|
  • Bitcoin 118.700
  • Dólar 5,2124
  • Euro 5,3338
Londrina

Folha 2

m de leitura Atualizado em 02/08/2022, 00:41

Na rede municipal de Londrina, volta às aulas é a todo vapor

Atividades do segundo semestre começam com muita energia, com planos para o 7 de Setembro, aulas de música e até sessões de cinema

PUBLICAÇÃO
terça-feira, 02 de agosto de 2022

Walkiria Vieira - Grupo Folha
AUTOR autor do artigo

Foto: Walkiria Vieira
menu flutuante

O entusiasmo acompanha alunos, professores e toda a comunidade escolar da rede municipal de Londrina. Iniciadas no dia 26 de julho, as aulas do segundo semestre de 2022 dão sequência ao ano letivo e algumas novidades motivam mais ainda a todos. As coordenadoras pedagógicas da Escola Arthur Thomas, localizada na região central de Londrina, Giovania Ferrarezi e Denise Kusaba, comentam que as aulas de música são uma novidade. Em agosto, terão início as aulas de música para os alunos de 1º e 2º ano, contempladas pelo  Projeto Brasil Musicantes, graças ao intermédio da professora Helena Loureiro da  Universidade Estadual de Londrina - UEL. 

Giovania Ferrarezi, Elisabet Mastellari e Denise Kusaba, da Escola Municipal Arthur Thomas: aulas de música são uma novidade e estão previstas para este semestre através de um projeto da UEL, realizado pela professora Helena Loureiro Giovania Ferrarezi, Elisabet Mastellari e Denise Kusaba, da Escola Municipal Arthur Thomas: aulas de música são uma novidade e estão previstas para este semestre através de um projeto da UEL, realizado pela professora Helena Loureiro
Giovania Ferrarezi, Elisabet Mastellari e Denise Kusaba, da Escola Municipal Arthur Thomas: aulas de música são uma novidade e estão previstas para este semestre através de um projeto da UEL, realizado pela professora Helena Loureiro |  Foto: Walkiria Vieira
 

LEIA MAIS:

Com programação permanente, Planetário de Londrina ensina e diverte

A atividade, de acordo com as coordenadoras, é considerada uma grande conquista e irá enriquecer a formação dos estudantes. "Além disso, nesse semestre nossos alunos também começam a participar das oficinas de instrumentos de cordas que acontecerão na Biblioteca Municipal. A inclusão de mais atividades ligadas à arte cumprem papel de grande importância na construção de repertório de cada indivíduo e, ciente disso, as coordenadoras aposta em mais essa ferramenta da educação. A unidade conta com 600 matriculados e tem como diretora Elisabet Mastellari. 

Os primeiros dias de acolhida e retomada ficaram marcados pela disposição. "Todos nós nos surpreendemos com o retorno e nesses dois dias percebemos que os alunos estão tranquilos, seguros e, ao mesmo tempo, animados com a escola", expõem. Um dos motivos, de acordo com a coordenação é o fato de o cenário ser outro nesse momento em que a pandemia provocada pela Covid-19 está em um nível de controle mais seguro globalmente.   Para uma acolhida à altura das necessidades, professores, coordenação e direção uniram forças e, por meio de rodas de conversa, por exemplo, a interação fluiu. Dentre os assuntos,  o período de recesso, o tempo de descanso, os momentos com familiares, as experiências das férias e  uma porção de novidades. 

Por mais protocolar que possa parecer, as dinâmicas de socialização são fundamentais para a retomada da rotina escolar e se estabelecem como parte do novo ciclo na vida escolar de cada aluno, retomando assim a rotina escolar.  Mês a mês, seguindo o planejamento, as atividades colocam os alunos a produzir. Procuramos trabalhar essas datas ressaltando a importância das conquistas obtidas em nossa história, próximo a essas datas como a Semana da Família, que será em agosto, depois a Independência do Brasil,  o Dia Professor", citam as coordenadoras.

Elas descrevem que as práticas educativas são desenvolvidas em um cenário que envolva cada fato a ser estudado. "Vamos criando um cenário que envolva esse acontecimento para que essas atividades aconteçam de forma contextualizada, falando sobre a importância atual, celebrando as pessoas e fatos que fizeram com que ganhassem representatividade". Com a receptividade dos alunos, o objetivo é cumprido com harmonia. "A escola já está se preparando para a apresentação da Semana da Família, que acontece em agosto, semana prevista no calendário oficial da Secretaria Municipal de Educação . Em outubro, teremos o Londrina Mais, que ficou inativo nos dois últimos anos. Nesta edição, a mostra de trabalhos promovida pela secretaria  chega com o tema 'Gente'  e  já estamos elaborando um projeto que contemple toda toda a escola para a nossa apresentação", alegram-se. 

Cerca de 46 mil alunos da rede municipal de educação retornaram às aulas após o período de férias escolares.

RENOVADOS E DE OLHO NO FUTURO

De acordo com dados divulgados pela prefeitura, essas 46 mil crianças integram a rede municipal de educação e, antes do retorno das crianças, os professores passaram por práticas pedagógicas.  No período de recesso,  foi dado  andamento às reformas, pinturas e trabalhos de manutenção em geral dos prédios públicos, assim como a roçagem do mato e a poda de árvores - já que as  atividades administrativas nas sedes das escolas municipais, Centros Municipais de Educação Infantil (CMEI) e Centros de Educação Infantil (CEI) filantrópicos  estavam suspensas ao público.

A aluna Maria Gabrielly Marques Dutra e a diretora Vânia Isabeli Costa da Escola Municipal Carlos Dietz:  além do 7 de Setembro, sessões de cinema animam alunos na volta às aulas A aluna Maria Gabrielly Marques Dutra e a diretora Vânia Isabeli Costa da Escola Municipal Carlos Dietz:  além do 7 de Setembro, sessões de cinema animam alunos na volta às aulas
A aluna Maria Gabrielly Marques Dutra e a diretora Vânia Isabeli Costa da Escola Municipal Carlos Dietz: além do 7 de Setembro, sessões de cinema animam alunos na volta às aulas |  Foto: Walkiria Vieira
 

Na Escola Municipal Carlos Carlos Dietz, localizada na região oeste de Londrina, os 350 alunos foram recebidos com toda a estrutura em ordem e a diretora da unidade, Vânia Isabeli Costa explica que a retomada é cercada de planejamento, expectativas e também frescor. O primeiro dia de aula que inaugurou o segundo semestre foi, de fato, de boas-vindas. "Com direito a gincanas, pequenique e jogos para incentivar a coletividade e a integração de todos", conta. 

A aluna do 5º ano Maria Gabrielly Marques Dutra, de 11 anos, revela que aproveitou tudo o que pode nas férias, mas o retorno às aulas já era uma expectativa para ela. "Eu fui para a chácara e além de brincar bastante, descansei". Em contato com a natureza, Maria Gabrielly recorda os pés de limão, de laranja, a goiabeira e às vezes em que a família se reuniu para um churrasco.

Com muita inclinação para Exatas, conta que sua disciplina favorita é Matemática e está se dedicando bastante porque almeja ingressar no próximo ano no Colégio Militar de Londrina.  "Sempre estudei aqui e estou encerrando com alegria. Na primeira semana tivemos prova de Ciências, caiu sobre sistema circulatório, respiratório e fiquei feliz porque estudei e fui bem", sorri. 

Na programação do semestre, não faltam atividades e a feira cultural de 2022 promete revelar talentos artísticos, pois os alunos terão a oportunidade de pintar o muro da escola, inspirados em artistas que são referência na história da arte nacional e aqueles também reconhecidos em todo o mundo. "Cada professor, conforme o que está sendo ofertado aos alunos, cria um diálogo e um artista é eleito para que todos realizem a releitura", explica. 

No calendário, tem ainda o estudo voltado para o Folclore - a parte histórica e cultural, que chega também por meio de dramatização, contação de histórias - e a certeza de enriquecimento cultural. "As visitas à Câmara serão retomadas e essa é uma prática muito importante a todos os cidadãos. É um momento aguardado por nossos alunos", afirma a diretora. 

Duas outras atividades agendadas são o Desfile de 7 de Setembro e uma sessão de cinema. "Nossos alunos desfilam e levamos nossa fanfarra", orgulha-se a diretora. "A sessão de cinema é possível graças a uma ação em que levantamos o recurso financeiro para esse lazer". A escola ganhou uma bicicleta que será rifada e todo o dinheiro será usado em uma sessão de cinema em um shopping da cidade. "É uma atividade externa programada que integra socialização, cultura, lazer, entretenimento, além do planejamento e meta para levantar o valor necessário", finaliza a diretora da Escola Municipal Carlos Carlos Dietz.

---

Receba nossas notícias direto no seu celular! Envie também suas fotos para a seção 'A cidade fala'. Adicione o WhatsApp da FOLHA por meio do número (43) 99869-0068 ou pelo link