|
  • Bitcoin 120.926
  • Dólar 5,0919
  • Euro 5,2455
Londrina

Série B

m de leitura Atualizado em 02/07/2022, 09:53

Pressionados por vitória, Londrina e CSA duelam no Café

Tubarão busca reação neste sábado (2) diante de um rival que ainda não venceu fora de casa e está na zona do rebaixamento

PUBLICAÇÃO
sábado, 02 de julho de 2022

Lucio Flávio Cruz - Grupo Folha
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

Nos altos e baixos que marcam a sua campanha na Série B, o Londrina tem mais um confronto no estádio do Café neste sábado (2) para buscar a reabilitação e não se ver novamente rondando a zona do rebaixamento. O Tubarão encara o CSA, às 11h, pela 16ª rodada do Brasileiro. 

Com desfalques, Londrina pode ter o zagueiro Augusto e o volante Mandaca (colete) como titulares diante do CSA Com desfalques, Londrina pode ter o zagueiro Augusto e o volante Mandaca (colete) como titulares diante do CSA
Com desfalques, Londrina pode ter o zagueiro Augusto e o volante Mandaca (colete) como titulares diante do CSA |  Foto: Sheyla Dantas/LEC
  

A irregularidade caracteriza a trajetória alviceleste, com cinco vitórias, três empates e seis derrotas. Nos últimos três jogos, são duas derrotas e uma vitória e o Tubarão ainda busca dois triunfos seguidos na competição. Em 12º, com 18 pontos, tem apenas três a mais que o rival alagoano, que está na zona do rebaixamento, em 17º. 

Leia também

Cheio de problemas, Adilson faz mistério para o escalar o Londrina 

Sócios aprovam mudanças que abre caminho para SAF no LEC 

Pensando na sequência da Série B, ganhar novamente em casa será fundamental, já que depois serão três partidas seguidas como visitante - Chapecoense, Sport e Ituano. "Os jogos no Café têm sido o nosso diferencial e temos sido muito fortes aqui. Todos que jogaram aqui sentiram dificuldades e agora não será diferente", frisou o zagueiro Saimon. "Precisamos de uma recuperação rápida para não nos distanciarmos da parte de cima da tabela e não nos aproximarmos da zona do rebaixamento". 

Além de superar o CSA, outro desafio do LEC é o desgaste físico do elenco. Foram apenas três dias de intervalo desde a derrota para o Grêmio e alguns atletas têm sentido a maratona de jogos. O técnico Adilson Batista afirmou que a escalação será definida apenas no vestiário e não descartou a possibilidade de poupar alguns titulares pensando nas próximas rodadas. Após o jogo de sábado, o Tubarão volta a campo já na terça-feira (5) para encarar a Chapecoense, em Santa Catarina, em jogo atrasado da 10ª rodada. 

"Temos que aproveitar todos os momentos como preparação e ter cuidados com todos os detalhes. Viagem, repouso, alimentação, vídeo, na conversa, na orientação. Usar a convivência diária para colocar aqueles inteiros em campo e que consigam entregar o que imaginamos", frisou Adilson. 

O treinador tem dois desfalques certos. O volante Jhonny Lucas voltou lesionado de Porto Alegre e não foi relacionado. O centroavante Gabriel Santos fica de fora mais uma vez. Desfalque na Arena do Grêmio, o atacante até chegou a fazer atividades no gramado, mas será preservado pela comissão técnica. No meio-campo, as opções são Mandaca e Marcinho. 

Nomes como Samuel Santos, Eltinho, João Paulo e Caprini também preocupam a comissão técnica pelo desgaste físico e podem ser poupados da partida. Adilson Batista relacionou cinco zagueiros para o jogo e pode utilizar um 3-5-2 com Augusto, Saimon e Gustavo Vilar. 

"Alguns jogadores são mais resistentes e outros levam mais tempo para recuperar. Eu preciso de força no sábado porque temos que melhorar a pontuação para brigar lá em cima", ressaltou o treinador.  

CSA

O técnico Alberto Valentim vai para o seu quinto jogo à frente do CSA e ainda não venceu. O time de Maceió não ganha há seis partidas - duas derrotas e quatro empates - e é o time que mais empatou na Série B, ao lado Sampaio Corrêa, com nove igualdades. 

FICHA TÉCNICA

Londrina

Matheus Nogueira; Augusto, Saimon e Gustavo Vilar; Samuel Santos, João Paulo, Mandaca (Marcinho), Gegê e Eltinho (Dudu); Caprini e Douglas Coutinho. Técnico: Adilson Batista

CSA

Marcelo Carné; Lucas Marques, Wellington Nascimento, Lucão e Diego Renan; Geovane, Giva Santos e Gabriel; Lucas Barcelos (Marco Túlio), Rodrigo Rodrigues e Osvaldo (Bruno Mezenga). Técnico: Alberto Valentim

Árbitro: Vinícius Gomes do Amaral (MG)

Local: estádio Do Café

Horário: 11h deste sábado (2)

Ingressos: R$ 40 (cadeiras e arquibancadas)

Receba nossas notícias direto no seu celular! Envie também suas fotos para a seção 'A cidade fala'. Adicione o WhatsApp da FOLHA por meio do número (43) 99869-0068 ou pelo link