|
  • Bitcoin 121.481
  • Dólar 5,0538
  • Euro 5,2302
Londrina

Novo comando

m de leitura Atualizado em 04/03/2022, 06:13

Queda de Eutrópio com 2 meses de trabalho confirma novo normal da SM

Filho do Rei Pelé vai dirigir interinamente o Tubarão no jogo de domingo; Clube procura novo técnico de olho na Série B

PUBLICAÇÃO
sexta-feira, 04 de março de 2022

Lucio Flávio Cruz - Grupo Folha
AUTOR autor do artigo

Foto: Ricardo Chicarelli/LEC
menu flutuante

O técnico Edinho vai assumir interinamente o Londrina até a contratação de um novo treinador. O filho do Rei Pelé e que dirige o time sub-20 do Tubarão entra no lugar de Vinícius Eutrópio, que foi demitido pelo gestor Sérgio Malucelli após a eliminação na primeira fase da Copa do Brasil. 

Imagem ilustrativa da imagem Queda de Eutrópio com 2 meses de trabalho confirma novo normal da SM Imagem ilustrativa da imagem Queda de Eutrópio com 2 meses de trabalho confirma novo normal da SM
|  Foto: Ricardo Chicarelli/LEC
  

Edinho vai comandar a equipe na partida de domingo (6) contra o Cianorte, no estádio do Café, pela última rodada da fase de classificação do Campeonato Paranaense. Enquanto isso, a diretoria alviceleste procura um novo nome para assumir o clube e iniciar o planejamento visando a Série B, que começa em abril. 

A decisão de demitir Vinícius Eutrópio foi exclusiva de Malucelli, que comunicou o treinador ainda na noite de quarta-feira (2), horas após a derrota para o Ceilândia por 2 a 0, no Distrito Federal. Assim como aconteceu em 2020 e 2017, o LEC caiu novamente logo na estreia da Copa do Brasil. Somente no início de ontem é que o LEC informou oficialmente a saída de Eutrópio e de sua comissão técnica. 

A decisão de mudar o comando técnico neste momento da temporada é uma tentativa da direção alviceleste em ajustar o time pensando na Série B, que começa no dia 9 de abril. A diretoria entendeu que a produção da equipe está aquém do esperado e que era necessário trocar o treinador para não comprometer o início do Brasileiro. 

Imagem ilustrativa da imagem Queda de Eutrópio com 2 meses de trabalho confirma novo normal da SM Imagem ilustrativa da imagem Queda de Eutrópio com 2 meses de trabalho confirma novo normal da SM
|  Foto: Ricardo Chicarelli/LEC
 

Com a eliminação precoce na Copa do Brasil, todo o planejamento inicial foi por terra e o elenco terá que ser reconstruído de olho na Série B. Entre oito e 10 jogadores do atual plantel serão desligados nos próximos dias e a promessa do clube é que pelo menos mais oito reforços serão contratados antes do início do Brasileiro. 

A saída de Vinícius Eutrópio confirma a posição da SM Sports de trocar constantemente o treinador como responsável maior pelos maus resultados. Desde o fim da era Claudio Tencati, em novembro de 2017, o LEC teve no seu comando 13 treinadores diferentes entre 2018 e este início de 2022. 

Neste período, Roberto Fonseca esteve três vezes à frente do clube e Alemão e Silvinho Canuto dirigiram o Tubarão em duas oportunidades. 

AVAL

Eutrópio foi contratado no final de 2021, e a sua chegada, referendada pelo coordenador técnico, PC Gusmão, e pelo diretor científico, Antônio Carlos Gomes. Os três profissionais já haviam trabalhado juntos em outros clubes. O treinador deixa o LEC após apenas dois meses de trabalho e 11 jogos oficiais. Foram quatro vitórias, quatro derrotas e três empates. Aproveitamento de 45% e a vaga garantida nas quartas de final do Estadual. Junto com Eutrópio, deixa o clube também o auxiliar Felipe Sampaio.

Leia também

LEC decide demitir Eutrópio após vexame na Copa do Brasil

Com duas competições em disputa, LEC coloca elenco à prova

Já o técnico Edinho veio do Santos e chegou ao Tubarão no fim do ano passado. Dirigiu o clube na última edição da Copa São Paulo, quando o LEC foi eliminado na segunda fase. O time sub-20 já voltou aos treinamentos em preparação para a disputa do Campeonato Paranaense. Edinho será auxiliado por Wagner Andrade, que compõe a comissão técnica permanente do LEC. 

Receba nossas notícias direto no seu celular, envie, também, suas fotos para a seção 'A cidade fala'. Adicione o WhatsApp da FOLHA por meio do número (43) 99869-0068 ou pelo link