacional no FILO

As oficinas são patrocinadas pelo Programa Municipal de Incentivo à Cultura de Londrina (Promic), Secretaria Municipal de Assistência Social, Secretaria Municipal de Políticas Públicas para Mulheres e grupos da sociedade civil organizada.   

. .
. |  Foto: iStock
 

Serviço: 

Oficinas de teatro gratuitas para mulheres e pessoas trans maiores de 16 anos 

Jardim nossa Senhora da Paz – iniciação  

10 encontros  

Sempre aos sábados, às 16h 

Local: praça do bairro  

Início: 12 de março  

...

Jardim Flores do Campo – Iniciação 

10 encontros  

Sempre aos sábados, a partir das 10h  

Início em: 19 de março 

...

Vila Cultural Canto do Marl – aprofundamento  

30 encontros  

Às terças e sextas, às 18h30  

Local: Av. Duque de Caxias, 3241 

Início em 15 de março  

  *Inscrições gratuitas por meio do whatsapp (43) 9 9618-3824 ou pelo e-mail [email protected] 

...

Receba nossas notícias direto no seu celular, envie, também, suas fotos para a seção 'A cidade fala'. Adicione o WhatsApp da FOLHA por meio do número (43) 99869-0068 ou pelo link wa.me/message/6WMTNSJARGMLL1