|
  • Bitcoin 147.019
  • Dólar 4,9473
  • Euro 5,2070
Londrina

Londrina Esporte Clube

m de leitura Atualizado em 20/03/2022, 21:03

LEC perde para o Athletico nos pênaltis e dá adeus ao Paranaense

Após 2 a 2 no placar agregado, Londrina viu volante e atacante desperdiçarem cobranças, que custaram vaga na semifinal

PUBLICAÇÃO
domingo, 20 de março de 2022

Pedro Marconi - Grupo Folha
AUTOR autor do artigo

Foto: Matheus Meneses/Athletico
menu flutuante

O Londrina tinha tudo para fazer história na Arena da Baixada – um ano depois de quebrar um tabu de 27 anos no estádio -, mas sentiu a pressão na hora decisiva e caiu nas quartas de final do Campeonato Paranaense, na tarde deste domingo (20). Ao longo dos 90 minutos, o LEC conseguiu mostrar força defensiva, mas acabou levando dois gols do Athletico. 

Quando os torcedores do Furacão achavam que o passaporte para a semifinal estava garantido, o Tubarão descontou com Augusto, no segundo tempo, levando o jogo para as penalidades máximas. O primeiro duelo, no Café, havia sido 1 a 0 para o LEC.

Foi nos pênaltis que o LEC perdeu a vaga. Nas cobranças, o Athletico converteu as quatro batidas que teve direito, enquanto que Luan Marchiori e Salatiel, para o LEC, chutaram mal, ficando 4 a 2. O Furacão terá pela frente o Coritiba na semi do Estadual. O confronto de ida será na quarta-feira (23). Na outra semifinal, o Operário pegará Maringá, que goleou o Cascavel por 5 a 0. Já o Londrina vai aguardar até nove de abril, quando estreia na Série B do Brasileiro, única competição que sobrou na temporada. 

O técnico Adilson Batista lamentou a eliminação e afirmou que levando em conta os dois duelos das quartas de final – o primeiro o Londrina venceu por 1 a 0 - a equipe merecia mais sorte em Curitiba. “Sabíamos da pressão e das dificuldades de jogar na arena, das funções que tínhamos que exercer, da forte marcação. Fizemos isso em grande parte do jogo. O Athletico teve posse, rodou, erramos nos dois gols. São detalhes que vamos aprendemos com os jogos. A decisão deveria ser construída lá no Café. Gostei da entrega, time aguerrido, mas precisava caprichar”, analisou.  

Jogadores acompanharam apreensivos as cobranças de pênaltis Jogadores acompanharam apreensivos as cobranças de pênaltis
Jogadores acompanharam apreensivos as cobranças de pênaltis |  Foto: Vinicius Do Prado/Agencia F8/Folhapress
  

O JOGO 

O LEC suportou a pressão athleticana em boa parte da partida, apostando na organização tática dentro de campo. Por outro lado, abdicou de atacar e o goleiro Santos praticamente assistiu ao duelo. Um lance até então despretensioso colocou o plano alviceleste por água abaixo. Aos 33 minutos, numa jogada que teve início no meio de campo e foi de pé em pé, o atacante David chutou forte de longe de área, pegando a defesa aberta. Matheus Albino chegou tarde na bola, que foi parar no fundo da rede. 

O Furacão se animou com o gol e foi para cima do Londrina com ainda mais intensidade. No final do primeiro tempo, em lançamento que veio do lado esquerdo, Pablo cabeceou e o goleiro londrinense fez grande defesa, salvando o time de tomar o segundo gol. 

GOLS E DEFESA SALVADORA 

O primeiro lance de perigo no segundo tempo foi do Londrina, com Douglas Coutinho, que mandou por cima do travessão. O Athletico reclamou de pênalti após a bola bater na mão de Saimon em chute de Jader, porém, o árbitro Rodolpho Toski Marques disse que antes tinha pegado na perna do zagueiro. A melhor chance do Tubarão foi aos 18 minutos. Samuel Santos recebeu a bola dentro da pequena área e cara a cara com o goleiro Santos chutou para fora. 

O Rubro-Negro voltou a protestar pedindo pênalti em suposto toque da bola no braço de João Paulo, entretanto, o árbitro sinalizou que não foi nada. O Athletico ampliou o placar aos 38 minutos. Davi Araújo cruzou na medida para Terans, que livre de marcação cabeceou direto para o gol. A alegria dos torcedores do Furacão durou pouco. Dois minutos depois, o LEC fez o dele em cobrança de escanteio de João Paulo e cabeceio de Augusto. 

Aos 47 minutos Matheus Albino operou um milagre. Após bate e rebate na área, Daniel Cruz chutou cruzado e o goleiro azul e branco espalmou, numa defesa salvadora para levar a decisão para os pênaltis. 

PÊNALTIS 

A cobrança de pênaltis foi aberta com Pablo, que converteu. Na sequência, João Paulo também marcou. Bissoli chutou forte e balançou a rede. Luan Marchiori bateu fraco e parou no goleiro Santos. Terans fez o terceiro para o Furacão. Augusto o segundo para o LEC. Rômulo aumentou a vantagem, jogando a responsabilidade para o Tubarão. Salatiel foi dando várias paradinhas e na hora da batida mandou para fora. 

Apesar da displicência no chute de Salatiel, o técnico garantiu que os jogadores escolhidos para as batidas tiveram bom desempenho nos treinamentos. “Penalidade foi trabalhada durante toda a semana. Pedi para bater com seriedade, caprichar, cobrei situações de estilo de bater. Estudamos as batidas dos adversários e eles mudaram o canto. O Luan, no treino, acertou todos, o Saimon bateu firme e no treino foi mais alta. Tem emocional, pressão, lado. São detalhes do futebol que acabam pesando. Cabe a nós corrigir”, ponderou Batista. 

LEIA TAMBÉM: Londrina anuncia atacante para Série B 

INJÚRIA RACIAL 

Durante o segundo tempo, o lateral Samuel Santos acusou um torcedor do Athletico de injúria racial. O jogo foi parado e o torcedor retirado do estádio pela Polícia Militar. Em nota, o Londrina repudiou o ato e informou que foi registrado boletim de ocorrência. "Lamentamos profundamente a ocorrência desses fatos e ressaltamos que prestaremos total apoio ao atleta."

FICHA TÉCNICA

EM CURITIBA 

ATHLETICO 2 (4): Santos; Daniel (Bissoli), Pedro Henrique, Thiago Heleno e Abner Vinicius; Erick (Christian), Matheus Fernandes (Rômulo) e Terans; Julimar (Jader), Pablo e Davi Araújo (Daniel Cruz). Técnico: Alberto Valentim 

LONDRINA 1 (2): Matheus Albino; Jean Henrique (Luan Marchiori), Augusto, Saimon e Samuel Santos; João Paulo, Jhonny Lucas, Eltinho (Toni Nang) e Felipe Vieira; Thiago Ribeiro (Marcelinho) e Douglas Coutinho (Salatiel). Técnico: Adilson Batista 

Gols: Davi Araújo aos 33 do 1º tempo e Terans aos 38 e Augusto aos 40 minutos do 2º tempo 

Árbitro: Rodolpho Toski Marques 

Estádio: Arena da Baixada 

Atualizada às 20h38

Receba nossas notícias direto no seu celular! Envie também suas fotos para a seção 'A cidade fala'. Adicione o WhatsApp da FOLHA por meio do número (43) 99869-0068 ou pelo link wa.me/message/6WMTNSJARGMLL1.