|
  • Bitcoin 102.552
  • Dólar 5,3317
  • Euro 5,5605
Londrina

Folha 2

m de leitura Atualizado em 16/06/2022, 10:37

Espetáculo do Filo propõe imersão nos dramas femininos

Trabalho solo da premiada atriz e dramaturga mineira Grace Passô, “Vaga Carne” é destaque na programação desta quinta-feira (16)

PUBLICAÇÃO
quinta-feira, 16 de junho de 2022

Marcos Roman - Grupo Folha
AUTOR autor do artigo

Foto: Lucas Ávila/ Divulgação
menu flutuante

Uma voz errante, capaz de adentrar em qualquer matéria, sólida ou gasosa, decide invadir pela primeira vez o corpo de uma mulher. E, a partir dessa experiência, narra o que ela sente como indivíduo, o que finge sentir, o que é insondável em si, o que sua imagem é para o outro. Essa sondagem da estrutura física feminina enquanto construção social é levada em cena pela atriz mineira Grace Passô no premiado espetáculo “Vaga Carne”. Destaque na programação do Festival Internacional de Londrina (Filo) desta quinta-feira (16), o monólogo será encenado às 21 horas, Divisão de Artes Cênicas – Casa de Cultura UEL. 

“Vaga Carne” é um campo de jogo entre palavra e movimento, onde um corpo de mulher vive a urgência de discurso, à procura de suas identidades e de pertencimento. O monólogo é o primeiro trabalho solo de Grace Passô, que também assina o texto da montagem que estreou no Festival de Curitiba de 2016 e no mesmo ano foi vencedor dos prêmios Cesgranrio e Shell RJ. 

 Leia mais: Filo começa com uma irônica redescoberta do Novo Mundo

Grace Passô traz a Londrina "Vaga Carne", espetáculo que mostra uma mulher à procura de identidades Grace Passô traz a Londrina "Vaga Carne", espetáculo que mostra uma mulher à procura de identidades
Grace Passô traz a Londrina "Vaga Carne", espetáculo que mostra uma mulher à procura de identidades |  Foto: Lucas Ávila/ Divulgação
 

A narrativa surrealista de “Vaga Carne” incorpora as transformações sociais e políticas do Brasil e foi publicada em livro pela Editora Javali. O texto também deu origem a um média-metragem, que abriu a Mostra Tiradentes de Cinema em 2019. No ano seguinte, teve estreia internacional no Festival Internacional de Cinema de Berlim (Berlinale). 

Nascida em Pirapora, interior de Minas Gerais, em 1980, Grace Passô se mudou com a mãe para Belo Horizonte, onde aos 13 anos começou a estudar teatro no Centro de Formação Artística Tecnológica da Fundação Clóvis Salgado. Em 2004 fundou o grupo teatral Espanca!, no qual permaneceu por dez anos assinando a dramaturgia de espetáculos como "Marcha para Zenturo" (em parceria com o Grupo XIX de Teatro, SP), "Amores Surdos", "Congresso Internacional do Medo" e "Por Elise".  

O monólogo "Vaga Carne" foi vencedor dos prêmios Cesgranrio e Shell RJ O monólogo "Vaga Carne" foi vencedor dos prêmios Cesgranrio e Shell RJ
O monólogo "Vaga Carne" foi vencedor dos prêmios Cesgranrio e Shell RJ |  Foto: Lucas Ávila/ Divulgação
 

Já desenvolveu trabalho em parceria com diversos artistas e companhias teatrais brasileiras. Dirigiu "Contrações" (Grupo 3 de Teatro, SP) e "Os Bem Intencionados" (Lume Teatro, SP) e atuou na peça "Krum", da Companhia Brasileira de Teatro (PR). Foi cronista do jornal mineiro O Tempo e possui publicações de textos teatrais em português, francês, italiano, espanhol, mandarim, inglês e polonês. No cinema, atuou em filmes como "Elon Não Acredita na Morte" (Ricardo Alves Júnior), "Praça Paris" (Lúcia Murat), "No Coração do Mundo" (Filmes de Plástico - Gabriel Martins e Maurílio Martins), "Temporada" (Filmes de Plástico - André de Novais Oliveira) e "Vaga Carne" (Grace Passô e Ricardo Alves Júnior).  

Dentre os prêmios e indicações recebidos pela artista estão o Prêmio Shell, APCA - Grande Prêmio da Crítica, Prêmio Questão de Crítica, Prêmio APTR de Teatro, Cesgranrio, Prêmio Leda Maria Martins, Prêmio Bravo! Prime de Cultura, Festival do Rio, Festival de Brasília (Troféu Candango), Festival de Turim e Medalha da Inconfidência.  

Serviço: 

Filo - Espetáculo “Vaga Carne, com Grace Passô (MG) 

Quando – Quinta (16) e sexta-feira (17), às 21 horas 

Onde - Divisão de Artes Cênicas da Casa de Cultura UEL (Av. Celso Garcia Cid, 205) 

Ingressos esgotados

Filo - “A Descoberta da Américas”, com Julio Adrião (RJ)  

Quando – Quinta-feira (16), às 20h30  

Onde - Cine Teatro Ouro Verde (Rua Maranhão, 85)  

Quanto - R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia-entrada)  

Ponto de venda - Plataforma Sympla

Receba nossas notícias direto no seu celular, envie, também, suas fotos para a seção 'A cidade fala'. Adicione o WhatsApp da FOLHA por meio do número (43) 99869-0068 ou pelo link