|
  • Bitcoin 102.471
  • Dólar 5,3317
  • Euro 5,5605
Londrina

Série B

m de leitura Atualizado em 25/05/2022, 06:52

Contra o Fantasma, LEC busca paz e regularidade

Envolvido novamente em polêmicas, Londrina quer manter a invencibilidade como mandante para se afastar da zona de rebaixamento da série B

PUBLICAÇÃO
quarta-feira, 25 de maio de 2022

Lucio Flávio Cruz - Grupo Folha
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

Irregular dentro de campo e envolvido em polêmicas fora, o Londrina entra em campo nesta quarta-feira (25) com o missão de se recuperar na Série B e ao mesmo tempo garantir mais tranquilidade nos bastidores. O jogo contra o Operário, às 19h, no estádio do Café, é encarado novamente como uma decisão pelo Tubarão para sair da parte de baixo da tabela. 

Ausente nas últimas três partidas, Jhonny Lucas volta ao LEC no jogo de hoje diante do Operário, no Café Ausente nas últimas três partidas, Jhonny Lucas volta ao LEC no jogo de hoje diante do Operário, no Café
Ausente nas últimas três partidas, Jhonny Lucas volta ao LEC no jogo de hoje diante do Operário, no Café |  Foto: Ricardo Chicarelli/LEC
  

O cenário é muito parecido com o de duas semanas atrás, quando a goleada para o Bahia desencadeou cobrança da torcida, reclamação dos jogadores por salários atrasados e afastamento do volante Jean Henrique. A vitória na sequência contra o Brusque acalmou os ânimos, mas o clima voltou ficar conturbado após a atuação ruim e a derrota para o CRB. 

Leia também

LEC desiste de venda de mando e jogo com o Vasco será no Café 

LEC se apega a performance no Café para vencer o Operário

O revés em Maceió trouxe nova crise interna. O coordenador técnico PC Gusmão foi demitido, mas o clube negou a demissão e o profissional voltou a trabalhar. A última polêmica foi a intenção do gestor Sérgio Malucelli em vender o mando de campo do jogo contra o Vasco. A repercussão negativa perante a torcida, no entanto, fez o mandatário alviceleste abortar a ideia. Diante de tantos problemas, nada como vencer um rival tradicional para a paz voltar ao alviceleste. 

"Teremos um jogo bem disputado, acirrado. Temos que ter atenção na bola parada, no contra-ataque, porque vamos enfrentar um time bem treinado e precisamos estar atentos para vencê-los. Nos preparamos bem para reverter esta situação em que estamos", afirmou o técnico Adilson Batista. 

A pressão por um resultado positivo é muito maior para o lado alviceleste. O Tubarão vem de derrota e amarga a 15ª posição, com oito pontos, mesma pontuação de Guarani e CSA, que estão na zona do rebaixamento. Já o Operário ganhou confiança após vencer na última rodada o Ituano de virada por 3 a 2. O Fantasma é o sétimo, com 12 pontos, a dois do G4. 

"Ninguém gosta de ficar perto da zona do rebaixamento. Todas as equipes estão muito iguais e a pontuação está embolada. Temos que voltar a pontuar para ficar o mais longe possível da parte de baixo da tabela", frisou o atacante Caprini. "Vamos mostrar a nossa força dentro de casa e nos inspirar nas belas partidas anteriores que fizemos no Café para voltar a vencer". O LEC ainda não perdeu como mandante nesta Série B. Foram duas vitórias e dois empates. 

O Operário busca a sua primeira vitória como visitante. Até agora tem uma derrota e três empates. "É um clássico e para nós é um jogo muito diferente. Temos certeza de que teremos que correr muito e se for preciso guerrear lá, vamos fazer, se for para colocar a bola no chão e jogar, temos que jogar. Vamos com a meta de voltar com os três pontos", afirmou o meia Giovanni Pavani, autor de um dos gols na última partida. 

Formação

O Londrina deve ter duas alterações na equipe titular. O volante Jhonny Lucas volta após três partidas de fora, em razão de uma lesão muscular na coxa. O zagueiro Saimon, que sofreu uma torção no tornozelo, não tem presença garantida. As opções para a posição são Augusto e Denílson. 

Do lado do Operário, o técnico Claudinei Oliveira não terá o lateral-direito Arnaldo, suspenso. Já o meia Reina tem um incômodo no ombro e também pode ficar de fora. 

NO CAFÉ

LONDRINA

Matheus Nogueira; Samuel Santos, Gustavo Vilar, Saimon (Denílson) e Felipe Vieira; João Paulo, Jhonny Lucas e Gegê; Caprini, Gabriel Santos e Douglas Santos. Técnico: Adilson Batista

OPERÁRIO

Vanderlei; Lucas Mendes, Thales, Reniê e Fabiano; Ricardinho, Marcelo, Tomas Bastos e Reina (Pavani); Silvinho e Paulo Sérgio. Técnico: Claudinei Oliveira 

Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)

Estádio: do Café

Horário: 19h

Receba nossas notícias direto no seu celular! Envie também suas fotos para a seção 'A cidade fala'. Adicione o WhatsApp da FOLHA por meio do número (43) 99869-0068 ou pelo link